Cidadania honorária

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Cidadania honorária é um título de honraria que uma pessoa de importância recebe de alguma localidade. O título de cidadão equipara a pessoa homenageada a uma adoção oficial. A pessoa agraciada passa a ser um irmão, um conterrâneo, uma pessoa da terra natal. Mesmo que um homenageado não tenha nascido ou não resida na localidade, para que se lhe conceda tal homenagem, faz-se necessário que se diga o que ele (homenageado) fez, sem visar lucros, interesses pessoais ou profissionais, em defesa do povo da localidade que lhe concedeu tal cidadania.

No Mundo[editar | editar código-fonte]

Lady Gaga é cidadã honorária de Sydney, por prestar favores que ajudaram no desenvolvimento social do local.

Ariana Grande é cidadã honorária de Manchester, por realizar o concerto One Love Manchester as vítimas do atentando no seu show Dangerous Woman Tour.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil, as regras para ser homenageado com a honraria variam de acordo com a localidade, mas geralmente o pedido da outorga da honraria parte de um parlamentar (deputado ou vereador).

No caso do município do Rio de Janeiro o título é dado para aqueles que nasceram em outras localidades, ou mesmo que tenham prestado serviço à causa da democracia ou à causa da humanidade, como diz o Regimento Interno da Câmara Municipal.[1]

Alguns exemplos de localidades que concederam títulos de cidadãos honorários são:

Cerimônia de Entrega das Chaves de uma Cidade[editar | editar código-fonte]

O simbólico ato de "dar as chaves de uma cidade" a uma pessoa representa um alto galardão destinado a distinguir personalidades que, pelo seu prestígio, ou por uma determinada ação, tenham colocado o nome da cidade nos mais elevados patamares do mundo. Essa prática tem um significado simbólico, uma vez que a chave simboliza a liberdade do destinatário de entrar e sair da cidade à vontade, como um sinal de confiança dos moradores da cidade àquela pessoa.[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Homenagens». Rio de Janeiro Câmara Municipal. Consultado em 12 de setembro de 2017. 
  2. «Tramitação do projeto de decreto legislativo nº 83/2009». Rio de Janeiro Câmara Municipal. Consultado em 12 de setembro de 2017. 
  3. «Outorga do título de Cidadã Honorária à Ministra Maria do Rosário». Distrito Federal Câmara Legislativa. 2012. Consultado em 12 de setembro de 2017. 
  4. «Glênio Bianchetti recebe título de Cidadão Honorário». Distrito Federal Câmara Legislativa. 23 de agosto de 2013. Consultado em 12 de setembro de 2017. 
  5. «Key to the City of New York». New York City Commission for the United Nations, Consular Corps and Protocol. Consultado em 6 de novembro de 2011.. Arquivado do original em 14 de novembro de 2011 
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.