Sic

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde janeiro de 2014)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.

É importante lembrar que a palavra sic não é uma abreviação e sim um advérbio da língua latina (completo : sic erat scriptum) cuja tradução literal é "assim". Alguns especialistas em línguas românicas afirmam que o "sim" do português e o si do espanhol e italiano tiveram origem no sic.

Uso[editar | editar código-fonte]

O sic é utilizado em muitos países e tem como objetivo indicar ao leitor o uso incorreto, incomum ou arcaico de pontuação, ortografia ou forma de escrita presente em uma citação que provém de seu autor original. Após transcrever a palavra ou o termo de forma errada, coloca-se a palavra [sic][1] . Quando um mesmo erro repete-se pelo texto, usamos sic passim ("está assim por toda parte").

No jornalismo, [sic] é utilizado para indicar que determinado trecho foi copiado assim como o texto original, referido no texto jornalístico, normalmente para esclarecer ao leitor que aquilo não se trata de um erro do próprio jornalista.

Se for usado desta forma, a adição de uma exclamação após o sic enfatiza o posicionamento de quem fez uso do sic ([sic!]). Neste caso, pode-se usar somente exclamação ou interrogação entre parênteses ((!), (?)).

Devido a estes usos reprobatórios do sic, costuma-se, para evitar estas acepções negativas quando não é o caso, usar formas mais inequívocas de se indicar um erro: [estava assim no original], [parece ter havido erro de impressão] etc.

Em regra, a palavra aparece no texto da forma exemplificada: entre colchetes e itálico. Isto visa a deixar claro que o "sic" não faz parte da citação em si mas foi acrescentado pelo autor da transcrição.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Dicionário Michaelis. Editora Melhoramentos, 2011