Vasco da Gama (couraçado)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Couraçado Vasco da Gama)
Ir para: navegação, pesquisa
Vasco da Gama
O Vasco da Gama, depois da remodelação de 1901
Carreira   Bandeira da marinha que serviu Bandeira da marinha que serviu
Construção Thames Iron Works - Inglaterra
Lançamento 1 de dezembro de 1876
Patrono Vasco da Gama
Período de serviço 1876 - 1936
Estado Desmantelado
Características gerais
Deslocamento 2479 t (1887)
3030 t (1901)
Comprimento 71,3 m
Propulsão 2 motores de 6000 cv a dois veios
Velocidade 10,3 nós (19.1 km/h; 11.9 mph)
Tripulação 232 homens

O Vasco da Gama foi o único navio couraçado ao serviço da Marinha Portuguesa. Durante a sua vida foi várias vezes remodelado, recebendo várias qualificações: corveta-couraçada, couraçado e cruzador-couraçado.

História[editar | editar código-fonte]

O Vasco da Gama foi construído nos estaleiros ingleses da Thames Iron Works, sendo incorporado na Marinha Portuguesa como corveta-couraçada, de 2479 toneladas, no dia 1 de Fevereiro de 1876.

Em 1901, o Vasco da Gama sofreu trabalhos de grande remodelação em Itália que incluíram, entre muitos outros, o seu alongamento, aumento da sua tonelagem e a instalação de novas peças de artilharia e metralhadoras. O navio ficou bastante diferente do original, passando a ser classificado como cruzador-couraçado.

A missão principal do Vasco da Gama era a atuar como navio de defesa de costa, complementando no mar as defesas de Lisboa que eram asseguradas em terra pelas fortificações do Campo Entrincheirado de Lisboa. Durante a Primeira Guerra Mundial o navio serviu como escolta em comboios de transporte de tropas para África e França. Em 1936, depois de uma longa vida de serviço, em que chegou a ser o navio-chefe da Esquadra Portuguesa, o Vasco da Gama foi abatido ao serviço.

Parte da sua artilharia veio a guarnecer, no contexto da Segunda Guerra Mundial, a Bateria de Costa do Monte da Guia e a Bateria de Costa da Espalamaca, na baía da Horta, na ilha do Faial, nos Açores.[1]

Galeria de imagens[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Memórias do Faial 1944/45 e o presente. Consultado em 12 nov 2011.

Ver também[editar | editar código-fonte]