Centro de Pesquisa em Arqueologia e História Timbira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Centro de Pesquisa em Arqueologia e História Timbira
Tipo museu, centro de pesquisa
Inauguração 2015 (4 anos)
Geografia
Coordenadas 5° 32' 6.6484" S 47° 29' 0.2731" O
Localização Imperatriz
País Brasil

O Centro de Pesquisa em Arqueologia e História Timbira (CPAHT) é um museu público localizado na cidade de Imperatriz, no Maranhão. [1]

Histórico[editar | editar código-fonte]

Foi inaugurado em 10 de agosto de 2015. Entre seus objetivos estão a pesquisa e a preservação da a cultura material e imaterial da região do sul do Maranhão, com base no acervo arqueológico que possibilita a reconstituição de civilizações que habitaram a região sul maranhense em períodos remotos.[1]

O museu e resultado de estudos e pesquisas, consolidados pelo Núcleo de Estudos Africanos e Indígenas (NEAI) da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão, buscando incentivar e apoiar a produção e a difusão de conhecimentos nas áreas das Africanidades, Estudos Indígenas, Arqueologia, Educação Patrimonial e Cultura Popular.[2]

Também estão em exposição os aspectos dos patrimônios material e imaterial da etnia timbira que vive no sul do Maranhão, Tocantins, Pará e Goiás.[3]

O CPAHT é vinculado à UEMASUL. [1]

Referências

  1. a b c «Centro de Pesquisa em Arqueologia e História Timbira |». Consultado em 19 de dezembro de 2018 
  2. C, Fabricio (19 de janeiro de 2018). «UEMASUL reabre o Centro de Pesquisa em Arqueologia e História Timbira (CPAHT)». Portal de Notícias UEMASUL. Consultado em 19 de dezembro de 2018 
  3. «JOIMP | Grupo de pesquisa, jornalismo, mídia e memória». joimp.ufma.br. Consultado em 19 de dezembro de 2018