Discussão:Derby Paulista

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

jogo x[editar código-fonte]

Eu acrescentei a vitória do Palmeiras sobre o Corínthians de ontem, 16/07/2006, nas estatísticas deste clássico, imaginando que as estatísticas que lá estavam, seriam corretas, já que não estava anotado antes qual seria o último jogo considerado . Alexandre M. B. Berwanger 20:10, 17 Julho 2006 (UTC)

História[editar código-fonte]

Juntei a seção história à seção curiosidades de modo a formar uma só, porque da forma como estava não via-a como sendo uma seção para a história propriamente dita.

HenriqueCBmsgs 17h38min de 7 de Julho de 2007 (UTC)

Na primeira parte da descrição sobre o clássico diz que nenhum outro clássico brasileiro decidiu tantos títulos e vagas em competições importantes como Corinthians x Palmeiras , o que não é verdade , os outros dois clássicos da cidade decidiram tanto ou mais vagas em competições importantes como o derby.

Por exemplo , no choque-rei , além dos 3 mata-matas em libertadores em 1994 , 2005 e 2006 , os dois mata-matas de rio-são paulo em 98 e 2002 , das quartas de final da copa do brasil de 2000 vencidos pelo São Paulo e as oitavas do brasileirão de 2000 vencidos pelo Palmeiras , tem os jogos de quadrangular em que , em 1973 , Palmeiras e São Paulo chegaram na última rodada e mesmo não sendo um mata mata formalmente , decidiu o título do campeonato brasileiro de 1973 , pois quem vencesse seria campeão , e o Palmeiras foi campeão com um empate.

No torneio Rio X São Paulo de 1998, na semifinal, houve dois jogos, Palmeiras 1 x 0 São Paulo, e São Paulo 2 x 1 Palmeiras, na decisão por pênaltis, o Spfc venceu por 3 x 2. Também pelo torneio Rio x São Paulo, em 2002, em outra semifinal, após dois empates de 1x1 e 2x2, o Spfc foia para a final por ter menos cartões amarelos durante a competição.

Além disso, no Campeonato Brasileiro de 1993, houve outro quadrangular só que dessa vez semi final em que Palmeiras e São Paulo novamente se encontraram na última rodada do quadrangular decidindo quem iria para a final , quem vencesse o jogo iria decidir o título com o líder da outra chave , e o Palmeiras venceu por 2x0.


Por último na fase de grupos da Libertadores 1974 , São Paulo e Palmeiras se enfrentaram na ante penúltima rodada do grupo , e o São Paulo venceu por 2x1 e como só se classificava apenas um do grupo , o São Paulo por ter vencido as outras 3 partidas (inclusive a primeira contra o palmeiras por 2x0), se classificou pra fase de mata mata e eliminou o rival no mesmo jogo.

Então , entre mata-matas e jogos decisivos de quadrangulares que decidiram título ou vaga , estão 4 jogos decisivos de libertadores , 1 jogo decisivo de copa do brasil , 2 jogos decisivos de rio-são paulo e 3 jogos decisivos de brasileirão sendo uma semi e uma de decisão de título.

são paulo e corinthians decidiram entre competições importantes uma final de brasileiro , uma semi final de brasileiro , uma semi final de copa do brasil , uma final de rio-são paulo , uma final de recopa sul americana e uma semi final de copa conmebol , aliás este é o único clássico do brasil em que houve decisões de TÍTULO estaduais , regionais , nacionais e internacionais.

o que se conclui é que tanto o derby quanto os outros dois clássicos da capital decidiram muitos títulos e vagas em competições importantes , e que o certo não é falar que o derby especificamente é o clássico que mais decidiu títulos e vagas em competições importantes e sim dizer o derby , ao lado dos outros dois clássicos da capital paulista , é dos clássicos que mais decidiram vagas e título de competições importantes , por que se pegar por número São Paulo x Palmeiras tem mais jogos decisivos importantes que qualquer outro e São Paulo x Corinthians por outro lado é o único clássico brasileiro que decidiu títulos em todas as esferas possíveis , estaduais , regionais , nacionais e internacionais , além de em número também ter mais mata matas importantes que corinthians x palmeiras

Artilheiros[editar código-fonte]

Acrescentei o artilheiro Mirandinha do Corinthians (1996-1999) com 14 gols marcados no derby. Fonte:http://globoesporte.globo.com/ESP/Noticia/Futebol/Campeonatos/0,,MUL331620-8068,00.html Alex Manzioni 02:35 de 8 de Junho de 2008.

PROTESTO - Curiosidades Parciais???Sem valor enciclopédico???[editar código-fonte]

Escrevo aqui para protestar em relação às mudanças feitas pelo usuário Garavello no artigo Derby Paulista. De uma hora para outra, foram retirados PARÁGRAFOS INTEIROS escritos por várias pessoas, que levaram tempo para elaboração e que, EM SUA MAIORIA, são dados históricos que alimentam a rivalidade das equipes.

Acredito que a prepotência, apesar do poder de um ou outro dentro da Wikipédia, não é o melhor caminho. Acredito que uma discussão prévia entre os colaboradores para a decisão de eliminação de parágrafos é o melhor caminho, em vez de, num dia qualquer, um indivíduo, DE MANEIRA UNILATERAL, acabar com trechos que tinham, sim, conteúdo interessante para gerações mais novas que não conhecem a história do clássico.

Um rivalidade futebolística não se constrói apenas com os resultados dos jogos envolvendo os clubes citados, mas também com a histórias de conquistas e sofrimentos de um ou de outro. Basta ver a festa feita pelas torcidas de Corinthians e Palmeiras quando os dois arquirrivais caíram para a Série B.

Muitos perguntam o motivo da Wikipédia não emplacar como deveria no País. Essa é uma das respostas: o fato de uns acharem que o que pensam são verdades absolutas, sem uma discussão harmoniosa com os demais integrantes. As alterações de hoje só desestimulam a cooperação para a esta enciclopédia virtual.

A partir de hoje, não vou mais perder meu tempo precioso procurando detalhes para enriquecer a Wikepedia (farei o básico do básico e olhe lá!), pois corremos o risco de alguém achar em determinado dia que aquilo não ter valor enciclopédico. Modesta opinião sobre o ocorrido hoje: vandalismo, apesar da importância de quem fez as mudanças. Lamentável!!--Justus (discussão) 16h19min de 25 de maio de 2009 (UTC)

Recomendo ao editor que leia Wikipedia:Seções de curiosidades. Tais seções devem ser evitadas. E mantenho o que escrevi: boa parte das "curiosidades" lá ou eram parciais e/ou não possuiam fontes e/ou não possuiam valor enciclpédico. Garavello (discussão) 16h50min de 25 de maio de 2009 (UTC)
Ressalvas importantes para interpretações sobre Curiosidades

Reproduzo fielmente o que a própria ressalva da Wikipédia:

"Seções de curiosidades não devem ser automaticamente removidas de maneira sumária dos artigos; pode ser possível integrar alguns dos itens ao texto do artigo. Alguns fatos podem ser encaminhados às seções existentes, enquanto outras podem fazer com que novas seções sejam criadas. Integre os itens de "curiosidade" ao corpo do artigo, se possível. Outra solução pode ser verificar se existem fontes a respeito deste tópico na cultura popular, e considerar utilizar estes itens como base para um novo artigo que discuta este tópico. Itens que repitam informações já mencionadas em outros pontos do artigo, que não estejam fundamentados em fontes fiáveis, ou que não tenham importância significante ao assunto do artigo podem ser removidos na maioria dos casos.

