Cornalina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cornalina
Categoria Óxido mineral
Cor Vermelho
Fórmula química Sílica (dióxido de silício, SiO2)
Propriedades cristalográficas
Sistema cristalino Trigonal
Propriedades ópticas
Transparência Translúcido
Propriedades físicas
Peso molecular 60 g / mol
Peso específico 2.59 - 2.61
Dureza 6 - 7
Clivagem Ausente
Fratura Desigual, estilhaçado, concoidal
Risca Branco
Referências [1]


Cornalina é um mineral vermelho acastanhado comumente usado como uma pedra preciosa ou semipreciosa. A sardônica é semelhante à cornalina mas é mais difícil de encontrar e de cor mais escura (a diferença não é rigidamente definida, e os dois nomes são freqüentemente usados de forma intercambiável). Tanto a cornalina como a sardônica são variedades da calcedônia[2] mineral de sílica colorida por impurezas de óxido de ferro.[3] A cor pode variar muito, desde laranja pálido a uma intensa coloração quase preta. É comumente encontrada no Brasil, Índia, Rússia (Sibéria) e Alemanha.

Referências

  1. Rudolf Duda and Lubos Rejl: Minerals of the World (Arch Cape Press, 1990)
  2. George Gregory (1816). A Dictionary of Arts and Sciences. [S.l.]: I. Peirce and S. Etheridge, Jun. p. 791 
  3. Hodder Michael Westropp (1874). A Manual of Precious Stones and Antique Gems. [S.l.]: Sampson Low, Marston, Low & Searle. p. 44 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um mineral ou mineraloide é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.