Considered harmful

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Em ciência da computação e disciplinas afins, considered harmful (considerado nocivo, perigoso) é uma frase popularmente usada nos títulos de diatribes e outros ensaios críticos (Há pelo menos 65 dessas obras[1]). Foi popularizado pelo artigo de Edsger Dijkstra Go To Statement Considered Harmful,[2] publicado na edição de março de 1968 da Communications of the ACM (CACM), no qual ele criticou o uso excessivo do comando GOTO nas linguagens de programação da época e advogou pelo uso da programação estruturada em seu lugar.[3] O título original do artigo, que foi apresentado à CACM, era A Case Against the Goto Statement, mas o editor da CACM Niklaus Wirth mudou o título para o agora imortalizado Go To Statement Considered Harmful.[4]

Frank Rubin publicou uma crítica da carta de Dijkstra na edição de março de 1987 da CACM que apareceu sob o título 'GOTO Considered Harmful' Considered Harmful[5]. A edição de maio 1987 da CACM imprimiu novas respostas, tanto a favor como contra, sob o título '"GOTO Considered Harmful" Considered Harmful' Considered Harmful?[6]. A própria resposta de Dijkstra a esta controvérsia foi intitulada On a somewhat disappointing correspondence [7]

Segundo o lingüista Mark Liberman,considered harmful era um clichê jornalístico, usado em títulos, bem antes do artigo de Dijkstra. Ele cita o título de uma carta publicada em 12 de agosto de 1949, no The New York Times : "Rent Control Controversy / Enacting Now of Hasty Legislation Considered Harmful".[8]

Variantes[editar | editar código-fonte]

Algumas variantes com adjetivos substituídos (considered silly - considerado tolo, etc) foram anotadas no jargão de hackers.[9][10] Muitas variantes lidam com questões de informática, tais como "'Reply-To' Munging Considered Harmful"[11], "XMLHttpRequest Considered Harmful"[12], "Csh Programming Considered Harmful"[13] e "Geek Culture Considered Harmful to Perl".[14] O consultor em Web design Eric A. Meyer focou no próprio artigo, ele mesmo: "Considered Harmful Essays Considered Harmful".[15]

Artigos relacionados[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Diversos - Considered Harmful». Consultado em 17 de agosto de 2009 
  2. Edsger Dijkstra (1968). «Go To Statement Considered Harmful» (PDF). Communications of the ACM. 11 (3) [S.l.: s.n.] pp. 147–148. doi:10.1145/362929.362947  Parâmetro desconhecido |aspas= ignorado (ajuda)
  3. David R. Tribble (2005). «Go To Statement Considered Harmful: A Retrospective» 
  4. Edsger Dijkstra (2001). «O que levou a "Notas sobre Programação Estruturada"»  Apesar de Dijkstra não usar o termo "programação estruturada" no artigo.
  5. Frank Rubin (1987). «"GOTO Considered Harmful" Considered Harmful» (PDF). Communications of the ACM. 30 (3) [S.l.: s.n.] pp. 195–196. doi:10.1145/214748.315722 
  6. Donald Moore, Chuck Musciano, Michael J. Liebhaber, Steven F. Lott e Lee Starr (1987). «" 'GOTO Considered Harmful' Considered Harmful" Considered Harmful?» (PDF). Communications of the ACM. 30 (5) [S.l.: s.n.] pp. 351–355 
  7. Edsger Dijkstra (1987). «On a somewhat disappointing correspondence» 
  8. «Language Log: Considered harmful». 8 de abril de 2008. Consultado em 17 de agosto de 2009 
  9. Eric S. Raymond; et al. (29 de dezembro de 2003). «considered harmful». The Jargon File. Consultado em 17 de agosto de 2009 
  10. Steve Yegge (21 de outubro de 2009). «considered stupid» 
  11. Chip, Rosenthal (14 de novembro de 2002). «"Reply-To" Munging Considered Harmful». Consultado em 17 de agosto de 2009 
  12. Levitt , Jason (9 de novembro de 2005). «XMLHttpRequest Considered Harmful». XML.com. Consultado em 17 de agosto de 2009 
  13. Christiansen , Tom (6 de outubro de 1996). «Csh Programming Considered Harmful». Consultado em 17 de agosto de 2009 
  14. «Geek Culture Considered Harmful to Perl». August 19, 2008. Consultado em 17 de agosto de 2009  Verifique data em: |date= (ajuda)
  15. Eric A. Meyer. «"Considered harmful essays considered harmful"»