Conexão Gospel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página sobre televisão não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Conexão Gospel
Informação geral
Formato
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Formato de exibição HD

Conexão Gospel foi um programa de televisão independente, produzido pela gravadora de música evangélica MK Music. Era exibido pela RedeTV!, todos os domingos, das 13 às 14 horas. O programa entrou no ar em 1997 e permaneceu nela até 28 de janeiro de 2007.

Quadros[editar | editar código-fonte]

  • O Cristão e a Política
  • Sala de visita
  • Reportagens do mundo gospel
  • Clips de música gospel
  • Momentos de Reflexão

Horario da atração[editar | editar código-fonte]

A atração ia ao ar todos os domingos às 13h00 pela RedeTV! e podia ser assistida em outras emissoras, de pequeno porte. A apresentação do programa ficava a cargo de Marina de Oliveira, uma das componentes do cast da MK Music.

História do programa[editar | editar código-fonte]

O Conexão Gospel estava no ar oficialmente desde 1997, mas foi apresentado pela primeira vez como um programa piloto nas madrugadas da CNT (Central Nacional de Televisão) em 1996, e depois passou para as manhãs de domingo da extinta Rede Manchete. Na RedeTV!, a atração permaneceu no ar desde a estreia da emissora (15 de novembro de 1999), até janeiro de 2007 e sempre deu ótimos índices de audiência. O programa foi exibido nos sábados, mas logo foi remanejado para a uma da tarde de domingo.

Fim do programa[editar | editar código-fonte]

O Conexão Gospel saiu do ar no dia 28 de janeiro de 2007, sem nenhuma explicação da gravadora, nem da exibidora do programa, a RedeTV!. Segundo alguns comentários no site de relacionamentos Orkut (hoje extinto), a gravadora MK Music atravessava uma grande crise financeira devido a pirataria, e a verba para o programa diminuiu drasticamente.

Com o fim da atração, artistas gospel dessa gravadora procuravam outros meios de comunicação (Rádios, TVs, Jornais) para divulgar lançamentos de CDs.

O programa inicialmente foi dirigido pelo diretor Beto Azevedo e a partir de abril de 2000, PC Junior assumiu a direção, ficando até o último programa.

Ícone de esboço Este artigo sobre Televisão no Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.