Desejado Lima da Costa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde maio de 2013). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Desejado Lima da Costa (Bolama 31 de Janeiro de 1956Lisboa, 22 de Outubro de 2012, foi um sindicalista e político da Guiné-Bissau[1].

Desejado Lima foi Secretário-Geral Uniao Nacional dos Trabalhadores da Guiné-Bissau (UNTG)[2] desde janeiro de 1994.

Durante seu percurso como dirigente sindical, foi preso nos regimes de Nino vieira e dr. Kumba Yalá. Após cumprir seu mandato na UNTG, foi convidado a exercer o importante e polémico cargo de Presidente da Comissão Nacional de Eleições (CNE)[2] em 2009. Foi vitima de vários atentados e mais tarde viria a morrer por envenenamento[carece de fontes?].

Referências

  1. «Morreu em Lisboa Desejado Lima da Costa, Presidente da CNE». GBissau.com. Consultado em 24 de maio de 2013 
  2. a b Arménio Carlos. «Faleceu Desejado Lima da Costa». CGTP-IN. Consultado em 23 de maio de 2013 
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.