Pode ser necessário fazer alguma pesquisa para contextualizar cada fato, ou acrescentar referências. Algumas informações podem ser especulativas ou estar incorretas factualmente, e deverão ser removidas; outras podem estar fora do escopo do artigo, e devem ser removidas ou movidas para outros artigos; já outras, como seções de "como fazer" ou fatos irrelevantes e/ou digressivos, que estejam fora do escopo da Wikipédia, devem removidas completamente.

O QUE ESTA RECOMENDAÇÃO NÃO É Existem diversos equívocos a respeito desta recomendação e do plano de ação que ela sugere: Esta diretriz não sugere a remoção das seções de curiosidade, ou que elas sejam movimentadas para a página de discussão. Quando a informação ali contida for apropriada, é melhor que ela seja apresentada de maneira inadequada do que simplesmente não ser apresentada. Esta diretriz não sugere que sempre se prefira prosa a listas. Muitas informações são melhor apresentadas no formato de lista. Esta diretriz não sugere a inclusão ou exclusão de qualquer informação; ela serve apenas para dar recomendações de estilo. Questões sobre o que deve ou não ser incluído no artigo são abordadas pelas outras políticas e diretrizes da Wikipédia."

Sinto muito, mas acredito que você contrariou muito do que foi citado nesta ressalva.--Justus (discussão) 17h34min de 25 de maio de 2009 (UTC)

Vamos aos trechos que fundamentem a minha posição:
  1. Alguns fatos podem ser encaminhados às seções existentes - Não existia nenhum fato dos removdo que oubessem em outra seção.
  2. Itens que repitam informações já mencionadas em outros pontos do artigo, que não estejam fundamentados em fontes fiáveis, ou que não tenham importância significante ao assunto do artigo podem ser removidos na maioria dos casos. - o negrito já diz tudo: falta de fontes fiáveis deve ser removido.
  3. Algumas informações podem ser especulativas ou estar incorretas factualmente, e deverão ser removidas - caso que eu vi nos verbetes sobre os clássicos, dizer q "A é freguês de B". isso é especulativo e subjetivo, pois cada torcedor tem seu conceito de freguês.
  4. outras podem estar fora do escopo do artigo, e devem ser removidas ou movidas para outros artigos - informações sobre títulos de um time não tem nada a ver com o clássico. Saber que o São Paulo ganhou 6 brasileiros, Palmeiras ganhou 4 brasileiros e o Corinthians também tem 4 não é relativo ao clássicos e sim aos times em si. Ou que time C e D um dia jogaram juntos, isso não tem a ver com o clássico, que é jusamente a disputa entre A e B.
O item 2 é indiscutivelmente o mais grave. Sem fontes, as informações devem ser removidas. Ou seja, todas as minhas ações foram fundamentadas nas orientações dessa página. Vale ressaltar que eu não eliminei a seção em si, deixando algumas curiosidades que são diretamenterelativas ao clássico e que podem mais tarde ser incorporada.
Informações sobre as rivalidades que não forem ligadas ao Derby deve ir no verbete de cada clube. verbete sobre o Derby deve tratar exclusivamente do Derby em si, ou seja, o confronto direto entre Corinthians e Palmeiras, não os acontecimentos fora do confronto. Garavello (discussão) 17h59min de 25 de maio de 2009 (UTC)
O grande problema é que você retirou não só algumas coisas que podiam ser melhoradas ou ratificadas com referências, mas até fatos históricos do derby, como a realização da partida para tentar salvar o São Paulo da falência. Este fato é de conhecimento público e passado de geração para geração, além de ser citado em publicações. Sinceramente, você deixou o artigo pobre e não condizente com a história do clássico. --Justus (discussão) 04h20min de 26 de maio de 2009 (UTC)
Repito o que disse na sua página de discussão; sem fontes, as informações devem e serão removidas. Informações sem fontes é que tornam o verbete mais pobre.
E lembrando que o mesmo procedimento foi feito em Majestoso e Choque-rei, que careciam do mesmo problema: informações sem utilidade e/ou fontes. Garavello (discussão) 12h41min de 26 de maio de 2009 (UTC)

Contagem total dos jogos[editar código-fonte]

Há um erro na contagem dos jogos, está faltando uma vitória do Corinthians e um jogo no total. Foram 341 ao todo, com 118 vitórias do time alvinegro. Depois do jogo de hoje (16/09/2012), serão 342 confrontos ao todo.São 119 vitórias do Corinthians no total tanto no site oficial Do Palmeiras e Corinthians e diferença é o número de gols marcados por ambas as equipes que são diferentes nos dois sites.

É justamente por isso que usamos uma fonte imparcial, que não puxa para nenhum dos lados envolvidos.
A página Campeões do Futebol traz todos os jogos listados da história e não é um site qualquer.
Se também serve como referência, veja a nota do Globoesporte.com na véspera do primeiro clássico de 2012. Depois desta notícia deste site, foram mais 3 jogos, com 3 vitórias do Corinthians.
Nosso plano futuro é listar todos os jogos no artigo, em forma de tabela, para não termos mais dúvidas, mas isso infelizmente não é algo que se faz de uma hora para outra.
Se fizerem uma pesquisa recente na internet, vão ver que a assessoria do Corinthians, em 2012, aumentou um jogo em sua estatística, depois de ver que a assessoria do Palmeiras (de maneira errada) contou uma vitória a mais para a equipe alvinegra. Como alguns sites esportivos simplesmente reproduzem o que recebem da assessoria, a confusão está armada. É aquela história da mentira muitas vezes repetida que se torna verdade.
Quem quiser ajudar na tabela com todos os jogos por aqui, fique à vontade, mas é interessante que ela seja colocada de uma vez só, e não aos poucos, com diversas edições (favor usar o preview para isso). DanteCan (discussão) 03h59min de 19 de setembro de 2012 (UTC)

A referência que usamos, além de ser imparcial, listou todos os jogos com base nos Almanaques de ambos os times, escrito pelo respeitado jornalista Celso Unzelte. Estamos listando todas as partidas e vamos colocá-las aqui, com a contagem jogo a jogo, para não restar dúvidas em relação aos jogos disputados em toda a história do clássico. Só pedimos um pouco de paciência, já que são 342partidas e estamos citando placar, local, data e campeonato em cada uma delas. Leonef (discussão) 04h02min de 19 de fevereiro de 2013 (UTC)

Reformulação[editar código-fonte]

Boa noite Senhores,

Pretendo fazer uma grande reformulação deste artigo!

Calma! Vou preservar o que já está escrito, porém, vou procurar deixar o artigo mais atrativo.

Espero que ninguém apague o que vou fazer, até porque garanto que será de uma qualidade extrema!

Atenciosamente,

Victor Master (discussão) 03h23min de 20 de fevereiro de 2013 (UTC)

Oi, Victor! Boa noite! Peço a você que coloque aqui na página de discussões a sua ideia de reformulação. Estamos há anos melhorando este artigo e ele já atingiu uma edição estável há algum tempo. Por isso, seria interessante discutir quais os pontos você deseja alterar para torná-lo mais atrativo. As páginas de clássicos do futebol seguem um certo padrão e gostaríamos que ele fosse mantido. Abs, DanteCan (discussão) 01h21min de 21 de fevereiro de 2013 (UTC)
Exatamente. E é sempre bom a lembrança de que o artigo deve ser enriquecido com material somente sobre o clássico e não sobre os clubes como alguns artigos infelizmente têm e não deviam ter, pois só geram guerras de edições por algo que nem sequer é o foco do artigo. Maisonneuve (discussão) 02h12min de 21 de fevereiro de 2013 (UTC)

Seria Possível acrescentar informações nesta página?[editar código-fonte]

Prezados wikipedistas, Boa Tarde.

