Cornelis Christiaan Berg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cornelis Christiaan Berg
Nascimento 2 de julho de 1934
Bandung
Morte 31 de agosto de 2012 (78 anos)
Roterdã
Residência Países Baixos
Cidadania Reino dos Países Baixos
Alma mater Universidade de Utrecht
Ocupação botânico
Empregador Universidade de Leiden, Universidade de Bergen

Cornelis Christiaan (Cees) Berg (Bandung, 7 de fevereiro de 1934Rotterdam, 31 de agosto de 2012) foi um botânico e sistemata que se destacou no estudo da família botânica Moraceae.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Berg nasceu em Bandung, hoje na Indonésia, então parte das Índias Orientais Neerlandesas, tendo na sua infância a família se fixado em Sumatra, próximo de Medan. Durante a Segunda Guerra Mundial o seu pai foi recrutado para a força de defesa da colónia, tendo morrido durante a invasão japonesa das Índias Orientais. Nesse período Berg foi internado num campo de prisioneiros com sua mãe e irmãos, e transferido para um campo de homens adultos quando tinha 10 anos de idade. Apesar de toda a família ter sobrevivido à detenção, a sua mãe faleceu pouco depois, vítima de fome. Berg e os irmão foram criados como órfãos de guerra por famílias dos Países Baixos.[1]

Foi educaado nos Países Baixos, tendo concluído o curso de agronomia na escola de horticultura de Breda.[2]

Entre 1959 e 1966 trabalhou em horticultura, tendo entre 1960 e 1986 mantido diversas funções na Universidade de Utrecht. Nos anos de 1962 e 1964 obteve graus académicos pela Universidade de Utrecht, na qual em 1973 de doutorou. Em 1972 publicou o seu primeiro artigo científico, intitulado Studies in Moraceae, que foi incluído na Flora Neotropica. A 11 de novembro de 1985 tornou-se o primeiro director do Norwegian Arboretum e professor de Botânica da Universidade de Bergen, cargos que exerceu até 31 de julho de 2005. A partir de 1 de setembro de 2005 foi professor emérito do Bergen Museum. A partir de 18 de dezembro de 2001 também passou a ser professor da Universidade de Leiden, cargo que manteve até falecer em 2012. Durante a sua vida publicou 151 artigos sobre espécies de plantas da família Moraceae.[2]

A espécie Dorstenia bergiana, uma planta da família Moraceae, e Platyscapa bergi, uma vespa, são assim designadas em honra de Berg.[1]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b Welzen, Van P.C.; Gadella, T.W.J.; Maas, P.J.M.; Daly, D.C.; Mori, S.A.; Jørgensen, P.M.; Obermüller, F.A.; Kjellberg, F.; Rønsted, N. (31 de março de 2013). «In memoriam Cees Berg (2 July 1934 – 31 August 2012)». Blumea - Biodiversity, Evolution and Biogeography of Plants (em inglês). 57 (3): 199–206. doi:10.3767/000651913X662362 
  2. a b «Cornelius (Kees) Christiaan Berg 1934-2012». Figweb. Consultado em August 2, 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)