Crônicas georgianas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Crônicas Georgianas)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Crônicas georgianas
Autor(es) Vários, a maioria desconhecidos
Idioma georgiano
Assunto Eventos reais
Gênero Crônica

Crônicas georgianas é um nome convencional para o principal compêndio de textos históricos georgianos medievais, nativamente conhecidos como Kartlis Tskhovreba (Kartlis Cxovreba, em georgiano: ქართლის ცხოვრება), literalmente "Vida de Ibéria", sendo Ibéria uma região central da Geórgia antiga e medieval, conhecida pelos autores clássicos e bizantinos como Ibéria. As crônicas são também conhecidas como Anais Reais Georgianos, por elas serem essencialmente o corpo oficial da história do Reino da Geórgia.[1][2]

Crônicas[editar | editar código-fonte]

As crônicas consistem em uma série de textos distintos datados do século IX ao século XIV. A datação deste trabalhos, bem como a identificação de seus autores (ou seja, Leôncio de Ruisi e Juansheriani) tem sido assunto de debates acadêmicos. Embora muitos estudiosos na Geórgia ainda propõem uma datação no século XI para a primeira redação do corpo, um número crescente de especialistas modernos aceitou a hipótese do professor Cyril Toumanoff de que os primeiros textos da Kartlis Tskhovreba foram compostos ca. 800. Os últimos foram adicionados no século XIV. Uma versão "canonizada" foi editada por uma comissão especial nomeada e presidida pelo rei Vactangue VI de Cártlia no começo do século XVIII.[1]

Durante o século XI, os primeiros três trabalhos - a "História dos Reis e Patriarcas dos georgianos", a "História de Vactangue Gorgasali", e o "Martírio de São Archil" - já fez um primeiro corpo que cobriu a história georgiana destes os primeiros tempos através do reinado de Vactangue I da Ibéria (r. 452–502/522) até a morte de Archil (786), um descendente de Vactangue. Em meados do século XII, dois textos foram adicionados: a "Crônica de Ibéria" - que registra a história georgiana do final do século VIII até o reinado do primeiro rei de todos os georgianos Pancrácio III (r. 1008–1014) para os primeiros anos do reinado de Jorge II (r. 1072–1089) - e a "História do Rei dos Reis Davi" - que continua a história e foca no reinado de Davi IV (r. 1089–1125).[1]

Manuscritos[editar | editar código-fonte]

Os manuscritos georgianos existentes da Kartlis Tskhovreba são relativamente tardios, com o mais antigo, então chamado "Anaseuli" ou códice da "Rainha Ana", datado do período de 1479-1495. Outra variante importante, "Mariamiseuli" ou códice da "Rainha Mariam", foi copiado nos anos 1633-1645/1646. Contudo, os manuscritos georgianos sobreviventes são predados pela resumida adaptação armênia conhecida como "A História dos georgianos" (Patmut'iwn Vrats'), provavelmente feita no século XII, com seu primeiro manuscrito sobrevivente sendo copiado no período de 1279-1311.[1]

Autenticidade[editar | editar código-fonte]

Alguns estudiosos modernos, tais como Ivane Javakhishvili, questionaram a autenticidade dos componentes mais antigos das crônicas georgianas e pediram extremo cuidado quando trabalhado com eles. De fato, eventos históricos estritos são frequentemente misturados com os míticos, fazendo às vezes difícil discernir mitologia e historiografia. Contudo, análises críticas em contraste com outra fontes, incluindo autores clássicos, e uma série de recentes estudos arqueológicos demonstrou a confiabilidade de muitos dos registros das crônicas. Estes textos relacionam evidências não só para a história da Geórgia, mas também Armênia e o Cáucaso no geral, Irã, Síria, Anatólia, o Império Romano, os cazares e os turcos.[1]

Componentes[editar | editar código-fonte]

Nome em português Nome em georgiano Transliteração Data Autor Período citado
História dos Reis e Patriarcas dos georgianos ცხოვრება ქართუელთა მეფეთა და პირველთაგანთა მამათა და ნათესავთა tskhovreba kartuelta mepeta da pirveltaganta mamata da natesavta século XI[3] Leôncio de Ruisi (?) século IV a.C.século V d.C.
História do rei Vactangue Gorgasali ცხოვრება და მოქალაქეობა ვახტანგ გორგასლისა tskhovreba da mokalakeoba vakhtang gorgaslisa século XI[4] Juansheriani século V-século VIII
Martírio de São Archil წამება წმიდისა და დიდებულისა არჩილისი tsameba tsmidisa da didebulisa archilisi século IX ou XI Juansheriani ou Leôncio 736–786
Crônica da Ibéria მატიანე ქართლისა matiane kartlisa século XI Anônimo 786–1072
História do rei dos reis Davi ცხოვრება მეფეთ მეფისა დავითისი tskhovreba mepet mepisa davitisi século XII Anônimo 1072–1125
História dos Bagrátidas ცხოვრება და უწყება ბაგრატონიანთა tskhovreba da utsqeba bagratonianta século XI Simbácio, filho de Davi VI–1031
História e Elogios dos Soberanos ისტორიანი და აზმანი შარავანდედთანი istoriani da azmani sharavandedtani século XIII Anônimo 1156-1212
História dos cinco reinados ლაშა-გიორგის დროინდელი მატიანე lasha-giorgis droindeli matiane 1223 Historiador de Jorge IV 1125-1223
História da Rainha das Rainhas Tamar ცხოვრება მეფეთ მეფისა თამარისი tskhovreba mepet mepisa tamarisi século XIII Anônimo 1184–1210/1213
Crônica duma centena de anos ასწლოვანი მატიანე astslovani matiane século XIV Anônimo 1212-1318

Referências

  1. a b c d e Rapp 2003, passim.
  2. Toumanoff 1963, passim.
  3. «ЖИЗНЬ КАРТЛИЙСКИХ ЦАРЕЙ» (em inglês). Consultado em 2 de janeiro de 2014 
  4. «ЖИЗНЬ ВАХТАНГА ГОРГАСАЛА,» (em inglês). Consultado em 2 de janeiro de 2014 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Rapp, Stephen H. (2003). Studies In Medieval Georgian Historiography: Early Texts And Eurasian Contexts. Lovaina: Peeters Publishings. ISBN 90-429-1318-5 
  • Toumanoff, Cyril (1963). Studies in Christian Caucasian History III. Washington: Georgetown University Press