Dee Palmer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Dee Palmer, anteriormente David Palmer (2 de julho de 1937 em Londres) é uma arranjadora[1] e tecladista britânica, mais conhecida como integrante da banda de rock progressivo Jethro Tull entre 1977 e 1980[2].

Início de carreira[editar | editar código-fonte]

Palmer estudou composição na Royal Academy of Music com Richard Rodney Bennet, vencendo o prêmio Eric Coates e o prêmio The Boosey and Hawkes e durante seus estudos ensinou clarinete para estudantes em segunda graduação. Ela foi apontada como Fellow of the Royal Academy of Music, uma honraria especial da instituição a antigos alunos, em 1994[3].

Jethro Tull e outros trabalhos[editar | editar código-fonte]

Seguindo sua carreira como arranjadora e condutora de sessões de gravação, Palmer gravou seu promeiro projeto, o álbum Nicola, em 1967 com Bert Jansch. Ela foi então indicada a Terry Ellis, então agente do Jethro Tull, que estava fazendo seu primeiro disco no Sound Techniques Studio em Chelsea, Londres. Em um prazo apertado, Palmer desenvolveu os arranjos para instrumentos de sopro e cordas na composição de Mick Abrahams, "Move on Alone" do album This Was. Esse trabalho e sua performance profissional a tornaram requisitada pela banda[4] e ela em breve os visitou de novo, com um arranjo para quarteto de cordas para "A Christmas Song". Palmer arranjou cordas, metais e instrumentos de sopro para canções do Jethro Tull no final dos anos 60 e início dos anos 70, antes de se juntar formalmente ao grupo in 1976, tocando primariamente teclados eletrônicos. Em 1980, o líder da banda, Ian Anderson, queria lançar o album A com outros músicos como um projeto solo, mas foi persuadido pela gravadora a lançá-lo sob o nome Jethro Tull. Isso resultou na saída de quase todos os membros da banda, incluindo Palmer, deixando apenas o guitarrista Martin Barre e o próprio Ian. Palmer formou um novo grupo, chamado Tallis, com John Evan, ex-pianista e organista do Jethro Tull. O novo grupo não foi um sucesso comercial, e Palmer voltou a escrever trilhas sonoras de filmes e a gravar sessões.

A partir dos anos 80, Palmer produziu albuns de arranjos orquestrais com a músicas de várias bandas de rock, incluindo Jethro Tull, Pink Floyd, Genesis, Yes, The Beatles and Queen[5].

Transição de gênero[editar | editar código-fonte]

Em 1998, Palmer se revelou transgênera e intersexual, mudando seu nome para Dee. Palmer nasceu com ambiguidade genital, foi designada como masculina no nascimento e passou por muitas cirurgias, sendo que as últimas foram realizadas quando estava próxima de fazer 30 anos. Palmer disse que sua disforia de gênero foi parte de sua vida desde que ela era jovem, e que "começou a aflorar novamente" no ano após a morte de sua esposa Maggie em 1995[6][7][8].

Discografia[editar | editar código-fonte]

Com Jethro Tull[editar | editar código-fonte]

Fazendo arranjos orquestrais[editar | editar código-fonte]

Como membro fixo[editar | editar código-fonte]

Arranjos Sinfônicos[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


  1. Allen., Nollen, Scott (2002). Jethro Tull : a history of the band, 1968-2001. Jefferson, N.C.: McFarland. pp. 185–. ISBN 9780786411016. OCLC 48065335 
  2. 1971-, Buckley, Peter, (2003). The rough guide to rock 3rd ed., expanded and completely rev ed. London: Rough Guides. pp. 551–. ISBN 9781843531050. OCLC 59305933 
  3. «Fellow of the Royal Academy of Music (FRAM)». Royal Academy of Music. Consultado em 27 de abril de 2012 
  4. Eder, Bruce. «David Palmer». VH1. Consultado em 27 de abril de 2012 
  5. 3-, Thompson, Dave, 1960 January (2005). Turn it on again : Peter Gabriel, Phil Collins & Genesis. San Francisco: Backbeat Books. pp. 260–. ISBN 9780879308100. OCLC 55887521 
  6. Wright, Jeb (Outubro de 2004). "Dee Palmer Interview"Classic Rock Revisited. Arquivado do original em 4 de fevereiro de 2005. Consultado em 14 de maio de 2012.
  7. Out. Here Publishing. Dezembro de 2004. pp. 113–. Consultado em 27 de abril de 2012.
  8. "Dee Palmer Interview with David Rees"Official Jethro Tull website. 29 de junho de 2004. Arquivado do original em 30 de março de 2012. Consultado em 27 de abril 2012.