Gostaria de saber se é possível acrescentar a informação em que o ídolo ademir da guia assume o erro do árbitro wanderlei boschilla, aquele mesmo que apitou a final de 1977 em que o Corinthians encerrou o jejum de campeonatos paulistas. No lance do gol do Ronaldo o árbitro não marcou a falta em rivelino e no lance resultou o gol do titulo palmeirense. Segue link do youtube (min. 20:20). Cartão Verde | Ademir da Guia | 02/04/2013 | Bloco 1

No minuto 30 o ídolo filho do Divino Mestre Corinthiano no qual herdou o apelido ele disse que o majestoso é a maior rivalidade de são-paulo e não mais o dérbi. Poderia acrescentar isso também? Poderia acrescentar também que em entrevista à gazeta esportiva, Rivelino além de mencionar a falta sofrida no lance do gol que resultou na abreviação de sua carreira pelo corinthians, o reizinho do parque mencionou que houve mudança de mando de campo após empate no pacaembu sob lobby do técnico palmeirense osvaldo brandão para jogar no morumbi, pois temia o corinthians no pacaembu e chegou até a mexer no gramado do morumbi que realmente favoreceu o time alviverde. Pode acrescentar mais detalhamentos no wiki? http://www.gazetaesportiva.net/nota/2010/08/25/651472.html Poderia acrescentar também que o Corinthians pois ficou mais 3 anos na fila graças a uma falta NÃO-MARCADA pelo juizão. O mesmo Dulcídio Wanderley Boschillia... o mesmo que apitou o jogo do título em 1977 e que, segundo os antis, teria apitado o jogo com a clara intenção de nos favorecer e dar o título. Até teria expulsado o Rui Rei para esse fim. Mas ora, se ele quisesse nosa favorecer assim, poderia ter feito já em 1974, não? Obrigado.

Prezado usuário, tais informações levantadas não costumam ser inseridas, já que não cabe à Wikipédia discutir possíveis erros de arbitragem, ainda mais se eles são ligados a lances discutíveis. A falta no Rivelino foi no meio do campo e só na sequência foi criado o lance do gol de 1974. Se levarmos em conta as várias faltas que acontecem nessa zona do gramado, vamos colocar em dúvida inúmeros resultados de jogos decisivos. E nossa função não é tornar a Wikipédia uma arquibancada. Quanto à questão da mudança no local de jogo, podemos inserir, sim, em breve. Quanto a suposições relacionadas ao Dulcídio, também não cabe a nós discutir isso aqui neste local. Abs, DanteCan (discussão) 09h39min de 5 de maio de 2013 (UTC)
Obrigado DanteCan. Entendo seu ponto de vista e a questão enciclopédica do fato, mas as fontes são depoimentos dos dois principais atletas daquela final rivelino no site da gazeta e o divino mestre em video no programa cartão verde, que trata a falta não como um lance comum mas num lance que resultou no gol que prolongou o jejum do corinthians, além claro de custar ao reizinho do parque a continuidade no clube que o revelou em função da perseguição da imprensa principalmente pela foto que mostra o zagueiro que cometeu a falta luiz pereira em rivelino.

http://4.bp.blogspot.com/-nXgLSRtL1VY/UXBGtxG35RI/AAAAAAAADEg/1RvUOG7PLYY/s1600/luis-e-riva.jpg

http://1.bp.blogspot.com/-QlrSdkfY1Gk/UXBGveVcb0I/AAAAAAAADEw/G7QlIUpJ_Ec/s1600/Folha+de+SP+26.12.1974.JPG

http://2.bp.blogspot.com/-d2g4D0wQbVU/UXBGuGfdhjI/AAAAAAAADEo/blmeW7VrFNQ/s1600/Folha+de+SP+23.12.1974.JPG

A imagem acima da folha fala sobre a arbitragem e demostra que o dulcidio foi elogiado mesmo cometendo erro no lance do gol. Descreveram inclusive como excelente, portanto não se trata de ponto de vista clubístico.


Obrigado e achei que seria interessante como fato histórico os depoimentos dos principais jogadores daquela final. Pecar por omissão não é o seu perfil. parabéns pelo seu trabalho.

Porque os sites dizem uma coisa e a wikipedia outra?[editar código-fonte]

Boa tarde Wikipedistas.

Gostaria de saber porque na página do wikipédia a informação de retrospecto histórico do derbi paulista está diferente do que os clubes divulgam em suas páginas oficiais? É possível corrigir isso?

http://www.corinthians.com.br/site/noticias/ver/?c=Futebol&id=18048

http://www.palmeiras.com.br/noticias/2013/02/16/14h10-id8834-confira+o+historico+de+palmeiras+x+corinthians.shtml#.USvLwh2zfg4

Grato pela atenção.

Prezado, a resposta está nesta mesma página, na seção Contagem Total dos Jogos (http://pt.wikipedia.org/wiki/Discuss%C3%A3o:Derby_Paulista#Contagem_total_dos_jogos). Abs, DanteCan (discussão) 03h29min de 5 de maio de 2013 (UTC)


Obrigado por sua atenção Dantecan, sei que você é um grande conhecedor deste clássico, porém estão cometendo um deslize em não colocar no quadro à direita da página na contagem total de jogos que o retrospecto não segue o divulgado pelos clubes e segue outra informação que poderia ser do Zé mas é do Celso.

Acredito que para efeito estatístico deveria ser obedecido o que os clubes divulgam e não uma única pessoa que também pode ter comido bola.

O deslize dá a impressão de que estão puxando a sardinha pro lado do palmeiras inclusive nos descritos que esquecem de fatos em favor do Corinthians.

Mas reconheço que melhorou muito perto do que já foi. Foram incluídos fatos que não tinham antes e diminuiu um pouco a questão de vangloriar os feitos palestrinos enquanto eram esquecidos os feitos corinthianos.

Gostaria apenas que fosse revisto as informações históricas do corinthians que foi campeão paulista em oito oportunidades e não em oito competições.

O Corinthians venceu o Palestra Itália nos anos de: 1922, 1923, 1937 e 1939. Em 1929 no dia 1º de Dezembro o Corinthians aplicou goleada sobre o rival Palestra Itália por 4 à 1 em pleno Parque Antártica garantindo-lhe o bi-campeonato paulista invicto (sete vitórias em 7 jogos), o vice campeão foi o Santos. O Corinthians venceu o Palmeiras nos anos de: 1951, 1954, 1995 e 1999.

Em 1942 o Corinthians foi campeão vencendo o palmeiras (ano da arrancada heroica palmeirense pelo campeonato paulista) pelo Torneio Quinela de Ouro e em 1973 foi campeão do Torneio Laudo Natel também vencendo o maior rival palmeiras de virada pelo placar de 2x1.

Houve também a conquista da Taça Cântara Portugália em 1922. O Corinthians venceu o arquirival alviverde por 2x0 e ficou com a Taça.

Dois campeonatos foram marcantes na história corinthiana por trata-se da honraria em ser mencionado “O CAMPEÃO DOS CENTENÁRIOS” sendo um em 1922 por tratar-se do ano do centenário da independência do Brasil (o título paulista conquistado sobre o Palestra que ficou com o vice num campeonato disputado por pontos corridos e permitiu ao Corinthians disputar este título honorífico contra o América-RJ campeão carioca também em 1922), e o outro também foi marcante por se tratar do Campeonato Paulista de 1954 também relacionados a vitórias sobre o palmeiras, porém este de 1954 o Corinthians empatou em 1à1 com o Palmeiras que precisava vencer e este titulo marcou o Corinthians como Campeão do IV Centenário (referente aos 400 anos da cidade de São Paulo) e também porque o Corinthians somente viria a sagrar-se campeão paulista novamente 22 anos depois, em 1977, embora tivesse neste período cinco oportunidades em que conquistou o vice-campeonato (1955 e 1962 (Santos),1966 (Palmeiras), 1968 (Santos) e 1974 (Palmeiras)). E neste período venceu torneios internacionais que eram disputas muito comuns na época. Estas conquistas tanto em 1922 e 1954 em cima do arquirrival palmeiras fortalecem o Corinthians como campeão dos centenários.

