Convento de Nossa Senhora dos Anjos (Cabo Frio)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Convento de Nossa Senhora dos Anjos
Convento de Nossa Senhora dos Anjos (Cabo Frio)
Vista do Cruzeiro, igreja e convento
Nomes alternativos Convento de Santa Maria dos Anjos; Igreja de São Francisco das Chagas
Tipo
Estilo dominante barroco
Início da construção 1684
Inauguração 13 de janeiro de 1696
Restauro 1982
Proprietário inicial Ordem dos Frades Menores
Função inicial convento franciscano
Proprietário atual IPHAN
Função atual museu de arte sacra
Património nacional
Classificação IPHAN
Geografia
País Brasil
Cidade Cabo Frio
Coordenadas 22° 52' 40" S 42° 0' 02" O
Retábulo lateral e imagem de terracota de Santo Antônio, datados do século XVII

O Convento de Nossa Senhora dos Anjos é um antigo convento franciscano da época colonial localizado em Cabo Frio, no Brasil. Construído no final do século XVII, o convento é atualmente sede do Museu de Arte Religiosa e Tradicional da cidade.

História[editar | editar código-fonte]

A pedra fundamental do convento fransciscano de Cabo Frio foi lançada em 2 de agosto de 1684, e o complexo foi especificamente inaugurada em 13 de janeiro de 1696 pelo Frei Cristóvão da Madre de Deus Luz.[1] O convento foi construído fora do perímetro da antiga vila seiscentista, no sopé do Morro da Guia. Isso seguia o costume fransciscano de construir seus conventos em grandes terrenos distantes do centro das povoações do Brasil colonial.[2]

Em 1707, passou a funcionar no convento uma Casa do Noviciado, onde os noviços aprendiam Gramática. Também funcionou como escola para as crianças locais, que ali aprendiam a ler, escrever e contar.[1] Em 1740, os frades levantaram uma pequena capela sobre o morro vizinho, dedicada a Nossa Senhora da Guia, onde iam meditar em meio à natureza.[2] No século XIX o convento passou por um processo de esvaziamento, e em 1876 morreu seu último guardião, Frei Vitorino da Santa Felicidade. O complexo entrou em ruína mas foi tombado pelo IPHAN em 1957, que o restaurou em 1982 e ali instalou um museu dedicado à arte sacra.[1][2]

Arquitetura e arte[editar | editar código-fonte]

O complexo conventual atualmente consiste da Igreja de Nossa Senhora dos Anjos, a capela dos irmãos terceiros dentro da igreja, as ruínas do convento (parcialmente reconstruídas), o claustro e o cemitério. No terreno em frente ao convento os franciscanos ergueram um grande Cruzeiro, onde eram realizadas procissões.[1]

A fachada da igreja segue o esquema simplificado dos templos coloniais fluminenses: tem um portal único, sobre o qual há três janelões na altura do coro-alto.[2] O frontão tem formato triangular, com volutas nas bases. O interior é de nave única, com um coro-alto no lado da entrada, com acesso pelo convento. Ao fundo da nave há uma capela-mor estreita e pouco profunda, pela qual pode ser acessada a sacristia. Um grande arco numa parede lateral da nave dá acesso à capela dos irmãos terceiros, inserida perpendicularmente à igreja conventual.[1][2]

A capela-mor tem teto de madeira com pinturas do século XVII. O retábulo é também do século XVII, com vários painéis de gosto orientalizante, com destaque para um painel que representa uma árvore da vida.[1][2] Ao lado do arco da capela-mor encontram-se dois retábulos, também do século XVII. Também do século XVII é uma grande imagem de Santo Antônio; já as outras imagens dos retábulos são do século XVIII.[1][2]

Entre a igreja e o convento, localizado à direita, ergue-se uma torre sineira com uma porta protegida por copiar. Por esta porta se entra no convento, cujas paredes externas estão apoiadas em contrafortes e tem várias janelas entaipadas. Originalmente, o convento continha um claustro ao redor do qual estavam localizadas as celas, o refeitório, biblioteca e salas de estudo, mas na altura do restauro sobravam apenas as paredes externas e poucas estruturas internas.[1][2]

Museu[editar | editar código-fonte]

O Museu de Arte Religiosa e Tradicional (MART) foi instalado no antigo Convento dos Anjos em 1982. O acervo incluiu imagens de terracota e madeira, mobiliário e outras obras de arte sacra que pertenciam ao patrimônio do convento. O Museu também é palco de concertos, palestras e exposições temporárias.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre o Convento de Nossa Senhora dos Anjos