One Love Manchester

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
One Love Manchester
Informação geral
Formato Concerto
Duração 18:55 até 22:09[1]
(horário local)
Criador(es) Ariana Grande
País de origem  Reino Unido
Idioma original inglês
Produção
Produtor(es) Melvin Benn[2]
Produtor(es) executivo(s) Guy Freeman[3]
Câmera Multi câmara
Distribuída por BBC Worldwide

European Broadcasting Union

Apresentador(es) Principais

Sara Cox
Ore Oduba
Bastidores
Nick Grimshaw
Anita Rani
BBC Radio
Scott Mills
Jo Whiley
Phil Williams
Becky Want
Global Radio
Margherita Taylor
Kat Shoob
Marvin Humes
Roman Kemp

Elenco Ariana Grande
Marcus Mumford
Take That
Robbie Williams
Pharrell Williams
Miley Cyrus
Niall Horan
Stevie Wonder
Little Mix
Victoria Monét
The Black Eyed Peas
Imogen Heap
Parrs Wood High School Choir
Mac Miller
Katy Perry
Justin Bieber
Coldplay
Liam Gallagher
Empresa(s) de produção BBC Studios
Localização Old Trafford Cricket Ground, Manchester,  Reino Unido
Exibição
Emissora de televisão original BBC One

BBC Radio
Global Radio

Formato de exibição HDTV 1080i
Formato de áudio Estéreo
Transmissão original 4 de junho de 2017 (2017-06-04)

One Love Manchester foi um concerto beneficente instituído pela cantora norte-Americana Ariana Grande, em resposta ao atentado à bomba em seu show em Manchester, duas semanas antes.[4] O evento, transmitido ao vivo pela BBC One, ocorreu em 4 de junho de 2017, no estádio Old Trafford Cricket Ground, localizado em Old Trafford, área metropolitana de Manchester,[5] com apresentação de Sara Cox e Ore Oduba, e contou com a presença de 50.000 pessoas. As estrelas convidadas foram Justin Bieber, Black Eyed Peas,[6] Coldplay,[5] Miley Cyrus, Niall Horan, Little Mix,[7] Katy Perry, Take That, Usher, Imogen Heap, Pharrell Williams, Robbie Williams, e Liam Gallagher.[7][8][9]

Os rendimentos do evento beneficiarão o We Love Manchester Emergency Fund, que foi estabelecido pelo Manchester City Council e pela Cruz Vermelha Britânica,[10] após o bombardeio de 22 de maio, que matou 22 espectadores e feriu mais de 100. Os fundos irão ajudar as vítimas e suas famílias.[9] A Cruz Vermelha Britânica informou que recebeu mais de £ 10 milhões (US$ 13 milhões) em doações nas 12 horas seguintes ao concerto.[11]

Apesar da diferença de fuso horário, diversas emissoras, de pelo menos 50 países, transmitiram o concerto ao vivo,[12] o qual foi simultaneamente transmitido ao vivo por diversas plataformas digitais, incluindo Twitter, Facebook e YouTube.[13] No Brasil, o concerto foi transmitido ao vivo pelo canal Multishow.[14]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Em 22 de maio de 2017, um atentado suicida foi realizado na Manchester Arena em Manchester, na Inglaterra, após um concerto de Ariana Grande, como parte de sua turnê Dangerous Woman Tour. 22 pessoas foram mortas e mais 100 ficaram feridas, alguns em estado crítico.

Poucas horas após o bombardeio, Ariana, pessoalmente, postou uma mensagem em seu Twitter: "Devastada. Do fundo do meu coração, eu sinto muitíssimo. Eu não tenho palavras. [sic]"[15] Grande posteriormente suspendeu sua turnê e voou para a casa de sua mãe em Boca Raton, Flórida, nos Estados Unidos.[16] No dia 26 de maio, ela anunciou que ela organizaria um concerto benéfico em Manchester para as vítimas do ataque.[17]

Desenvolvimento e planejamento[editar | editar código-fonte]

Os ingressos para o evento foram disponibilizados em 1 de junho de 2017, por £ 40, e vendidos sem taxas de reserva. Esses ingressos se esgotaram 6 minutos após terem sido colocados á venda.[18] Os fãs que estavam no show de 22 de maio puderam se inscrever para participar do concerto, sem custo nenhum. As inscrições terminaram em 31 de maio, às 17:00, mas foram prorrogadas até as 22:00, para permitir que o maior numero de pessoas presentes show no dia 22 pudessem comparecer.[4][19] A empresa de metrô Metrolink ofereceu viagens gratuitas ao público do evento, de, e para, a estação de Old Trafford.[20] A empresa de transporte Uber também disse que as tarifas dos passageiros viajando para, e do, show seriam doadas para caridade.