Obrigado novamente.

Olá, meu caro. A questão é que esta é uma página do Derby Paulista e não do Corinthians ou do Palmeiras. O correto é falar sobre o clássico em si e não de quem ganhou mais ou foi mais isso ou aquilo. Para isso já existem as páginas específicas deles e da história de cada um. Citamos os feitos principais de cada um e essas outras, por exemplo, de Campeão dos Centenários, por exemplo, não tendem a ser citada, assim como não citamos uma série de feitos do Palmeiras, como as 5 COROAS, CAMPEONÍSSIMO E PRIMEIRO CLUBE A REPRESENTAR A SELEÇÃO BRASILEIRA COM TODOS OS JOGADORES, dentre tantos inúmeros feitos da equipe. Para isso, como já disse, há a página do clube e a da história dele.
Note que o que você está falando sobre 1923, 29, 37 e 1939 e nos anos de 51, 54, 95, 99 já está HÁ TEMPOS NO ARTIGO. Basta você ir para a seção "Informações Históricas". Quanto à época da Arrancada Heroica, ela está citada em mais de um parágrafo.
Especificamente em relação às estatísticas, estamos dizendo que sempre usamos o Celzo Unzelte, que escreveu dois manuais respeitadíssimo sobre os dois clubes e que eram usados como base pelas duas assessorias e por nós. A diferença é que eles fizeram a contagem errada e nós continuamos contando de maneira correta por aqui. Já explicamos bem isso e a tabela que estamos construindo com TODOS OS JOGOS DISPUTADOS, vai ratificar isso da maneira mais clara possível.
Agradeço pelos comentários e elogios. O que as pessoas precisam entender é que não somos pagos para fazer todo esse trabalho e que, apesar de todos os nossos compromissos profissionais e do cotidiano extremamente corrido, arranjamos tempo para tentar construir algo legal sobre os mais diversos temas. Este artigo já está atingindo uma edição estável, mas está em constante evolução. Portanto, paciência é o que pedimos.
Jamais tivemos a intenção de vangloriar o Palmeiras e deixar o Corinthians de lado. O problema é que, no clássico, há uma certa vantagem em questões históricas do alviverde em relação ao alvinegro, com finais históricas, goleadas e marcos históricos (como o primeiro jogo e o primeiro título de um sobre o outro). Da mesma maneira que, no Majestoso, a vantagem histórica é corintiana. Acho que isso é bastante claro. Recentemente, conseguimos descolar referências que mostram algumas eliminações do Palmeiras pelo Corinthians em semifinais de Campeonato Paulista e isso ajudou a equilibrar um pouco mais o texto.
Aproveito para elogiar a sua postura mais comedida. Diferente de alguns "animais irracionais", que já passaram por aqui e por nossas páginas particulares de discussão. Estes, que já foram merecidamente bloqueados e punidos, merecem nosso desprezo eterno e não ajudam em nada a Wikipédia. Abs, DanteCan (discussão) 17h24min de 5 de maio de 2013 (UTC)


Perfeito Dantecan! Concordo que as informações não devam seguir a linha como se fosse um blog, porém é que quando se trata de dérbi até peteca é motivo de disputa acirrada, por isso encaminhei a entrevista do Divino no programa cartão verde, pois a imprensa que colocar o majestoso acima do dérbi com declaração inclusive de um dos maiores ídolos do palestra, porém somente nós eu corinthiano e você palmeirense sabemos o que representa o dérbi histórico e quase centenário. Por isso achei que deveria ser mencionado e incluido um adendo de que no retrospecto o histórico não segue o que é divulgado pelos clubes. da mesma forma um adendo na contagem de finais vencidas que incluem torneios de "menor expressão" (apesar que em dérbi isso não existe, hehe).

Mas voltando ao assunto do Corinthians como campeão dos centenários da independencia e do IV centenário é que ambos foram vencidos em dérbis. Em 1922 contra o Palestra e em 1954 contra o Palmeiras. Acreditava que para o dérbi seria interessante esta visão dos fatos. E caso os titulos honoríficos do palestra citados por você 5 COROAS, CAMPEONÍSSIMO tenham sido conquistadas em cima do Corinthians acredito sim que deveriam ser mencionadas. Mas você como editor tenho convicção dos seus conhecimentos e critérios do que deve ser ou não levado em conta. Abs Dante!

Inserir detalhamentos na página do derbi paulista é possível?[editar código-fonte]

Boa tarde alvinegros e alviverdes.

Lendo os fatos descritos observei que seria interessante mencionar alguns fatos, por exemplo.

No que diz respeito as conquistas do Corinthians contra o rival alviverde faltou mencionar a Taça Cântara Portugália em 1922. O Corinthians venceu o arquirival alviverde por 2x0 e ficou com a Taça. Em 1942 o Corinthians foi campeão vencendo o palmeiras (ano da arrancada heroica palmeirense pelo campeonato paulista) pelo Torneio Quinela de Ouro e em 1973 foi campeão do Torneio Laudo Natel também vencendo o maior rival palmeiras de virada pelo placar de 2x1. 01/12/1989 – CORINTHIANS 1 X 0 PALMEIRAS - Cláudio Adão faz de calcanhar e o Palmeiras está fora da final do Brasileiro. O Palmeiras só dependia da vitória sobre o rival para ir às finais do Campeonato Brasileiro contra o São Paulo. Para o Corinthians, já sem chances, restava o consolo de tentar eliminar o Palmeiras. E o Timão atingiu o seu objetivo. Aos 34 min do primeiro tempo, houve uma confusão na área e Cláudio Adão marcou um golaço de calcanhar, eliminando o time do Parque Antártica. Ao final da partida, o centroavante fez o seguinte comentário: “Sabia que eles sentiriam o peso da responsabilidade de 14 anos sem título.

Em 1979 pela 5ª e última rodada da 2ª fase no dia 21/11/1979 o Corinthians venceu o São Paulo por 2x1 já no fim do segundo tempo. O jogo foi marcado por diversos confrontos entre as torcidas e em campo com a briga generalizada provocada por Serginho Chulapa, e o resultado empurrou o Timão rumo à final e ao título estadual. Com gols de Wladimir e Sócrates. O gol decisivo valeu homenagem em gravura no CT Corinthiano à Sócrates pelo projeto GOL NO MURO. Classificado para a semifinal o Corinthians enfrentou o Palmeiras que também contava com um time forte sob o comando do técnico Telê Santana. Considerando a boa fase de seu principal rival o presidente corinthiano Vicente Matheus durante a primeira fase do campeonato se valeu de um direito que acabou interrompendo o campeonato durante 4 meses. O presidente corinthiano se recusou a disputar a partida contra a Ponte Preta, na primeira fase, pois foi programada uma rodada dupla, e Matheus disse que o Corinthians acabaria prejudicado na divisão de renda (a exemplo do ocorrido nos anos de 77 e 78, segundo o regulamento, no critério classificatório a arrecadação obtida pelos clubes também era considerada juntamente com a pontuação nos dois turnos anteriores). De fato, só não foi prevista a rodada dupla e o campeonato parou enquanto a questão do jogo Corinthians x Ponte Preta se arrastava tornando esta intervenção uma estratégia para paralisar o campeonato e esfriar o maior rival que estava embalado. O título só foi decidido no ano seguinte em fevereiro de 1980 contra a Ponte Preta. Quando chegou a hora da semifinal, o ritmo do Palmeiras tinha sido esfriado. No primeiro jogo, empate em 1 a 1. No outro, vitória corintiana por 1 a 0, com o famoso gol de canela de Biro-Biro. Na final o Corinthians encontra novamente a Ponte Preta, show da afinada dupla Palhinha e Sócrates. Na primeira partida, no dia 3 de fevereiro, o Corinthians venceu por 1 a 0 com gol de Palhinha. Na Segunda, 0 a 0 e no terceiro e decisivo jogo, realizado em 10 de fevereiro, no Morumbi, o Timão não perdoou e ganhou o jogo por 2 a 0, gols de Sócrates e Palhinha. Era o 17º título paulista do Corinthians. Os artilheiros do timão foram Sócrates e Geraldão, com 10 gols cada.

