Legume

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Feijão-preto, um dos legumes mais apreciados na culinária do Brasil.

Legumes são, segundo a ANVISA, "o fruto ou a semente de diferentes espécies de plantas, principalmente das leguminosas, utilizados como alimentos."[1]

Nutrição[editar | editar código-fonte]

Em nutrição, o consumo de legumes integra a dieta básica necessária ao indivíduo, junto às frutas e verduras - chamados de FLV.[2]

O consumo médio de legumes recomendado pela Organização Mundial da Saúde é de 250 gramas por dia; em Portugal por exemplo, no ano 2000, este consumo era de 137 gramas por dia - bastante aquém portanto da quantia recomendada pela Organização Mundial da Saúde.[3]

Referências

  1. «Anvisa - Legislação - Resolução». www.anvisa.gov.br. Consultado em 7 de setembro de 2018. 
  2. Lenise Mondini (fev. 2010.). «Frutas, Legumes e Verduras (FLV): uma comunicação sobre os níveis de consumo da população adulta urbana brasileira1» (PDF). Informações Econômicas, SP, v.40, n.2. Consultado em 6 de outubro de 2010.  Verifique data em: |data= (ajuda)
  3. A P Moura et. allii. «Atitudes do consumidor português face à alimentação: conceito de alimentação saudável, rincipais cada benefícios e principais barreiras. Uma abordagem sintética» (PDF). O Minho, a Terra e o Homem, pág. 76 e seg. Consultado em 6 de outubro de 2010. 
Ícone de esboço Este artigo sobre leguminosas (família Fabaceae), integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.