Circulação coronária

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Coronária)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde fevereiro de 2017).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Circulação Coronária
Coronary arteries.svg
Artérias coronárias identificadas em vermelho e outras informações em azul.
MeSH Coronary+Vessels

Circulação coronária é a circulação do sangue nos vasos sanguíneos do músculo cardíaco miocárdio, conhecidos como artérias coronárias. Os vasos que removem o sangue desoxigenado do músculo do coração são conhecidas como veias cardíacas. Isso inclui a grande veia cardíaca, a veia cardíaca média, a pequena veia cardíaca e o veia cardíaca anterior.

Como as artérias coronárias esquerda e direita ficam na superfície do coração, podem ser chamadas de artérias coronárias epicardiais. Estas artérias, quando saudáveis, são capazes de autorregulação para manter o fluxo coronariano em níveis adequados para as necessidades do músculo cardíaco. Esses vasos relativamente estreitos são comumente afetadas por aterosclerose e podem ser bloqueados, causando angina ou um ataque cardíaco. (Ver também: sistema circulatório). As artérias coronárias que entram profundamente no miocárdio são chamadas de subendocardiais.

As artérias coronárias são classificados como "fim de circulação", uma vez que elas representam a única fonte de suprimento de sangue para o miocárdio; há muito pouco fornecimento de sangue, por isso o bloqueio destes vasos pode ser tão crítico.

Estrutura[editar | editar código-fonte]

Em inglês, diagrama esquemático das artérias e veias coronárias.
Em inglês, visão esquemática do coração
Vista anterior, em inglês, da artéria coronária esquerda.
Base e superfície diafragmática do coração.

As artérias coronárias fornecem sangue para o miocárdio e outros componentes do coração. Duas artérias coronárias se originam a partir do lado esquerdo do coração no início (raiz) da aorta, logo após a saída da aorta do ventrículo esquerdo. Há três dilatações na parede da aorta logo acima da válvula semilunar aórtica. Duas dessas, o seno aórtico posterior esquerdo e o seno aórtico anterior, dão lugar às artérias coronárias esquerda e direita, respectivamente. O terceiro seno, o seno aórtico posterior direito, normalmente, não dá origem a um vaso. Ramificações de vasos coronários que permanecem na superfície da artéria e seguem os sulcos do coração são chamados de artérias coronárias epicardiais.[1]

A artéria coronária esquerda distribui sangue ao lado esquerdo do coração, ao átrio e ventrículo esquerdos, e ao septo interventricular. A artéria circunflexa surge da artéria coronária esquerda e segue os sulcos coronários para a esquerda. Eventualmente, ela se fundirá com os pequenos ramos da artéria coronária direita. A grande artéria interventricular anterior, também conhecida como o artéria descendente anterior esquerda, é a segunda maior ramificação da artéria coronária esquerda. Ela segue o sulco interventricular anterior ao redor do tronco pulmonar. Ao longo do caminho, ela dá origem a numerosos ramos menores que se entrelaçam-se com os ramos da artéria interventricular posterior, formando anastomoses. Anastomose é uma área onde os vasos unem-se para formar interconexões que normalmente permitem ao sangue circular em uma região, mesmo se há um bloqueio parcial em outro ramo. As anastomoses no coração são muito pequenas; por isso, esta habilidade natural é um pouco restrita no coração, e um bloqueio de artéria coronária, muitas vezes, resulta em infarto do miocárdio, causando a morte das células alimentadas por este vaso em particular.

A artéria coronária direita prossegue ao longo do sulco coronário e distribui o sangue para o átrio direito, partes de ambos os ventrículos, e o sistema de condução do coração. Normalmente, uma ou mais artérias marginais surgem a partir da artéria coronária direita inferior para o átrio direito. As artérias marginais fornecem sangue para as partes superficiais do ventrículo direito. Na superfície posterior do coração, a artéria coronária direita dá origem à artéria interventricular posterior, também conhecida como a artéria posterior descendente. Ela corre ao longo da parte posterior do sulco interventricular em direção ao ápice do coração, dando origem a ramos que irrigam o septo interventricular e partes de ambos os ventrículos.

Referências

  1. Betts, J. Gordon (2013). Anatomy & physiology. [S.l.: s.n.] pp. 787–846. ISBN 1938168135. Consultado em 11 de agosto de 2014 
Ícone de esboço Este artigo sobre Anatomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.