Após o ataque de Londres, que ocorreu um dia antes do show, a Polícia de Manchester anunciou que a segurança do evento seria ainda mais dura do que o planejado. Eles também aconselharam os participantes a não trazerem bolsas para o local, por razões de segurança.[21]

Ingressos para o concerto foram encontrados para venda no site de leilões online eBay, a preços acima do preço de venda original. O site eBay respondeu e removeu os mesmos.[22]

O concerto[editar | editar código-fonte]

Antes de abrir o concerto, o cantor Marcus Mumford pediu que se fizesse um minuto de silêncio em memória aos mortos, tanto do atentando em Manchester quanto aos do atentado em Londres, ocorrido no dia anterior.

Após a primeira apresentação de Ariana, Stevie Wonder apareceu por meio de um vídeo pré-gravado. Após a performance de Imogen Heap, foi apresentado um vídeo do famoso jogado de futebol, de Manchester, David Beckham, lendo um poema dedicado à cidade. Vídeos de outros artistas e celebridades, incluindo Halsey, Bastille, Anne-Marie, Demi Lovato, Jennifer Hudson, Blossoms, Chance, The Rapper, Camila Cabello, The Chainsmokers, DJ Khaled, Little Mix, Circa Waves, Kendall Jenner, Clean Bandit, Dua Lipa, Sean Paul, Nick Grimshaw, Kings of Leon, Sam Smith, Rita Ora, Shawn Mendes, Twenty One Pilots, Paul McCartney, U2, e os jogadores do Manchester United e do Manchester City, declarando sua solidariedade com Manchester, também foram mostrados.

O conterrâneo de Manchester, Liam Gallagher, fez uma aparição surpresa no final do show. Ele havia declarado anteriormente que queria participar do evento, mas que havia um conflito de agenda com o festival alemão Rock im Park.[23][24] Ele voou para o concerto diretamente de sua apresentação na Alemanha.[25]Por coincidência, ele também iria se apresentar no festival alemão Rock am Ring, dois dias antes, mas o resto desse dia do festival foi cancelado antes de sua apresentação, devido a suspeitas de terrorismo.[26]

O cantor americano Usher havia sido anunciado como uma das atrações do evento, mas não participou do mesmo. Ao invés disso, ele apareceu com outros músicos no vídeo pré-gravado, enviando seus melhores desejos para Manchester.[27]

Performances [editar | editar código-fonte]

Artista(s)[28] Canção(ões)
Marcus Mumford "Timshel"
Take That "Shine"

"Giants"
"Rule the World"

Robbie Williams "Strong"[nota 1]

"Angels"

Pharrell Williams "Get Lucky" (com Marcus Mumford)

"Happy" (com Miley Cyrus)

Miley Cyrus "Inspired"
Niall Horan "Slow Hands"

"This Town"

Ariana Grande "Be Alright"

"Break Free"

Stevie Wonder[nota 2] "Love's in Need of Love Today" (video)
Little Mix "Wings"
Victoria Monét "Better Days" (com Ariana Grande)
The Black Eyed Peas "Where Is the Love?" (com Ariana Grande)
Imogen Heap "Hide and Seek"
Ariana Grande "My Everything" (com o Coro da Escola Secundária Parrs Wood)

"The Way" (com Mac Miller)
"Dang!" (com Mac Miller)
"Don't Dream It's Over" (com Miley Cyrus)
"Side to Side"

Katy Perry "Part of Me" (acústico)

"Roar"

Justin Bieber "Love Yourself" (acústico)

"Cold Water" (acústico)

Ariana Grande "Love Me Harder"
Chris Martin e Jonny Buckland "Don't Look Back in Anger" (com Ariana Grande)
Coldplay "Sit Down" / "Fix You"

"Viva la Vida"
"Something Just Like This"

Liam Gallagher "Rock 'n' Roll Star"

"Wall of Glass"
"Live Forever" (com Chris Martin e Jonny Buckland)

Ariana Grande "One Last Time" (com todos os artistas convidados)

"Somewhere Over the Rainbow"

