Claptone

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Claptone
Claptone no Coachella Festival em 2016
Informação geral
País  Alemanha
Gênero(s) House music, Tech house
Ocupação(ões) Produtor musical, DJ
Período em atividade 2012–atualmente
Gravadora(s) Different Recordings
Página oficial https://claptone.com/

Claptone é uma dupla alemã de DJs e produtores especializados nos gêneros house e tech house. Eles são reconhecidos por suas máscaras douradas no estilo médico da peste, que servem para chamar atenção do público, além de manter suas identidades ocultas. Claptone é na verdade DJs da Malente & Dex. Acreditava-se amplamente que o Claptone era uma pessoa só, mas depois que o público percebeu que Claptone costumava se apresentar em dois locais ao mesmo tempo, começou a se espalhar o boato de que o Claptone era composto por dois indivíduos. Claptone se apresentou em locais icônicos, incluindo Hï Ibiza (formalmente conhecido como Space), Pacha e Tomorrowland.

Vida e carreira[editar | editar código-fonte]

Claptone at Beats for Love festival in 2019

Claptone ganhou destaque em 2013 com a música "No Eyes", com participação de JAW, no show de dOP. Ele lançou os álbuns Charmer em 2015 pela Different Recordings e The Masquerade Mixes em 2017.[1]

Em 2015, Mixmag descreveu Claptone como “um dos personagens mais visíveis na cena global de deep house” e sua música como “produzida com nitidez e contagiosa sem esforço”. Ele colaborou com várias bandas indie, cantores e compositores. Charmer incluiu vocais de Peter Bjorn e John, JAW, Jay-Jay Johanson e Nathan Nicholson do Boxer Rebellion, entre outros. Mixmag observa que o remix de Claptone de Liquid Spirit de Gregory Porter do álbum homônimo “tornou-se um best-seller do Beatport e uma das maiores músicas do ano” (2015).[2]

Em abril de 2016 Claptone se apresentou como Claptone IMMORTAL, a performance de 2 DJs. Desde então, Claptone tocou uma versão europeia e uma versão americana da performance; a versão do Tomorrowland sendo drasticamente diferente da versão do exchange LA.

De acordo com a revista online de jazz The Jazz Line, o remix de Claptone foi em parte responsável pelo sucesso do álbum de Gregory Porter. O álbum alcançou o status de Ouro no Reino Unido depois que o remix Claptone estreou no Essential Mix da BBC Radio 1 e, em seguida, liderou as paradas do Beatport, levando os amantes da dance music a procurar a gravação original de Porter.[3]

O traje usual de Claptone inclui uma máscara de bico dourado, semelhante ao médico da peste, e luvas brancas, então sua identidade permanece um mistério. Pouco se sabe sobre a história de Claptone, exceto o fato de que o ato é baseado em Berlim. De acordo com o site Warp.la, o projeto é na verdade duas pessoas, que às vezes atuam juntas.[4]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

  • Charmer (2015)
  • The Masquerade (2016)
  • Fantast (2018)
  • Closer (2021)[5]

Referências

  1. «Amo del house». El Diario de Juárez (em espanhol). Consultado em 5 de janeiro de 2022 
  2. «Claptone: Through a mask darkly». Mixmag. Consultado em 5 de janeiro de 2022 
  3. «Gregory Porter Performs "Liquid Spirit" Remix In Ibiza». Jazz Line News (em inglês). Consultado em 5 de janeiro de 2022 
  4. «Who is Claptone?». WARP.la (em espanhol). 9 de junho de 2017. Consultado em 5 de janeiro de 2022 
  5. «Claptone celebrates emotion on third studio album, 'Closer'». Dancing Astronaut (em inglês). 15 de novembro de 2021. Consultado em 5 de janeiro de 2022