Se sofria com a falta de títulos, a torcida corintiana tinha, para atenuar o sofrimento, um prazer que antecedeu-se ao dia 13 de outubro de 1977 quando venceu a ponte preta. Durante o tabu, o time venceu mais jogos (31) do que perdeu (30) para o Palmeiras. Isso numa época em que o clube do Parque Antarctica teve alguns dos maiores esquadrões da sua história

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/esporte/fk1310200213.htm

Campeonato Paulista 1977 – 2º Turno Decisão do Segundo Turno. No ano em que o Corinthians encerrou o jejum de titulos estaduais, o Corinthians venceu o Palmeiras e foi campeão da Taça Governador do Estado de São Paulo. O regulamento do Campeonato Paulista de 1977 visava privilegiar os grandes de São Paulo. Eram 19 times divididos em 4 grupos. Os campeões do primeiro turno foram Palmeiras, Botafogo, São Paulo e Guarani. O Botafogo eliminou o Guarani e São Paulo eliminou o Palmeiras. Na final, o Botafogo venceu o São Paulo e acabou sendo campeão da Taça Cidade de São Paulo. Novamente reagrupados, os times disputaram o segundo turno, dentro do regulamento. Com inversão dos mandos de campo, venceram seus grupos Portuguesa, São Paulo, Corinthians e Palmeiras. O Corinthians eliminou o São Paulo e o Palmeiras venceu a Portuguesa. Na final, o Corinthians venceu o Palmeiras e foi campeão da Taça Governador do Estado de São Paulo. Portanto, Botafogo e Corinthians venceram os dois primeiros turnos. Aos dois vencedores juntaram-se: Palmeiras, São Paulo, Ponte Preta, Guarani, Santos e Portuguesa de Desportos. Estes oito foram divididos em dois grupos e com isso, após 376 jogos, Corinthians e Ponte Preta estavam na decisão do Campeonato Paulista de 1977.

Campeonato Paulista 1978 – 1º Turno Quartas de final (P0 x 3C). Corinthians venceu no Morumbi. Neste ano com atuações primorosas de Sócrates e Palhinha o Corinthians venceu o maior rival e após passar pelo Guarani pela semifinal vencendo a partida por 3x2 o Corinthians decidiu o turno com o Santos no qual o Corinthians venceu a partida por 1x0. Apesar desta conquista no primeiro turno na seqüência do campeonato o Corinthians não chegou à decisão devido ao critério classificatório do octogonal decisivo. Neste ano o campeão foi à equipe do Santos e o vice-campeão foi o São Paulo.

Campeonato Paulista 1983 – Semifinal (P1 x 1C) ida, (C1 x 0P) volta. Corinthians classificou-se. Na final pelo segundo ano consecutivo enfrentou o time do São Paulo que novamente foi derrotado pelo time da democracia corinthiana liderado por Sócrates, Zenon, Biro-Biro e Casagrande conquistando o bi-campeonato 82/83.


Desde 2001, no novo século a vantagem é toda do Corinthians, foram realizados 37 derby’s, com 17 vitórias do Alvinegro do Parque São Jorge, 11 empates e 9 dos palestrinos QUE NÃO VENCEM O DÉRBI DESDE 2011.

EM CAMPEONATOS PAULISTAS O Corinthians IMPOS AO Palmeiras 7 ANOS DE TABU, FORAM 15 JOGOS DE INVENCIBILIDADE. DE 7/10/1951 À 21/08/1958.

No Pacaembu É exatamente no Pacaembu que o alvinegro faz a diferença no retrospecto histórico entre as equipes, o Time do Povo leva vantagem. Foram 140 duelos, sendo 56 vitórias alvinegras, 41 empates e 43 derrotas. O Timão marcou 205 gols e sofreu outros 203. O TIMÃO NÃO PERDE PARA O RIVAL DESDE 1995 NO PACAEMBÚ.

No Morumbi, o Corinthians também leva a melhor. A diferença, no entanto, é menor: 24 triunfos em 65 jogos – o Palmeiras tem 21 vitórias. O alviverde tira a diferença no Parque Antártica. O estádio palestrino, contudo, não recebe um dérbi desde 21 de janeiro de 1976, quando empataram por 1 a 1 em confronto válido pela Taça Governador do Estado.

No Brasileirão Em edições do Campeonato Brasileiro, as duas equipes já se enfrentaram em 41 oportunidades. O Timão está empatado com o palmeiras: são 13 triunfos para cada lado. Foram 15 os empates. No resumo histórico, Corinthians e Palmeiras já se enfrentaram em 343 oportunidades. No total, o Corinthians soma: 119 vitórias, 103 empates, 121 derrotas, 458 gols pró e 492 contra.

O Corinthians eliminou o palmeiras com o pacaembú lotado de palmeirenses em 2011, impondo mais esta eliminação na fase semifinal totaliza eliminações em (1979, 1983, 2003 e 2011) contra duas do Palmeiras. Houveram outras duas eliminações corinthianas contra o palmeiras em 78 foi pelas quartas e em 77 foi pela decisão do 2º turno que o Corinthians eliminou o palmeiras.

Prezado usuário, obrigado pelas dicas. Algumas estão sendo aproveitadas depois de verificação em fontes confiáveis, algumas não se enquadram na ideia do artigo e outras ainda estão sendo avaliadas.
Já que há uma lista de dicas, vou tentar responder uma a uma:
  • Quanto à Taça Cântara Portugália, a lista de jogos tenta focar os maiores e evitar os amistosos ou de menor expressão, a não ser que exista alguma fato histórico realmente relevante envolvido (NÃO CONCORDO. ENTÃO O RETROSPECTO NÃO PODE CONSIDERAR T. Embaixatriz Logacomo e Taça Hospital Humberto I. O mesmo é válido em relação ao Torneio Laudo Natel. FALTOU MENCIONAR O TORNEIO QUINELA DE OURO QUE NA PÁGINA DO WIKIPEDIA É REFERENCIADO COMO RIO-SÃO PAULO Negado
  • Em relação ao período vitorioso do Corinthians na época de transição do Palestra para Palmeiras, isso já está retratado na seção - Já existe
  • 1989 e 1979: realmente não tínhamos no artigo e inserimos, com referências. A MANOBRA DE BASTIDOR PRECISA SER MELHOR DETALHADA, INFORMAR A QUESTÃO DE RODADA DUPLA E DIVISÃO DE RENDA. FICOU TENDENCIOSO COMO SE O PALESTRA TIVESSE SIDO DERROTADO DEVIDA MANOBRA, O QUE NÃO PODE SER AFIRMADO. Feito
  • 1977 e 1978: estamos procurando referências e vamos incluir - Em andamento
  • 1983: Já existe
  • Quanto aos saldos de vitória no Século XXI, no Paulista e nos Estádios, estas informações entram naquela necessidade de confirmar a tabela de jogos e de captar referências. Mas vamos incluir muito em breve. - Em andamento
  • Sobre o período de Invencibilidade: já existia uma seção onde colocamos as maiores invencibilidades de toda a história do derby, com um conteúdo muito mais abrangente do que apenas o período do Campeonato Paulista. Negado
  • Estatísticas do Brasileirão - Já existe o solicitado. Mas vamos ampliar com o período que abrange a unificação feita pela CBF. Em andamento
  • Eliminações nas semis do Paulista:vamos criar. - em andamento
Espero que não tenha ficado nada sem resposta. Agradecemos novamente e lembramos que você pode colaborar conosco, desde que não cole simplesmente o texto de outros sites e que não faça a edição de maneira parcial para qualquer um dos times envolvidos. Abs, DanteCan (discussão) 09h26min de 5 de maio de 2013 (UTC). OBRIGADO, MAS TENHO RECEIO DE COLABORAR E DANIFICAR, PREFIRO SUGERIR À VOCÊ QUE É MAIS CAPACITADO. OBRIGADO.

