Central hidroelétrica reversível

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade(desde junho de 2016). Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Uma Central hidroeléctrica reversível (português europeu) ou usina hidrelétrica reversível (português brasileiro) é uma central hidroelétrica que permite o armazenamento energético sob a forma de energia potencial, bombeando água entre reservatórios a diferentes altitudes[1]. Estas centrais são tipicamente usadas para igualar diferenças periódicas em horário de carregamentos eléctricos, armazenando energia em períodos de baixo consumo e restituindo a energia armazenada à rede em períodos de elevado consumo.[1] Esta tecnologia também pode ser usada em estrutura de canal (de irrigação ou navegável), permitindo a produção de energia eléctrica como nas centrais hidroelétricas tradicionais.

Embora a maior parte destas instalações sejam de grande porte, existem instalações em pequena escala, nomeadamente em edifícios, embora estas sejam desvantajosas em termos económicos dadas as economias de escala presentes.[1] Além disso, uma grande quantidade de água deve ser armazenada o que pode ser um problema em meios urbanos.[1] No entanto, alguns autores defendem a simplicidade tecnológica e a capacidade de assegurar um fornecimento de água como importantes externalidades.[1]

Usinas Hidrelétricas Reversíveis Sazonais (UHRS)[editar | editar código-fonte]

Além de armazenar energia em um ciclo diário, as usinas hidrelétricas reversíveis podem armazenar energia em ciclos semanais, sazonais (anuais) e plurianuais [2][3]. O potencial de implementação de UHRS no Brasil é grande e ainda inexplorado. Essa tecnologia tem a capacidade de aumentar o armazenamento energético do Brasil e garantir a segurança energética do país [4].

Referências

  1. a b c d e de Oliveira e Silva, Guilherme; Hendrick, Patrick (1 de outubro de 2016). «Pumped hydro energy storage in buildings». Applied Energy. 179: 1242–1250. doi:10.1016/j.apenergy.2016.07.046 
  2. Hunt, Julian (2014). «Aumentando a Capacidade de Armazenamento Energético do Brasil» (PDF). IX Congresso Brasileiro de Planejamento Energético 
  3. Hunt, Julian (2014). «Enhanced-Pumped-Storage: Combining pumped-storage in a yearly storage cycle with dams in cascade in Brazil» (PDF). Energy. doi:10.1016/j.energy.2014.10.038 
  4. Hunt, Julian (2017). «A review of seasonal pumped-storage combined with dams in cascade in Brazil» (PDF). Renewable and Sustainable Energy Reviews. doi:10.1016/j.rser.2016.11.255 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Central hidroelétrica reversível