Cercal (Ourém)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Portugal Cercal 
  Freguesia portuguesa extinta  
Símbolos
Brasão de armas de Cercal
Brasão de armas
Localização
Cercal está localizado em: Portugal Continental
Cercal
Localização de Cercal em Portugal Continental
Mapa de Cercal
Coordenadas 39° 42' 27" N 8° 39' 34" O
município primitivo Ourém
História
Fundação 31 de Dezembro de 1984
Extinção 28 de janeiro de 2013
Características geográficas
Área total 8,06 km²
Largo das Escolas - 2490-101 Cercal
Cercal (Ourém)

Cercal é uma antiga freguesia portuguesa do concelho de Ourém, província da Beira Litoral, na região do Centro (Região das Beiras) e sub-região do Médio Tejo, com 8,06 km² de área e 784 habitantes (2011)[1]. Lugares da Freguesia: Vales, Ninho D'Águia, Matos. A sua densidade populacional era 97,3 hab/km².
Foi extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional para formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de Matas e Cercal.[2].

É uma das antigas freguesias mais jovens do concelho, tendo conquistado a autonomia somente em 1984, mais propriamente no dia 31 de Dezembro, e sendo constituída por lugares que surgiram após a desanexação de Espite, Olival e Gondemaria. Porém, exprime uma capacidade de trabalho e iniciativa exemplares.

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Cercal [3]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
809 896 784

Criada pela lei nº 62/84, de 31 de Dezembro, com lugares desanexados da freguesia de Espite

Distribuição da População por Grupos Etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 163 153 447 133 18,2% 17,1% 49,9% 14,8%
2011 95 113 442 134 12,1% 14,4% 56,4% 17,1%

Média do País no censo de 2001: 0/14 Anos-16,0%; 15/24 Anos-14,3%; 25/64 Anos-53,4%; 65 e mais Anos-16,4%

Média do País no censo de 2011: 0/14 Anos-14,9%; 15/24 Anos-10,9%; 25/64 Anos-55,2%; 65 e mais Anos-19,0%

História[editar | editar código-fonte]

A presença humana por essas terras remonta pelo menos a tempos romanos, a avaliar pela descoberta de uma estação romana no lugar da Abelheira, uma ocupação facilmente justificada pela assiduidade de encostas soalheiras, vales protegidos e terrenos irrigados.

O lugar de Ninho de Águia combina um misto de história e fantasia que orgulha as suas gentes e fascina o visitante: a história sobrevive materializada pela Capela do Ninho de Águia, que após a fundação em 1639, viria a ser alvo de saque e destruição por parte das invasões francesas; a recuperação em 1868 devolveu-lhe a dignidade, sendo esta reforçada recentemente com novas obras de restauro. O topónimo em si, persiste envolvido pela lenda de um menino que terá sido resgatado por uma águia… conto esse que alimenta uma ligação entre Cercal e Seiça, ainda que somente no campo do imaginário colectivo.

Cercal partilha ainda com outras freguesias um dos miradouros mais elevados e deleitáveis do concelho, o Cabeço de Óbidos, elevado 370 m. acima do nível médio das águas do mar, de onde se pode contemplar a fisionomia geral do concelho.

Heráldica[editar | editar código-fonte]

Brasão - Escudo de vermelho, águia de prata realçada de negro, acompanhada em chefe de um ramo de oliveira de prata, frutado de negro, entre duas pinhas cosidas de verde, com suas agulhas; campanha ondeada de prata e azul. Coroa mural de prata de três torres. Listel branco, com a legenda a negro: “CERCAL - OURÉM”.

Associações da Freguesia[editar | editar código-fonte]

Centro Desportivo Social e Cultural do Cercal[editar | editar código-fonte]

Www.cdsccvn.pt

Valências

  • Futsal Sénior Masculino
  • Berçário
  • Creche
  • ATL
  • Centro de Dia
  • Apoio Social

Associação de Promoção da Freguesia do Cercal[editar | editar código-fonte]

Logotipo da APFC.

Valências

  • BTT Yellow Team
  • Jornal Ramo D'Além

Referências

  1. «População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano)». Informação no separador "Q601_Centro". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 3 de Março de 2014 
  2. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 20 de junho de 2016.
  3. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes


Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.