Colégio de São Jerónimo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde julho de 2013)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Colégio de São Jerónimo
Colexio de San Xerome
Colegio de San Jerónimo
Vista da fachada colégio
Início da construção 1652
Função inicial Colégio maior da Universidade de Santiago de Compostela
Função atual Reitoria da Universidade de Santiago de Compostela
Geografia
País Flag of Spain.svg Espanha
Cidade Santiago de Compostela
Coordenadas 42° 52' 48" N 8° 32' 44" O
Localização na zona da catedral de Santiago de Compostela
Colégio de São Jerónimo está localizado em: Santiago de Compostela
Colégio de São Jerónimo
Parte superior do portal do colégio

O Colégio de São Jerónimo (em galego: Colexio de San Xerome; em espanhol: Colegio de San Jerónimo) é um edifício do século XVII da cidade de Santiago de Compostela, capital da Galiza, Espanha. Encontra-se na praça mais emblemática da cidade, a Praça do Obradoiro, que é fechada pelo ex-colégio no lado sul. Também é conhecido como Colégio de Artistas e atualmente aloja a reitoria da Universidade de Santiago de Compostela.

História[editar | editar código-fonte]

Foi um colégio maior, fundado pelo arcebispo compostelano Alonso III de Fonseca com o objetivo de ser um colégio para estudantes pobres e artistas. Inicialmente foi instalado no chamado Hospício da Azabachería e dependia do Colégio de Santiago Alfeu (Paço de Fonseca).

Durante o século XVII, em 1652, foi decidida a sua transladação para o local atual, na então chamada Praça do Hospital (por nela se situar o Hospital dos Reis Católicos), que atualmente se chama Praça do Obradoiro. Até há poucos anos, a autoria era atribuída ao arquiteto Bartolomé Fernández Lechuga e do pátio ao prestigiado José de la Peña Toro. Mas de facto desconhece-se quem foi relamente o autor do edifício.

O colégio, que perder o estatuto de colégio maior em 1840, tinha um vice-reitor e três professores. Durante grande parte do século XX foi sede da Escola Normal do Magistério. Desde os anos 1980 que alberga a reitoria da universidade.

Descrição[editar | editar código-fonte]

É um edifício de linhas puras, com apenas dois pisos de altura, onde foi incluído o pórtico medieval do antigo hospício onde antes funcionou o colégio. Este elemento foi interpretado erroneamente no passado como sinal de uma longa persistência de hábitos construtivos antigos dos mestres galegos e do enraizamento da arte românica na Galiza.

O pórtico apresenta, à esquerda e de dentro para fora, as figuras de Santiago apóstolo, São João e São Francisco. À direita, na mesma ordem, São Pedro, São Paulo e São Domingos. No tímpano encontra-se a figura da Imaculada, flanqueada por Santa Margarida e Santa Catarina. Na arquivolta, a Virgem com o Menino, ao centro, é rodeada por figuras de santos e santas.

Notas e fontes[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Colégio de São Jerónimo
  • Pombo, Antón (2008), Guía Total Galicia, ISBN 978-84-9776-713-2 (em espanhol) 14ª ed. , Madrid: Anaya, p. 271