É possível incluir a informação de invencibilidade corinthiana.[editar código-fonte]

Bom Dia Dantecan.

Possuo um excel do celso unzenlte relacionado ao dérbi e segundo as informações de tabu poderia serem incluídas mais estas:

Tabu: Corinthians - 10 jogos - De 22 de setembro de 1948 a 08 de abril de 1951 (3 anos). Corinthians - 10 jogos - De 02 de fevereiro de 1952 a 29 de agosto de 1954 (2 anos). Corinthians - 08 jogos - De 27 de maio de 1956 a 21 de agosto de 1958 (2 anos). Corinthians - 07 jogos - De 25 de Novembro de 1959 e 22 de Fevereiro de 1962 (3 anos). Corinthians - 13 jogos - De 16 de Agosto de 1970 e 26 de Maio de 1973 (3 anos). Corinthians - 06 jogos - De 26 de Junho de 1983 e 13 de Outubro de 1985 (2 anos). Corinthians - 05 jogos - De 16 de Abril de 1989 e 01 de Setembro de 1991 (2 anos). Corinthians - 06 jogos - De 03 de Março de 1996 e 24 de Janeiro de 1998 (2 anos). Corinthians - 07 jogos - De 06 de Junho de 2000 e 02 de Maio de 2004 (4 anos). Corinthians - 05 jogos - De 02 de Maio de 2004 e 16 de Julho de 2006 (2 anos).

Anterior ao período em que o Corinthians ficou sem vencer o Palmeiras (do dia 25/10/2006 à 31/01/2010) de 3 anos e 3 meses, o Corinthians impôs dois tabus a seu favor, sendo: de (06/06/2000 à 02/05/2004) 4 anos e (02/05/2004 à 16/07/2006) 2 anos e 2 meses.

O Palmeiras não vencia o Corinthians desde 26/07/2009 e encerrou o tabu em 28/08/2011 (2 anos).


A lista de invencibilidade está há anos definida no Derby Paulista aqui na Wiki e tem a referência para comprovar da Revista Placar. Na sua lista, logo de cara, notei a citação dos 13 jogos de invencibilidade do Corinthians. Na verdade, neste período que vc mencionou, de 16 de Agosto de 1970 e 26 de Maio de 1973, são 10 jogos e não 13. Mas é legal comparar a lista que você passou com a lista que temos. DanteCan e Leonef, se não me engano, também têm arquivos em Excel do Unzelte e podem fazer isso, não? Eu ajudo com os da referência que traz todos os jogos citados. Foi lá que notei que são 10 jogos, e não 13. Genaron (discussão) 16h23min de 6 de maio de 2013 (UTC)

Seria Possível Acrescentar Separar os Encontros por Torneio? Regional, Nacional, Estadual e Continental?[editar código-fonte]

Embora seja concenso que as decisões e eliminações informadas no wiki privilegiem apenas as mais relevantes, houveram decisões que acredito valerem a pena serem mencionadas.

1942: o Torneio Quinela de Ouro. CORINTHIANS 4 X 1 PALESTRA ITÁLIA. – Corinthians Campeão. Torneio similar ao Rio-São Paulo, a competição reuniu os três maiores clubes da cidade de São Paulo, Corinthians, São Paulo e Palestra Itália, com outros dois grandes do Rio de Janeiro, Flamengo e Fluminense. O campeonato foi disputado no recém-inaugurado Pacaembu em turno único.

Campeonato Paulista 1937 – Corinthians Campeão. Torneio disputado por pontos corridos sendo que houveram 10 times e os seis melhores classificados do primeiro turno é que participaram do segundo. O Corinthians foi campeão com 22 pontos ganhos e o Palestra Itália foi vice com 21pts. O Herói desta conquista foi o grande Teleco terceiro maior artilheiro da história do Corinthians e que possui média superior a um gol por partida, marca não superada até hoje no clube e maior até que a do Pelé. Nesta decisão de 14 de novembro de 1937, conforme contado no almanaque do Corinthians por Celso Unzelte, Teleco estava com uma contusão no braço antes do clássico e não poderia atuar. Mas como seu reserva Zuza teria desmaiado ao saber que entraria em campo, não restou outra alternativa aos técnicos Neco e Antônio Pereira a não ser escalá-lo tornando o Teleco o grande herói do jogo contra o maior rival no parque antártica fazendo o gol do titulo aos 20min do primeiro tempo.

Torneio Roberto Gomes Pedrosa 1967 – Quadrangular final. Não foram jogos decisivos, porém o Corinthians empatou a primeira partida em 2x2 e sofreu derrota no 2° jogo por 1x0. O Corinthians terminou o quadrangular na terceira posição. Neste ano o Palmeiras conquistou o titulo. Torneio Roberto Gomes Pedrosa 1969 – Quadrangular final. Não foi um jogo decisivo, porém o Corinthians empatou a partida em 0x0 disputada em turno único. O Corinthians terminou o quadrangular na terceira posição. Neste ano o Palmeiras conquistou o titulo no saldo de gols pois terminou empatado com o Cruzeiro com 4pts. Mas no saldo de gols venceu por 2x1.

Torneio Laudo Natel 1973 – Final (C2 x 1P). Corinthians Campeão. Após ter eliminado o são paulo da semifinal vencendo por 1x0, na final contra o palmeiras o corinthians conquistou o titulo de virada a partir do gol de Rivelino aos 37’ do 1º tempo, aos 39’ do 2º tempo Lance confirmou a virada e a conquista deste torneio que começou a ser disputado em 1972 e teve sua última disputa em 1975, sendo substituído pelo Torneio Governador do Estado. Com a idealização de Campeonatos Paulistas enxutos, criou-se o "Paulistinha". Porém os clubes do interior que não participavam da fase final ficavam numa espécie de "limbo" futebolístico, pois não enfrentavam os grandes, mas não estavam na Divisão de Acesso (chamado de 1ª divisão, na época). Os dirigentes então, pensaram num torneio de abertura de temporada, eliminatório, com a participação de todos os clubes da Divisão Especial e foi criado o Torneio Laudo Natel.