Transmissão[editar | editar código-fonte]

O concerto foi transmitido ao vivo pelas redes BBC One, BBC Radio e Capital FM.[8] A cobertura televisiva da BBC One foi apresentada por Sara Cox e Ore Oduba, com Nick Grimshaw e Anita Rani apresentando dos bastidores e no meio da multidão. A cobertura da BBC Radio consistiu em uma transmissão simultânea, apresentada por Scott Mills, Jo Whiley, John Murray e Becky Want, na BBC Radio 1, BBC Radio 2, BBC Radio 5 Live e BBC Radio Manchester, respectivamente. A BBC World Service também transmitiu o concerto ao vivo.[29]

A BBC também anunciou que transmitiria todo o concerto, mesmo que ele ultrapassasse a duração prevista de três horas,[30] o que de fato veio a acontecer.

Transmissão internacional[editar | editar código-fonte]

Redes de pelo menos 38 países transmitiram o show ao vivo, apesar da diferença de fuso horário. A BBC foi a difusora oficial para redes televisivas internacionais, e a União Europeia de Radiodifusão (UER) distribuiu o show para suas emissoras afiliadas, o qual também foi transmitido online.[31][32]

Transmissão online[editar | editar código-fonte]

O concerto foi transmitido ao vivo por diversos sites e aplicativos, tais como YouTube, Twitter e Facebook.[72]

Público[editar | editar código-fonte]

Os ingressos para o evento, com capacidade de 50.000 pessoas, se esgotaram em 20 minutos.[73] Aproximadamente 14.000 pessoas que participaram do concerto no qual ocorreu o atentado, podiam se inscrever para receber ingressos gratuitos para o evento One Love Manchester. No entanto, as cerca de 10.000 inscrições adicionais, de pessoas não elegíveis para ganhar tais ingressos, causaram atrasos no processamento dos mesmos.[74]

O concerto atingiu uma média de 10,9 milhões de telespectadores na BBC One, chegando a um pico de 14,5 milhões de telespectadores.[73][75] 22,6 milhões de pessoas assistiram pelo menos três minutos do programa na BBC One, fazendo deste o evento televisivo mais assistido do Reino Unido no ano de 2017.[75] O concerto atingiu uma ibope de audiência de 49,3% de espectadores em geral, sendo 69% de adultos com idade de 16 a 24 anos, e 61% na população demográfica de 25 a 34 anos de idade.[75]

Os números oficiais daquela semana colocam a audiência média no Reino Unido em 11,63 milhões.[76] A plataforma de streaming BBC iPlayer registrou mais de um milhão de pedidos para ver o concerto ao vivo, fazendo de One Love Manchester o maior programa não-esportivo da história do iPlayer, superando a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de 2012, ocorridos em Londres.[77]

Dinheiro arrecadado[editar | editar código-fonte]

A Cruz Vermelha Britânica recebeu £$ 2,35 milhões (quase US$ 3 milhões) em doações, durante as três horas do show, para o fundo We Love Manchester Emergency Fund. No dia seguinte, a Cruz Vermelha Britânica anunciou ter recebido mais de £ 10 milhões (US$ 13 milhões), desde o ataque.[11]

Grande também re-lançou seu single "One Last Time", e irá doar todos os rendimentos ao fundo.[78] Ela também lançou uma versão ao vivo de Somewhere Over The Rainbow, que ela cantou durante o evento, em plataformas de música e de streaming, como um single de caridade.[79]

Venda de ingressos
Público do dia do atentado Público geral Público total
14,200[80] 50,800 55,000[81][82]
Dinheiro arrecadado
Venda de ingressos Cruz Vermelha Britânica Fundraising do Facebook Total arrecadado
£ 10 milhões ($13M)[11]

Reações[editar | editar código-fonte]

Francis Wilkinson, do portal Bloomberg.com, escreveu que Grande ofereceu "um rosto que era corajoso e amável frente ao terror, e ao mesmo tempo realizou vários objetivos úteis - arrecadou dinheiro para as vítimas, reforçou o senso de coragem e fez com que os ataques parecessem insignificantes e inúteis. Seja lá o que os terroristas esperavam produzir em Manchester, certamente não era essa festa."[83]

