Cirurgião-patela

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma caixa taxonómicaCirurgião-patela
Blue tang (Paracanthurus hepatus) 02.jpg

Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Actinopterygii
Ordem: Perciformes
Família: Acanthuridae
Género: Paracanthurus
Espécie: P. hepatus

Paracanthurus hepatus, conhecido como cirurgião-patela,[1] é um peixe de tamanho médio, colorido e que vive em recifes. Pertence à família Acanthuridae, sendo o único membro do gênero Paracanthurus.

É popular entre os peixes de aquário, sendo muito conhecido por ser a personagem Dory dos filmes Procurando Nemo e Procurando Dory, da Disney.[2]

Anatomia e morfologia (características da pela)[editar | editar código-fonte]

Tem a pele dura, composta por pequenas escamas de cor azul "royal" no dorso, amarelas na cauda. Possui um ou mais pares de afiadas lâminas na base da barbatana caudal, que são utilizadas em situações de defesa e ataque.

Crescem até aos 31 centímetros.

Hábitats[editar | editar código-fonte]

Vive em águas transparentes, em zonas de corrente, adjacentes ao recife de coral. São encontrados ao longo do Indo-Pacífico. Pode ser visto nos recifes do Leste da África, Havaí, Japão, Samoa, Nova Caledônia, e na Grande Barreira de Coral.

Formam pequenos agregados, 1 a 2 metros acima do fundo. Os juvenis e sub-adultos vivem em grupos junto ao coral arborescente Pocillopora eydouxi e quando necessário escondem-se, apertando-se entre os ramos do coral.

Alimentação[editar | editar código-fonte]

São omnívoros, alimentando-se principalmente de plâncton enquanto juvenis. Em adultos complementam essa dieta com algas.

No aquário a sua alimentação pode incluir artémias, pequenas fatias de lulas, brócolis e ervilhas.

Reprodução[editar | editar código-fonte]

A reprodução ocorre entre o fim da tarde e a noite. Nesse momento, as cores do cirurgião-patela mudam, passando de um azul uniforme para um azul claro a parte anterior e azul escuro na parte posterior. Os machos tratam as fêmeas do cardumes com agressividade; a fecundação é externa e feita rapidamente.

A organização Rising Tide Conservation, anunciou em 2016 a primeira reprodução do cirurgião-patela (Paracanthurus hepatus) em cativeiro. Um grande avanço para os peixes ornamentais marinhos, até hoje os peixes são coletados de recifes, principalmente na Indonésia e nas Filipinas. [3]

Referências

  1. «Cirurgião-patela | Vida em Destaque - FCiências». FCiências. Consultado em 2016-10-10. 
  2. By the MASNA Board and Volunteers (Published January 27, 2016.). «Gearing towards the aquaculture of the Palette Surgeonfish». Updated August 24, 2016. Consultado em 22 de setembro de 2016. 
  3. "Blue Tang finalmente reproduzido em cativeiro.", AquaA3, https://www.aquaa3.com.br/2016/07/blue-tang-finalmente-reproduzido-em-cativeiro.html .

Ligações externas[editar | editar código-fonte]