Dinastia Zagwe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Extensão máxima da Dinastia Zagwe.

Dinastia Zagwe (ዛጉዌ ሥርወ መንግስት) foi um reino histórico no atual norte da Etiópia. Centrado em Lalibela, governou grandes partes do território de aproximadamente 900 a 1270, quando o último rei Za-Ilmaknun foi morto em batalha pelas forças do rei abissínio, Yekuno Amlak. O nome da dinastia é pensado para derivar da frase ge'ez Ze-Agaw, que significa "Dinastia do Agaw" em referência ao povo agaw que constituiu a sua classe dominante.[1] O rei mais conhecido de Zagwe foi Gebre Mesqel Lalibela, que é creditado por ter construído as igrejas de Lalibela.

David Buxton afirmou que a área sob o domínio direto dos reis de Zagwe "provavelmente abraçava as terras altas da Eritreia moderna e todo o Tigré, estendendo-se para o sul até Waag, Lasta e Damot (província de Wallo) e daí para oeste em direção ao Lago Tana (Beghemdir)".[2] Ao contrário da prática de governantes posteriores da Etiópia, Taddesse Tamrat argumenta que, sob a dinastia de Zagwe, a ordem de sucessão era de irmão a irmão, com base nas leis agaw de herança.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Roland Oliver, The Cambridge history of Africa: From c. 1600 to c. 1790, Volume 1, (Cambridge University Press: 1982), p.112.
  2. David Buxon, The Abyssinians (New York: Praeger, 1970), p. 44
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.