Kory Grow, da revista Rolling Stone, escreveu: "Enquanto seguia meu caminho para pegar o bonde, escrevi no meu aplicativo Apple Notes, "Helicóptero pairando sobre minha cabeça", o que para mim significava que os fãs estavam sendo vigiados. Então dois policiais me pararam e perguntaram com quem eu estava e se eu havia escrito algo sobre um helicóptero no meu telefone, sem explicar a tecnologia usada para lerem meu aplicativo do Notes. Depois de uma amistosa discussão, eles examinaram minha mochila, verificaram minha identidade e meu cartão de visita, e determinaram que eu não era uma ameaça. "Você tem que entender, as tensões estão altas," disse um dos homens com um sorriso e um aperto de mão, me permitindo passar pelo portão. Manchester estava segura esta noite."[84]

A cidade de Manchester nomeará Grande uma cidadã honorária da cidade, após os "grandes atos e demonstrações de espírito comunitário" da cantora, e será, assim, a primeira pessoa na história a ser condecorada pela cidade.[85]

Notas

  1. Durante a canção "Strong", Robbie Williams mudou o refrão para "Manchester we're strong, we're strong, we're strong" ("Manchester somos fortes, somos fortes, somos fortes"), e repetiu a frase após a performance de "Angels".
  2. A apresentação de Stevie Wonder foi pré-gravada e tocada ao vivo no telão do palco e transmitida na TV como um vídeo.

