Christine Ebersole

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Christine Ebersole
Christine Ebersole em 2005.
Nome completo Christine Ebersole
Nascimento 21 de fevereiro de 1953 (64 anos)
Winnetka (IL), EUA
Ocupação Atriz, cantora
Cônjuge Peter Bergman (1976-1981)
Bill Moloney (1988-atualmente)
Outros prêmios
Tony Award (melhor atriz em musical)
2001 42nd Street
2007 Grey Gardens
Página oficial
IMDb: (inglês)

Christine Ebersole (21 de fevereiro de 1953) é uma atriz e cantora americana.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ebersole nasceu em Winnetka, Illinois, onde freqüentou a New Trier High School, e se formou no MacMurray College, em Jacksonville, no mesmo estado.

Casou-se duas vezes; com o ator Peter Bergman, e com seu atual marido, Bill Moloney, com quem tem três filhos. Atualmente vive em Maplewood, Nova Jérsei, com sua família.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Christine Ebersole durante espetáculo na Broadway, em 10 de setembro de 2006.

Depois de aparições na soap opera estadunidense Ryan's Hope em 1977 e 1980, fez parte do elenco do programa humorístico Saturday Night Live, como co-âncora do quadro "Weekend Update", com Brian Doyle-Murray, onde imitava celebridades da época, como Mary Travers, Cheryl Tiegs, Barbara Mandrell, a princesa Diana, Rona Barrett, entre outras. Após o período no SNL, participou de outra soap, One Life to Live, além da sitcom Valeria.

No cinema suas principais participações foram em Mac and Me (1988), My Girl 2 (1994), Richie Rich (1994), 'Til There Was You (1997), My Favorite Martian (1999), e no Amadeus de Miloš Forman (1984), onde fez a diva Caterina Cavalieri.

Ebersole também fez parte do elenco de diversas séries de televisão que não foram bem-sucedidas, como Rachel Gunn, R.N. (1992), na qual desempenhou o papel principal, ao lado de Megan Mullally, de Will & Grace - série da qual Ebersole também participou como convidada, bem como em The Nanny, Just Shoot Me, Murphy Brown e Ally McBeal.

Sua fama veio, no entanto, na Broadway; seus papéis destaque incluíram uma aparição em The Best Man (2000), de Gore Vidal, e os papéis de Millicent Jordan em Dinner at Eight (2002) (para o qual foi indicada para um Tony), M'Lynn em Steel Magnolias (2005), além daquele pelo qual ganhou o Tony de "Melhor Atriz num Musical" - Dorothy Brock, no remontagem de 2001 de 42nd Street. Em 2006 Ebersole interpretou os papéis duplos de Edith Ewing Bouvier Beale ("Big Edie") e Edith Bouvier Beale ("Little Edie"), em Grey Gardens, um novo musical baseado no filme homônimo. Após uma temporada de lotações esgotadas em teatros fora do circuito da Broadway, a peça entrou em cartaz na Broadway com o mesmo elenco, no outono daquele ano; Ebersole recebeu críticas muito favoráveis pelo papel, e conquistou seu segundo Tony.

Em 2013 christine Ebersole fez participação especial na série American Horror Story Coven[2] interpretando a bruxa suprema Anna leigh leighton do ano de 1971.

Referências

  1. Tammy La Gorce (14 de outubro de 2007). «For Future Teachers, a New Look on the Runway». The New York Times. Consultado em 3 de julho de 2008 
  2. «American Horror Story: Coven». Wikipédia, a enciclopédia livre. 29 de outubro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Christine Ebersole