Dioptria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde abril de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Dioptria é uma unidade de medida que afere o poder de vergência – ou refração – de um sistema óptico (m-1). Exprime a capacidade de um meio transparente modificar o trajeto da luz. Na Óptica, é a unidade de medida da potência de uma lente corretiva (popularmente conhecido como grau). Por exemplo, uma lente de 1/2 dioptria traz raios de luz paralelos para focalizar 2 metros.[1]

O termo foi proposto pelo oftalmologista francês Felix Monoyer em 1872.[2] mas já havia sido usado por Johannes Kepler em seu manucrito Dioptrice, de 1611, sobre a ótica dos telescópios.[3]

Para o olho humano, a distância focal é de aproximadamente f(norm) = 17 mm. Um olho míope (miopia do tipo axial) tem a mesma distância focal de um olho normal, mas, sendo mais longo, necessita de uma maior distância focal para que os raios luminosos convirjam sobre a retina.

Matematicamente, a dioptria é o inverso da distância focal, sendo este a metade do raio de curvatura: D = 1/F = 2/R.

Na visão humana[editar | editar código-fonte]

Nos seres humanos, a potência óptica máxima do olho relaxado é de em média 60 dioptrias. A córnea é responsável por aproximadamente 40 dioptrias desse total e o cristalino contribui com cerca de 20 dioptrias. Ao focar, o músculo ciliar se contrai para reduzir a tensão ou o estresse transferido para o cristalino pelos ligamentos suspensores. Isso resulta em aumento da convexidade da lente, o que aumenta a potência óptica do olho. A amplitude de acomodação varia conforme a idade, devido ao desgastamento do músculo ciliar, e é de cerca de 15 a 20 dioptrias em crianças, diminuindo para um valor em torno de 10 dioptrias aos 25 anos e para cerca de 1 dioptria acima dos 50 anos, causando a presbiopia [4](ou vista cansada).

Referências

  1. «O que é curvatura? - Seara da Ciência». Consultado em 24 de setembro de 2018 
  2. Colenbrander, August. «Measuring Vision and Vision Loss» (PDF). Smith-Kettlewell Institute. Consultado em 10 de julho de 2009 
  3. Johannes Kepler (1571 - 1630, no site The Galileo Project
  4. Werner, Liliana (2010). «Fisiologia da acomodação e presbiopia» (PDF). Consultado em 24 de setembro de 2018 
Ícone de esboço Este artigo sobre física é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.