Referências

  1. «One Love Manchester - BBC One». BBC One (em inglês). Consultado em 7 de junho de 2017 
  2. Steven McIntosh (31 de maio de 2017). «How is a major concert organised at short notice?». BBC News (em inglês). Consultado em 7 de junho de 2017 
  3. «BBC One and BBC Music announces One Love Manchester broadcast plans». BBC (em inglês). 1 de junho de 2017. Consultado em 7 de junho de 2017 
  4. a b Caitlin Gibson (30 de maio de 2017). «Ariana Grande announces 'One Love Manchester' benefit with Katy Perry, Justin Bieber and more». The Washington Post (em inglês). Consultado em 7 de junho de 2017 
  5. a b Chloe Melas (31 de maio de 2017). «Ariana Grande Manchester benefit concert will feature Coldplay, Miley Cyrus». CNN (em inglês). Consultado em 7 de junho de 2017 
  6. Dianne Bourne (31 de maio de 2017). «Black Eyed Peas join line-up for Ariana Grande One Love Manchester benefit concert». Manchester Evening News (em inglês). Consultado em 7 de junho de 2017 
  7. a b Daniel Welsh (1 de junho de 2017). «Ariana Grande Manchester Benefit Concert Line-Up Adds Little Mix And Robbie Williams». HuffPost (em inglês). Consultado em 7 de junho de 2017 
  8. a b «Ariana Grande to play Manchester benefit concert on Sunday». BBC (em inglês). 30 de maio de 2017. Consultado em 7 de junho de 2017 
  9. a b Jennifer Ruby (30 de maio de 2017). «Ariana Grande's Manchester benefit concert to air live on BBC One». London Evening Standard (em inglês). Consultado em 7 de junho de 2017 
  10. Laura Oakley (30 de maio de 2017). «Justin Bieber, Coldplay and Katy Perry join Ariana Grande for Manchester benefit concert». British Red Cross (em inglês). Consultado em 7 de junho de 2017 
  11. a b c Hilary Fox & Mesfin Fekadu (5 de junho de 2017). «Ariana Grande returns to honor terrorist bombing victims with One Love Manchester benefit concert». ABC (em inglês). Consultado em 7 de junho de 2017 
  12. Steven McIntosh (2 de junho de 2017). «One Love Manchester: Ticketmaster asks fans for patience». BBC News (em inglês). Consultado em 7 de junho de 2017 
  13. «Ariana Grande One Love Manchester concert: fans shower Ariana with praise after moving, joyous night». The Daily Telegraph (em inglês). 5 de junho de 2017. Consultado em 7 de junho de 2017 
  14. «Ariana Grande e convidados emocionam com homenagens no One Love Manchester; veja os melhores momentos». Multishow. 5 de junho de 2017. Consultado em 7 de junho de 2017 
  15. Ariana Grande (23 de maio de 2017). «broken. From the bottom of my heart, I am so so sorry. I don't have words». Twitter (em inglês). Consultado em 8 de junho de 2017 
  16. Jon Blistein (23 de maio de 2017). «Ariana Grande Suspends Tour After Manchester Attack». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 8 de junho de 2017 
  17. Nicholas Hautman (23 de maio de 2017). «Ariana Grande Returns Home to Florida After Manchester Concert Attack». US Weekly (em inglês). Consultado em 8 de junho de 2017 
  18. Alex Scapensbeth, Abbitjon MacPherson, Dianne Bourne, Katie Fitzpatrick, Emily Heward, Simon Smith, Charlotte Dobson, Rob Williams, Simon Binns, Lucy Lovell, Andrew Bardsley (5 de junho de 2017). «Recap: Ariana Grande, Liam Gallagher and thousands of fans join huge One Love concert». Manchester Evening News (em inglês). Consultado em 8 de junho de 2017 
  19. «One Love Manchester concert: All you need to know». BBC (em inglês). 2 de junho de 2017. Consultado em 8 de junho de 2017 
  20. Emily Heward (1 de junho de 2017). «Metrolink lays on free - and late - trams to Ariana Grande One Love Manchester gig and Arriva plans free buses». Manchester Evening News (em inglês). Consultado em 8 de junho de 2017 
  21. Pete Bainbridge (4 de junho de 2017). «Ariana Grande 'praying for London' as security is stepped up for tonight's One Love concert in Manchester». Manchester Evening News (em inglês). Consultado em 8 de junho de 2017 
  22. Pete Bainbridge (1 de junho de 2017). «Ariana Grande's One Love Manchester concert tickets sell out». BBC News (em inglês). Consultado em 8 de junho de 2017 
  23. Emily Heward (4 de junho de 2017). «Will Liam Gallagher perform surprise set at One Love Manchester?». Manchester Evening News (em inglês). Consultado em 11 de junho de 2017 
  24. Helen Pidd, Josh Halliday (5 de junho de 2017). «'Let's not be afraid': Ariana Grande returns to Manchester in show of unity». The Guardian (em inglês). Consultado em 11 de junho de 2017 
  25. Emily Heward (4 de junho de 2017). «Liam Gallagher brings house down with surprise One Love Manchester set». Manchester Evening News (em inglês). Consultado em 11 de junho de 2017 
