Ervilha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaErvilha
Ervilheira
Ervilheira
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Fabales
Família: Fabaceae
Género: Pisum
Espécie: P. sativum
Nome binomial
Pisum sativum
L.

Pisum sativum popularmente chamada de ervilha[1] é uma planta (legume) da qual existem mais de duzentas variedades, e de suas vagens são extraídos diversos tipos de grãos. Em algumas regiões de alguns países é costume utilizar os grãos e as vagens como alimento: na forma de sopa (grãos ou vagem); como salada (grãos ou vagem); arroz de ervilhas; jardineira; com ovos escalfados... O seu consumo contribui para uma dieta equilibrada pois constituem uma fonte de fibras.

A planta[editar | editar código-fonte]

Chamada de ervilheira, tem a sua origem na Europa Meridional e Central. Produz ervilhas ricas em vitaminas K1, C, B1, A e B6.

Tipos[editar | editar código-fonte]

Existem dois tipos de grãos, o liso e o rugoso; o primeiro é menor e mais resistente, amadurecendo mais cedo. O rugoso, no entanto, é mais apreciado por ser de maior tamanho e mais doce. As ervilhas são alimento de fácil digestão, e podem ser conservadas secas ou enlatadas. A planta é uma trepadeira de folhas compostas terminadas em gavinhas.

As ervilhas serviram a Johann Gregor Mendel para as experiências que o levaram à descoberta das leis da herança biológica, hoje conhecidas em todo o mundo como leis de Mendel.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Ervilha
Wikcionário
O Wikcionário tem o verbete ervilha.
Ícone de esboço Este artigo sobre leguminosas (família Fabaceae), integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. Julio Seabra Inglez Souza (1995). Enciclopédia agrícola brasileira: E-H. EdUSP. pp. 190 – 191. ISBN 978-85-314-0584-6.