Considered harmful

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Em ciência da computação e disciplinas afins, considered harmful (considerado nocivo, perigoso) é uma frase popularmente usada nos títulos de diatribes e outros ensaios críticos (Há pelo menos 65 dessas obras[1] ). Foi popularizado pelo artigo de Edsger Dijkstra Go To Statement Considered Harmful,[2] publicado na edição de março de 1968 da Communications of the ACM (CACM), no qual ele criticou o uso excessivo do comando GOTO nas linguagens de programação da época e advogou pelo uso da programação estruturada em seu lugar.[3] O título original do artigo, que foi apresentado à CACM, era A Case Against the Goto Statement, mas o editor da CACM Niklaus Wirth mudou o título para o agora imortalizado Go To Statement Considered Harmful.[4]

Frank Rubin publicou uma crítica da carta de Dijkstra na edição de março de 1987 da CACM que apareceu sob o título 'GOTO Considered Harmful' Considered Harmful[5] . A edição de maio 1987 da CACM imprimiu novas respostas, tanto a favor como contra, sob o título '"GOTO Considered Harmful" Considered Harmful' Considered Harmful?[6] . A própria resposta de Dijkstra a esta controvérsia foi intitulada On a somewhat disappointing correspondence [7]

Segundo o lingüista Mark Liberman,considered harmful era um clichê jornalístico, usado em títulos, bem antes do artigo de Dijkstra. Ele cita o título de uma carta publicada em 12 de agosto de 1949, no The New York Times : "Rent Control Controversy / Enacting Now of Hasty Legislation Considered Harmful".[8]

Variantes[editar | editar código-fonte]

Algumas variantes com adjetivos substituídos (considered silly - considerado tolo, etc) foram anotadas no jargão de hackers.[9] [10] Muitas variantes lidam com questões de informática, tais como "'Reply-To' Munging Considered Harmful"[11] , "XMLHttpRequest Considered Harmful"[12] , "Csh Programming Considered Harmful"[13] e "Geek Culture Considered Harmful to Perl".[14] O consultor em Web design Eric A. Meyer focou no próprio artigo, ele mesmo: "Considered Harmful Essays Considered Harmful".[15]

Artigos relacionados[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "Diversos - Considered Harmful". Consultado em 2009-08-17. 
  2. Edsger Dijkstra. (março 1968). "Go To Statement Considered Harmful" (PDF). Communications of the ACM 11 (3): 147–148. DOI:10.1145/362929.362947.
  3. David R. Tribble (2005). "Go To Statement Considered Harmful: A Retrospective". 
  4. Edsger Dijkstra (2001). "O que levou a "Notas sobre Programação Estruturada"".  Apesar de Dijkstra não usar o termo "programação estruturada" no artigo.
  5. Frank Rubin. (Março 1987). ""GOTO Considered Harmful" Considered Harmful" (PDF). Communications of the ACM 30 (3): 195–196. DOI:10.1145/214748.315722.
  6. Donald Moore, Chuck Musciano, Michael J. Liebhaber, Steven F. Lott e Lee Starr. (maio 1987). "" 'GOTO Considered Harmful' Considered Harmful" Considered Harmful?". Communications of the ACM 30 (5): 351–355.
  7. Edsger Dijkstra (1987). "On a somewhat disappointing correspondence". 
  8. "Language Log: Considered harmful". 8 de abril de 2008. Consultado em 2009-08-17. 
  9. Eric S. Raymond; et al. (2003-12-29). "considered harmful". The Jargon File. Consultado em 2009-08-17. 
  10. Steve Yegge (2009-10-21). "considered stupid". 
  11. Chip, Rosenthal (2002-11-14). ""Reply-To" Munging Considered Harmful". Consultado em 2009-08-17. 
  12. Levitt , Jason (2005-11-9). "XMLHttpRequest Considered Harmful". XML.com. Consultado em 2009-08-17. 
  13. Christiansen , Tom (1996-10-06). "Csh Programming Considered Harmful". Consultado em 2009-08-17. 
  14. "Geek Culture Considered Harmful to Perl". August 19, 2008. Consultado em 2009-08-17. 
  15. Eric A. Meyer. ""Considered harmful essays considered harmful"".