Campeonato Paulista 1974 – Final (C1 x 1P) ida, (P1 x 0C) volta. Palmeiras Campeão. Este titulo foi lamentavelmente perdido pelo Corinthians para seu maior rival com um gol sofrido originado de uma falta clara sofrida pelo corinthiano Rivelino não marcada pelo árbitro, mantendo o jejum de 20 anos do Corinthians sem conquistas estaduais. Além deste erro de arbitragem outro fator influenciou na derrocada corinthiana, mas desta vez nos bastidores. Após empate em 1x1 no meio de semana pela primeira partida da final, sendo Rivellino eleito melhor jogador em campo, o Corinthians passou a depender apenas de uma vitória simples para ficar com o Titulo. Ciente disso o técnico alviverde Oswaldo Brandão fez lobby para a alteração do Pacaembú para o Morumbi que claramente favorecia o time do palmeiras por causa do estilo de jogo e do campo um pouco mais neutro. Em depoimento à gazeta esportiva Rivellino menciona o lobby palmeirense para a alteração do local do jogo final e do lance fatídico da falta sofrida que acabou resultando no gol do palmeiras com as seguintes palavras: “...o gramado do Morumbi ajudou o adversário. Reveja o lance com o Luís Pereira (falta cometida em Rivellino que resultou no gol da vitória palmeirense): ele dá um carrinho e levanta lama, barro, tudo. O campo estava mexido pelo Palmeiras. Se fosse diferente, poderíamos ter conseguido uma daquelas grandes viradas. E foi o próprio Brandão quem me contou essa história, em uma concentração em Embu, anos depois...”.

As de 1942 e de 1974 já estão lá. As demais, vamos analisar. Mas seria legal você nos ajudar com referências. É o que mais costuma tomar tempo. Genaron (discussão) 16h33min de 6 de maio de 2013 (UTC)
Perfeito Tem toda razão, obrigado por corrigir. Sobre a informação da vitória em 1942 é que a mesma está relacionada ao período da arrancada heroica e minha sugestão é que mesmo em torneios de menor experssão as finais vencidas pelos times deveriam ser mencionadas, pois no caso do corinthians restringe-se apenas ao que aconteceu no campeonato paulista, sou da opinião que em dérbi todo jogo é decisão, embora o Dantecan muito solicitamente tenha me esclarecido como deve ser a abrangência dos fatos.
Sobre a decisão de 1974 realmente o fato histórico está registrado porém, supus que seria interessante ampliar a narração com os depoimentos do reizinho do parque e do Divino que reconheceu a ocorrencia da falta que originou o gol, pois tal fato custou ao Corinthians a permanencia de um ídolo que em entrevista manifestou a manobra de bastidor do oswaldo brandão para a mudança do mando de campo do pacaembú para o morumbi, além da perseguição da imprensa após a foto de consolo do luiz pereira em rivellino. Obrigado pela atenção palestrinos, Dantecan e Genaron. Parabéns por respeitarem a história do dérbi e se comprometerem dispondo seus respectivos tempos em prol de que as pessoas conheçam cada vez mais sobre este clássico que é o maior do brasil e está no pódio dos maiores do mundo. Mais uma vez parabéns e obrigado pelo trabalho de vocês.
Também penso que não é interessante abrir precedentes de discussão de arbitragem. A não ser que seja um lance clamoroso, como um gol de mão do Maradona, ou um gol legítimo anulado, como o da Alemanha em 1966 na Copa da Inglaterra. Neste caso específico, a falta foi no campo de defesa do Palmeiras (coisa que acontece em vários jogos) e um novo lance foi iniciado, com toda uma jogada trabalhada. Só então saiu o gol. E também não acho que depoimento do Rivellino, o mais interessado na questão, deva ser levado em conta. Sem contar que o Ademir da Guia concorda com tudo e todos de tão humilde que é...Veja os depoimentos de Wladimir e Leivinha, por exemplo, neste programa especial da TV Cultura (digite na busca do YouTube: PALMEIRAS X CORINTHIANS 1974). Wladimir, um cara tradicionalmente racional, traz todo o cenário da decisão. E o Leivinha conta até de ameaça de morte que sofreu. No final, tem o lance desde a defesa. Genaron (discussão) 23h23min de 6 de maio de 2013 (UTC)
Entendo e respeito seu ponto de vista, mas em minha ótica para a história do dérbi a decisão de 74 está no nível sim do gol de mão do maradona como também na polêmica final de 66 que permitiu a Inglaterra ter seu único mundial, pois como disse, o lance faltoso do Luiz Pereira resultou no gol que prolongou o jejum corinthiano e ceifou o reizinho do parque do clube que o revelou (a foto (veja links acima) do zagueiro central consolando Rivellino municiou a imprensa na perseguição), custando aos corinthianos a continuidade no clube de um ídolo já campeão mundial pela seleção, mesmo ele sendo na primeira partida decisiva escolhido como melhor em campo. Os depoimentos são referências não precisam de descrição e explicação. Embora tenha uma opinião um pouco mais abrangente sobre a decisão de 74, respeito que o detalhamento não seja então tão explicitado e caiba mais em um espaço de blog e não numa enciclopédia. Mas continuo na linha de que pelo menos as referências dos videos e da entrevista da gazeta esportiva do rivellino propiciariam aos mais curiosos conhecer melhor os fatos, incluindo seu video mencionado. Da mesma forma, o quinela de ouro no ano da arrancada heroica em 42, pois em importância o Quinela de ouro é equiparado como Rio-São Paulo pelo próprio wikipedia o que demosntra seguir o mesmo critério de equiparação de taça Brasil e Robreto Gomes pedrosa no que se refere ao campeonato brasileiro.

Por isso aprecio o trabalho de vocês,pois como disse,sou corinthiano e sei que tanto você,como o Dante e o Leonef são palmeirenses e mesmo assim proporcionam um bom trabalho que não é remunerado e necessita do tempo de vocês. Parabéns, sucesso em futuros incrementos à enciclopédia e viva o dérbi!

Olá! Eu também acredito que está havendo um certo exagero sobre a decisão de 1974, quando pesou demais o tabu para o Corinthians e muito menos a falta no Rivelino, como bem destacou o Genaron, no campo de defesa do Palmeiras. Não dá para comparar com gol de Maradona e o lance da Alemanha na Copa de 66. Realmente não é no artigo do Derby que se abrirá um parágrafo enorme para detalhar tal fato. Sobre o Quinela de Ouro, se você entrar no artigo Torneio Rio-São Paulo, vai notar que há uma trecho que diz que a competição não foi reconhecida pelas federações do Rio e de São Paulo como um Rio-São Paulo. Portanto, creio que as duas citações estão em linha com o que pede a Wikipédia. Obrigado pelo elogio. Deixei recado na sua página de discussão sobre seu cadastramento como usuário. Abs, DanteCan (discussão) 07h47min de 8 de maio de 2013 (UTC)

Caso seja interessante, favor analisar o levantamento e adequar ao critério do que poder ser enquadrado como goleada e incluir na tabela de Maiores Goleadas.[editar código-fonte]

