Daryl Chapin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Daryl Chapin
Nascimento 21 de julho de 1906
Ellensburg, Washington
Morte 19 de janeiro de 1995 (88 anos)
Nacionalidade Estados Unidos Estadunidense
Alma mater Universidade de Washington
Prêmios National Inventors Hall of Fame (2008)
Campo(s) Física

Daryl Chapin (Ellensburg, Washington, 21 de julho de 190619 de janeiro de 1995) foi um físico estadunidense. Foi em companhia de Calvin Souther Fuller e Gerald Pearson um dos inventores da célula solar (1954) nos Bell Labs.[1]

Chapin estudou na Universidade Willamette e na Universidade de Washington (mestrado), e lecionou física durante um ano no Oregon State College, começando a trabalhar nos Bell Labs em 1930.

Em 1954 desenvolveu com Calvin Souther Fuller e Gerald Pearson a célula solar de silício, na época denominada bateria solar. O iniciador do desenvolvimento foi Chapin, que pesquisou especialmente semicondutores para geração de energia a partir da luz solar como fonte de energia barata para sistemas telefônicos transistorizados, o que tornou-se conhecido principalmente pela descoberta da fotosensitividade da junção PN por Russell Ohl nos Bell Labs (1940). A fim de disponibilizar grandes superfícies em junção PN, surgiu a técnica da produção de transições PN com difusão. O protótipo surgiu no final de 1953 através da difusão de boro (tipo p) em silício (tipo n-).[2] A apresentação a célula solar em 1954 pelo Bell Labs foi um grande acontecimento na mídia. Foi usada logo em seguida pelos militares e em 1958 no satélite Vanguard I.

Em 2008 foi induzido no National Inventors Hall of Fame.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • com Gerald Pearson, Calvin Fuller: A New Silicon p-n Junction Photocell for Converting Solar Radiation into Electrical Power. In: Journal of Applied Physics. Volume 25, 1954, p. 676-677.

Referências