Diocese de Passau

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Diocese de Passau
Diœcesis Passaviensis
Localização
País  Alemanha
Arquidiocese Metropolitana Arquidiocese de Munique e Frisinga
Estatísticas
População 591 205
Área 5 442 km²
Paróquias 286
Sacerdotes 402
Informação
Rito Romano
Criação da Diocese 737 ou 739
Catedral Catedral de Santo Estêvão
Padroeiro(a) Santo Estêvão
Governo da Diocese
Bispo Stefan Oster, S.D.B.
Bispo Emérito Wilhelm Schraml
Jurisdição Diocese
Página Oficial www.bistum-passau.de

A Diocese de Passau (em latim: Dioecesis Passaviensis e em alemão: Bistum Passau) é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica na Alemanha, sufragânea da Arquidiocese de Munique e Frisinga . Atualmente é regida pelo bispo Dom Stefan Oster, S.D.B.

Território[editar | editar código-fonte]

Mapa da diocese no território alemão

A diocese está localizado no sudeste da Baviera, sendo a sede episcopal a cidade de Passau, onde fica a Catedral de Santo Estêvão.

O território é dividido em 286 paróquias.

História[editar | editar código-fonte]

A diocese de Passau foi erigida em 737 ou 739, por São Bonifácio. Pode ser vista como sucessora da Diocese de Lorch, uma fortaleza romana localizada na confluência dos rios Inn e Danúbio, onde o cristianismo se espalhou no século III. Imigrações posteriores do oriente suprimiram a presença cristã na região, que foi retomada apenas no século VII, com a conversão da Baviera.

Originalmente, possuía uma extensão territorial que incluía grande parte da atual Áustria, Hungria e Eslováquia. Provavelmente já foi sufragânea da Arquidiocese de Salzburgo.

Em 18 de janeiro de 1469 cedeu parte de seu território para a criação da Diocese de Viena, que foi elevada à categoria de arquidiocese em 1722.

Em 1º de junho de 1728, Passau, que há muito aspirava ser a sede do arcebispo, por meio do breve apostólico Arcano divinae providentiae do Papa Bento XIII, foi privilegiada porque Salzburgo passou a ser imediatamente sujeita à Santa Sé.

Em 28 de janeiro de 1785 cedeu outras porções do seu território para a criação das dioceses de Linz, Sankt Pölten e Leoben.

Em 1821 tornou-se diocese sufragânea da Arquidiocese de Munique e Frisinga.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

A diocese, até o final de 2004, havia batizado 515.852 pessoas em uma população de 591.205, correspondendo a 87,3% do total.

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Diocese de Passau

Fontes[editar | editar código-fonte]