Charles Francis Richter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Charles Francis Richter
Sismologia
Charles Richter em 1970
Nacionalidade Estados Unidos Estadunidense
Nascimento 26 de abril de 1900
Local Hamilton, Ohio
 Estados Unidos
Morte 20 de abril de 1985 (84 anos)
Local Pasadena, Califórnia
 Estados Unidos
Atividade
Campo(s) Sismologia
Conhecido(a) por Criação, com Beno Gutenberg, da escala de Richter

Charles Francis Richter (Hamilton, 26 de abril de 1900Pasadena, 20 de abril de 1985) foi um sismólogo estadunidense.[1]

Richter ficou famoso ao criar, em colaboração com Beno Gutenberg, uma escala que quantifica a grandeza (energia libertada) pelos terremotos, que ele usou pela primeira vez em 1935. Richter e Gutenberg trabalhavam então no Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech).


Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em Hamilton, Ohio, Richter estudou na Universidade Stanford e Instituto de Tecnologia da Califórnia, onde obteve seu PhD em física teórica em 1928. Trabalhou no Instituto Carnegie de Washington (1927-1936) antes de ser nomeado para o Instituto de Tecnologia da Califórnia, onde se tornou professor de sismologia em 1952.

Richter desenvolveu a sua escala para medir a força dos terremotos em 1935. Escalas anteriores tinham sido desenvolvidas por De Rossi em 1880 e por Giuseppe Mercalli em 1902, mas ambos usavam uma escala descritiva, definida em termos de danos em edifícios bem como o comportamento e a resposta da população. Isso restringia o seu uso para a medição de terremotos em áreas povoadas, e fez escalas em relação ao tipo de técnicas de construção e materiais utilizados.

A escala de Richter é absoluta, com base na amplitude das ondas produzidas pelo terremoto. Ele definiu a magnitude de um terremoto como o logaritmo na base 10 da amplitude máxima das ondas, medido em microns. Isto significa que as ondas cujas amplitudes diferem por um fator de 100 diferem por 2 pontos na escala Richter. Com Beno Gutenberg tentou converter os pontos em sua escala em energia liberada. Em 1956, eles mostraram que a magnitude 0 corresponde a cerca de 1011 ergs (104 joules), enquanto a magnitude 9 é igual a 1024 ergs (1017 joules). Um aumento de uma unidade de energia significa cerca de 30 vezes mais do que está sendo liberado. O maior terremoto registrado até agora tinha um valor na escala Richter, de 8,9. Em 1954, Richter e Gutenberg produziu um dos textos básicos sobre sismologia, sismicidade da Terra.

Referências

  1. «CHARLES RICHTER / ARCHIVES» (PDF) (em inglês). Consultado em 20 de setembro de 2010 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.