Daniel de Queiroz Lima

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo Distrito de Daniel de Queiroz, em Quixadá, Ceará, veja Daniel de Queiroz (Quixadá).


Daniel de Queiroz Lima
Nome nativo Daniel de Queiroz Lima
Nascimento 3 de fevereiro de 1886
Quixadá
Morte 15 de agosto de 1948 (62 anos)
Fortaleza
Cidadania Brasil
Filho(s) Rachel de Queiroz
Ocupação advogado, promotor de justiça, professor
Empregador Liceu do Ceará

Daniel de Queiroz Lima (Quixadá, 3 de fevereiro de 1886Fortaleza, 15 de agosto de 1948) foi um advogado brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu na Fazenda Califórnia, hoje distrito de Califórnia, município de Quixadá. Era filho de Arcelino de Queiroz Lima e Rachel de Queiroz Lima. Exerceu as funções de juiz municipal em Quixadá de 1912 até 1914 quando foi nomeado promotor de justiça em Fortaleza e diretor do gabinete de Identificação do Ceará. Após um ano no cargo, pediu demissão e passou a lecionar Geografia no Liceu.

Em julho de 1917 mudou-se com sua família para o Rio de Janeiro e, depois, em novembro do mesmo ano, para o Pará, onde morou por dois anos, dedicando-se à advocacia e ao magistério. Foi um dos fundadores da Escola de Agronomia de Belém. Retornou ao Ceará em 1919, inicialmente para Guaramiranga, e depois novamente para Quixadá e, finalmente, Fortaleza onde adquiriu o Sítio do Pici (bairro Henrique Jorge).

Casou-se com Clotilde Franklin de Queiroz com quem teve cinco filhos e, entre estes, a escritora Rachel de Queiroz. Além de Rachel, tiveram Roberto, Flávio e Luciano e a caçula Maria Luiza. Daniel de Queiroz herdou a Fazenda Não Me Deixes de seu pai, que a doou para a filha Rachel. Em sua homenagem, no ano de 1961, o nome antigo Distrito de Junco, que alguns anos antes foi mudado para Muxipó, passou a se chamar Distrito de Daniel de Queiroz, nome que permanece até a atualidade.[1][2]

Faleceu em Fortaleza e foi sepultado na Fazenda Califórnia.

Referências

  1. «Rachel de Queiroz». Academia Brasileira de Letras. Consultado em 28 de julho de 2018 
  2. «Biografia de Rachel de Queiroz - eBiografia». eBiografia