  26. Helen Pidd, Josh Halliday (3 de junho de 2017). «Rock am Ring festival resumes in Germany after 'terrorism' scare». BBC (em inglês). Consultado em 11 de junho de 2017 
  27. Emily Heward (5 de junho de 2017). «Where was Usher at One Love Manchester?». Manchester Evening News (em inglês). Consultado em 11 de junho de 2017 
  28. Matthew Cooper (4 de junho de 2017). «Running order confirmed for tonight's One Love Manchester Ariana Grande show - and it might include Liam Gallagher». Manchester Evening News (em inglês). Consultado em 11 de junho de 2017 
  29. Jack Tomlin (1 de junho de 2017). «When is Ariana Grande's One Love Manchester concert on TV? Here's everything you need to know». Digital Spy (em inglês). Consultado em 8 de junho de 2017 
  30. Matthew Cooper (4 de junho de 2017). «How to watch Ariana Grande's One Love Manchester concert on TV». Manchester Evening News (em inglês). Consultado em 8 de junho de 2017 
  31. «One Love Manchester: Euroradio to broadcast star-studded benefit concert». UER (em inglês). 1 de junho de 2017. Consultado em 8 de junho de 2017 
  32. Joe Anderton (3 de junho de 2017). «Ariana Grande's One Love Manchester concert will stream live on YouTube, Facebook and more». Digital Spy (em inglês). Consultado em 8 de junho de 2017 
  33. «Pas sulmit terrorist, Ariana Grande rikthehet me "One Love Manchester». Koha Jonë (em albanês). 3 de junho de 2017. Consultado em 10 de junho de 2017 
  34. «1LIVE überträgt Benefizkonzert „One Love Manchester"». WDR (em alemão). 2 de junho de 2017. Consultado em 10 de junho de 2017 
  35. «'One Love Manchester' - Konzert live im rbb». RBB (em alemão). 3 de junho de 2017. Consultado em 10 de junho de 2017 
  36. «One Love Manchester: NDR 2 überträgt das Benefizkonzert aus dem Old Trafford Stadion live». NDR (em alemão). 4 de junho de 2017. Consultado em 10 de junho de 2017 
  37. «Stars für Manchester - Ariana Grandes Benefizkonzert live bei DASDING». DASDING (em alemão). 4 de junho de 2017. Consultado em 10 de junho de 2017 
  38. «Ariana Grande volvió a actuar en Manchester con un show a beneficio». Todo Noticias (em espanhol). 4 de junho de 2017. Consultado em 10 de junho de 2017 
  39. a b c d e «E! transmite en exclusiva el concierto benéfico "One love Manchester" de Ariana Grande». webadictos.com (em espanhol). 3 de junho de 2017. Consultado em 10 de junho de 2017 
  40. David Knox (2 de junho de 2017). «One Love Manchester Concert live on UKTV». TV Tonight (em inglês). Consultado em 10 de junho de 2017 
  41. David Knox (2 de junho de 2017). «Airdate: One Love Manchester Tribute Concert. Update: Big Bang Theory». TV Tonight (em inglês). Consultado em 10 de junho de 2017 
  42. «One Love Manchester integraal op Eén». één (em holandês). Consultado em 10 de junho de 2017 
  43. «One Love Manchester, le dimanche 04 juin à 20:00 sur latrois». RTBF (em francês). Consultado em 10 de junho de 2017 
  44. «Suivez en direct le concert pour venir en aide aux victimes de l'attentat de Manchester». RTBF (em francês). 2 de junho de 2017. Consultado em 10 de junho de 2017 [ligação inativa]
  45. «Multishow transmite show de Ariana Grande em Manchester ao vivo». Multishow. 1 de junho de 2017. Consultado em 10 de junho de 2017 
  46. «Програма „Хоризонт" ще излъчи в неделя пряко концерта на Ариана Гранде в памет на жертвите на терора в Манчестър». BNR (em búlgaro). 2 de junho de 2017. Consultado em 10 de junho de 2017 
  47. a b c d e Stewart Clarke (2 de junho de 2017). «ABC to Air Ariana Grande Manchester Benefit Concert in U.S. as Global Broadcasters Sign Up (EXCLUSIVE)». Variety (em inglês). Consultado em 10 de junho de 2017 
  48. Karl Hardy (2 de junho de 2017). «Le concert d'Ariana Grande à Manchester diffusé à VRAK ce dimanche». Vrak (em francês). Consultado em 10 de junho de 2017 
  49. «One Love Manchester - støttekoncert for ofrene». TV 2 (em dinamarquês). 4 de junho de 2017. Consultado em 10 de junho de 2017 
  50. «„ONE LOVE MANCHESTER"». http://www.program.sk (em eslovaco). 4 de junho de 2017. Consultado em 10 de junho de 2017 
  51. «One Love Manchester - dobrodelni koncert, prenos iz Manchestra». RTV 4 (em esloveno). 3 de junho de 2017. Consultado em 10 de junho de 2017 
  52. «ERR-i kanalid kannavad üle Ariana Grande mälestuskontserdi Manchesteris». ERR (em estoniano). 2 de junho de 2017. Consultado em 10 de junho de 2017 
  53. «One Love Manchester». Yle (em finlandês). 4 de junho de 2017. Consultado em 10 de junho de 2017 
  54. «Ariana Grande : le concert "One Love Manchester" en direct sur Mouv'». Mouv' (em francês). 2 de junho de 2017. Consultado em 10 de junho de 2017 
  55. Karsten Sommer, Jaaku Lyberth (4 de junho de 2017). «MANCHESTER Eqqaaniaalluni tusarnaartitsineq TV 2-mi allakaatinneqassaaq». KNR (em groelandês). Consultado em 10 de junho de 2017 
