Sic

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Sic (desambiguação).

O advérbio da língua latino sic ("assim", "desta forma"; por extenso: sic erat scriptum, "assim estava escrito") escrito após um termo ou expressão indica que uma citação foi transcrita exatamente como encontrada no texto de origem, incluindo erros gramaticais ou ortográficos, bem como usos arcaicos de linguagem, raciocínio lógico falho ou qualquer outro problema que poderia ser considerado como um erro de quem transcreveu[1].

Alguns especialistas em línguas românicas afirmam que o "sim" do português, o do espanhol e o do italiano tiveram origem no sic[2].

Uso[editar | editar código-fonte]

O sic serve para evidenciar que o uso incorreto ou incomum de pontuação, ortografia ou forma de escrita presente em uma citação provém de seu autor original. Contudo, quando se trata de óbvio erro de digitação, evita-se o uso do sic e faz-se sua correção quando da transcrição, embora existam casos em que não é possível fazer a correção:

Ele perdeu 3 4 [sic] dentes.
Não é possível saber se foram 3 ou 4 dentes.

Um autor pode usar sic em seu próprio texto para informar ao leitor que o que ele acabou de ler está correto embora possa parecer um erro, que foi assim mesmo que ele escreveu, não se tratando portanto de um erro.

Atualmente, é utilizado também para discordar de determinada afirmação:

Fulano é o maior apresentador do Brasil [sic].

Se for usado desta forma, a adição de uma exclamação após o sic enfatiza o posicionamento de quem fez uso do sic ([sic!]). Neste caso, pode-se usar somente exclamação ou interrogação entre parênteses ((!), (?)).

Devido a estes usos de reprovação do sic, costuma-se, para evitar essas acepções negativas quando não é o caso, usar formas mais inequívocas de se indicar um erro: [estava assim no original], [parece ter havido erro de impressão] etc.

Quando um mesmo erro repete-se pelo texto, usamos sic passim ("está assim por toda parte").

Em regra, a palavra aparece no texto da forma exemplificada: entre colchetes e itálico. Isto visa a deixar claro que o "sic" não faz parte da citação em si mas foi acrescentado pelo autor da transcrição.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Sérgio Rodrigues, blog Sobres Palavras na Revista Veja. «A hora e o lugar do 'sic'». 12 de fevereiro de 2017. Consultado em 4 de abril de 2018 
  2. Cláudio Moreno. «"sic" in: Sua Língua». 5 de maio de 2009. Consultado em 4 de abril de 2018