  56. «One Love Manchester». ViuTV (em chinês). 2 de junho de 2017. Consultado em 10 de junho de 2017 
  57. Darragh Berry. «Ariana Grande's One Love Manchester concert to broadcast live on 2FM». www.her.ie (em inglês). Consultado em 10 de junho de 2017 
  58. «Kærleikskveðja frá Manchester á sunnudagskvöld». RÚV (em islandês). 2 de junho de 2017. Consultado em 10 de junho de 2017 
  59. «One Love Manchester, domenica su Rai Uno dalle 20,35? Biglietti esauriti, bagarini già al lavoro, e c'è anche chi si finge vittima dell'attentato». http://www.rockol.it (em italiano). 1 de junho de 2017. Consultado em 10 de junho de 2017 
  60. Walter Nicoletti (3 de junho de 2017). «One Love Manchester, in diretta su Rai1, Rai4 e Radio2». http://www.vocespettacolo.com (em italiano). Consultado em 11 de junho de 2017 
  61. Andrea Conti (3 de junho de 2017). «One Love Manchester su RTL 102.5». RTL (em italiano). Consultado em 11 de junho de 2017 
  62. «One Love Manchester: Su Super! in diretta il concerto di Ariana Grande!». Super! (em italiano). Consultado em 11 de junho de 2017 
  63. Anna Platpīre, Karmena Stepanova (2 de junho de 2017). «Mančestras piemiņas koncerts tiešraidē Pieci.lv». LR (em letão). Consultado em 11 de junho de 2017 
  64. «Ariana Grande's Manchester benefit concert sells out within 20 minutes». TVNZ (em inglês). 2 de junho de 2017. Consultado em 11 de junho de 2017 
  65. Ingunn Michelsen (3 de junho de 2017). «Støttekonserten i Manchester blir vist på NRK». NRK (em norueguês). Consultado em 11 de junho de 2017 
  66. «One Love Manchester». NPO (em holandês). Consultado em 11 de junho de 2017 
  67. «Volg het benefietconcert van Ariana Grande». NPO 3FM (em holandês). 2 de junho de 2017. Consultado em 11 de junho de 2017 
  68. «One Love Manchester Concert». RTP. Consultado em 11 de junho de 2017 
  69. «Koncert pro Manchester». ČT (em checo). 4 de junho de 2017. Consultado em 11 de junho de 2017 
  70. «SVT direktsänder konserten från Manchester». SVT (em sueco). Consultado em 11 de junho de 2017 
  71. «Benefiz-Konzert: SRF 3 überträgt «One Love Manchester»». SRF (em alemão). 2 de junho de 2017. Consultado em 11 de junho de 2017 
  72. Andrew Flanagan (5 de junho de 2017). «One Love Manchester Benefit Raises $3 Million, Draws Massive Audience». National Public Radio (em inglês). Consultado em 9 de junho de 2017 
  73. a b Jack Shepherd (5 de junho de 2017). «One Love Manchester: Nearly 11 million watched Ariana Grande concert on BBC 1». The Independent (em inglês). Consultado em 11 de junho de 2017 
  74. Steven McIntosh (2 de junho de 2017). «One Love Manchester: Ticketmaster asks fans for patience». BBC (em inglês). Consultado em 11 de junho de 2017 
  75. a b c Georg Szalai (5 de junho de 2017). «Ariana Grande's Manchester Benefit Concert Draws Biggest U.K. TV Audience of 2017». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 11 de junho de 2017 
  76. «Weekly top 30 programmes». BARB (em inglês). 4 de junho de 2017. Consultado em 14 de junho de 2017 
  77. Stewart Clarke (5 de junho de 2017). «'One Love Manchester' Concert Becomes Most-Watched British TV Program of 2017». Variety (em inglês). Consultado em 11 de junho de 2017 
  78. Ash Percival (5 de junho de 2017). «One Love Manchester Benefit Concert Raises £2m In Just Three Hours». HuffPost UK (em inglês). Consultado em 11 de junho de 2017 
  79. «Ariana Grande releases Somewhere Over the Rainbow as charity single for Manchester benefit». The Telegraph (em inglês). 7 de junho de 2017. Consultado em 16 de junho de 2017 
  80. Rebecca Lewis (4 de junho de 2017). «Ariana Grande fans are still desperately trying to get tickets for One Love Manchester». Metro (em inglês). DMG Media. Consultado em 11 de junho de 2017 
  81. Angus Howarth (4 de junho de 2017). «Ariana Grande and Liam Gallagher wow crowds at One Love concert». The Scotsman (em inglês). Consultado em 11 de junho de 2017 
  82. TeamAriana (4 de junho de 2017). «55,000 united. The sound of our unity will ALWAYS be louder than the voices of those who would divide us #OneLoveManchester». Twitter (em inglês). Consultado em 11 de junho de 2017 
  83. Francis Wilkinson (5 de junho de 2017). «Ariana Grande Does What Trump Can't». Bloomberg.com (em inglês). Consultado em 11 de junho de 2017 
  84. Kory Grow (4 de junho de 2017). «Joy Conquers Fear at Emotional One Love Manchester Benefit». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 11 de junho de 2017 
  85. Daniel Kreps (13 de junho de 2017). «Ariana Grande to Become Manchester's First Honorary Citizen». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 15 de junho de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]