Maiores goleadas

Equipe vencedora Placar Ano Data Local Campeonato/Torneio
Corinthians 3 x 0 1919 3 de Maio Estádio da Floresta Taça Pinoni
Corinthians 4 x 1 1923 8 de julho Estádio da Floresta Campeonato Paulista Primeiro Turno
Corinthians 3 x 0 1925 17 de Maio Estádio Parque Antártica Campeonato Paulista Turno Único
Corinthians 3 x 0 1928 23 de Setembro Estádio Alfredo Schürig (Parque São Jorge) Campeonato Paulista Primeiro Turno
Corinthians 4 x 1 1929 01 de Dezembro Estádio Parque Antártica Campeonato Paulista Turno Único
Corinthians 4 x 1 1935 04 de Agosto Estádio Alfredo Schürig (Parque São Jorge) Campeonato Paulista Primeiro Turno
Corinthians 4 x 1 1942 28 de março Municipal (Pacaembu) Quinela de Ouro - Taça Supremacia
Corinthians 4 x 1 1942 27 de maio Municipal (Pacaembu) Taça Manoel Domingos Corrêa
Corinthians 4 x 2 1942 15 de Julho Municipal (Pacaembu) Taça Cidade de São Paulo
Corinthians 4 x 1 1944 05 de março Municipal (Pacaembu) Taça Cidade de São Paulo
Corinthians 3 x 0 1951 24 de março Municipal (Pacaembu) Rio-São Paulo
Corinthians 5 x 1 1952 27 de agosto Municipal (Pacaembu) Taça Cidade de São Paulo
Corinthians 6 x 4 1953 18 de janeiro Municipal (Pacaembu) Campeonato Paulista Segundo turno
Corinthians 3 x 0 1954 21 de Julho Municipal (Pacaembu) Taça Charles Miller
Corinthians 4 x 2 1955 16 de outubro Municipal (Pacaembu) Campeonato Paulista primeiro Turno
Corinthians 3 x 0 1962 09 de dezembro Municipal (Pacaembu) Campeonato Paulista Segundo Turno
Corinthians 3 x 0 1978 12 de novembro Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi)) Campeonato Paulista Primeiro Turno - Quartas-de-Final
Corinthians 5 x 1 1982 01 de agosto Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi)) Campeonato Paulista Primeiro Turno
Corinthians 3 x 0 1987 21 de junho Paulo Machado de Carvalho (Pacaembu) Campeonato Paulista Segundo Turno
Corinthians 3 x 0 1993 02 de maio Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi) Campeonato Paulista Primeira Fase
Corinthians 5 x 2 1997 19 de abril Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi) Campeonato Paulista Primeira Fase
Corinthians 3 x 0 1999 13 de junho Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi) Campeonato Paulista Final - 1º jogo
Corinthians 4 x 2 2000 21 de maio Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi) Campeonato Paulista Primeira Fase
Corinthians 4 x 2 2001 03 de outubro Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi) Campeonato Brasileiro Primeira Fase
Corinthians 4 x 2 2003 08 de março Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi) Campeonato Paulista Semifinais - Segundo Jogo
Olá, tudo bem? O critério é 4 gols de diferença. Também há uma quantidade imensa de jogos vencidos por 4 a 1 e 3 a 0 vencidos pelo Palmeiras que não foi inclusa no artigo. Como o próprio nome da seção diz é "Maiores Goleadas", e não "Todas as Goleadas". Temos também que ter certa moderação com o tamanho das tabelas, já que corremos o risco de deixar o artigo exageradamente pesado. Portanto, o critério estabelecido é de 4 gols de diferença. Caso contrário, a tabela ficaria imensa, tanto com as demais goleadas de um time como para as do outro. Espero que compreenda o problema. Abs, DanteCan (discussão) 09h04min de 9 de maio de 2013 (UTC)
Perfeito, concordo e na verdade até já desconfiava, pois como disse recebi por e-mail a planilha do Celso Unzelte e também vi que existiram goleadas a favor do palmeiras que não estavam na tabela, mas poxa coloca pelos menos o 5x2 de 97, ou "sem querer" uns 4x1 ou 4x2 para dar uma equilibrada, hehehe. É que na verdade seguindo esse critério de 4 gols de diferença a tabela realmente fica como demonstrada na página do dérbi, mas se considerarmos 3x0, 4x1, 4x2, 5x1, 5x2, como goleadas o retrospecto fica mais parelho com 19 goleadas para o palmeiras e 14 do Corinthians, além de empate de 10 "goleadas" de 3x0 para cada time, mas se o critério é este tenho que respeitar. Abraço amigo. E Viva o dérbi! O majestoso jamais terá a mesma importância do dérbi, assim como muitos da imprensa querem sugerir e lamentavelmente ficar questionando o grande filho do Domingos da Guia também Divino o grande Ademir da Guia pela humildade que tem, sem querer, concordar como concordou no programa cartão verde em 02 de abril deste ano.

Poderia ser Incluído dados na Tabela de Invencibilidade?[editar código-fonte]

Bom Dia prezados wikipedistas da página do Dérbi.

Como havia dito em planilha recebida pelo jornalista Celso Unzelte, pude ver que existiram alguns períodos não contemplados.

Corinthians - 10 jogos - De 22 de setembro de 1948 a 08 de abril de 1951 (3 anos).

Corinthians - 10 jogos - De 02 de fevereiro de 1952 a 29 de agosto de 1954 (2 anos).

Corinthians - 08 jogos - De 27 de maio de 1956 a 21 de agosto de 1958 (2 anos).

Corinthians - 07 jogos - De 25 de Novembro de 1959 e 22 de Fevereiro de 1962 (3 anos).

Corinthians - 10 jogos - De 16 de Agosto de 1970 e 26 de Maio de 1973 (3 anos).

Corinthians - 06 jogos - De 26 de Junho de 1983 e 13 de Outubro de 1985 (2 anos).

Corinthians - 05 jogos - De 16 de Abril de 1989 e 01 de Setembro de 1991 (2 anos).

Corinthians - 06 jogos - De 03 de Março de 1996 e 24 de Janeiro de 1998 (2 anos).

Corinthians - 07 jogos - De 06 de Junho de 2000 e 02 de Maio de 2004 (4 anos).

Corinthians - 05 jogos - De 02 de Maio de 2004 e 16 de Julho de 2006 (2 anos).

Anterior ao período em que o Corinthians ficou sem vencer o Palmeiras (do dia 25/10/2006 à 31/01/2010) de 3 anos e 3 meses, o Corinthians impôs dois tabus a seu favor, sendo: de (06/06/2000 à 02/05/2004) 4 anos e (02/05/2004 à 16/07/2006) 2 anos e 2 meses.

O Palmeiras não vencia o Corinthians desde 26/07/2009 e encerrou o tabu em 28/08/2011 (2 anos).

O responsável Genaron corrigiu o número de jogos no período de 70 à 73, mas a tabela no site continua desatualizada e não foram incluídos os outros períodos. Estou pesquisando na mesma fonte do link do wikipedia do derbi Revista Placar - Especial Os Grandes Clássicos, Edição 2 - Maio de 2005, página 50, mas realmente no googlebooks não está diponibilizado para confirmar, realmente as confirmações deverão ser feitas pelo Genaron.

Obrigado pela atenção.

Por favor, tenha um pouco de paciência. Vamos checar tudo isso. Temos a revista em mãos e a tabela do Celso Unzelte em Excel, descolada pelo Leonef. Abs, DanteCan (discussão) 09h04min de 9 de maio de 2013 (UTC)

É possível colocar uma tabela com o retrospecto dos times apenas nos principais torneios contemporâneos?[editar código-fonte]

Boa tarde.

Seria possível acrescentar uma informação de retrospecto que envolva apenas os principais torneios atuais, pois no geral existem além de amistosos, torneios que foram encerrados, e em outra oportunidade pesquisei qual era o retrospecto e não consegui a informação, até que, em contato por e-mail com Celso Unzelte o mesmo me encaminhou uma planilha em Excel com todos os jogos e nos principais torneios verifiquei as seguintes informações:

(Libertadores, Camp. Brasileiro (1971), Copa do Brasil e Camp. Paulista) - Palmeiras venceu 84 vezes, Corinthians 89 vezes e houveram 74 empates. Mas como houve a equiparação filtrei considerando o roberto gomes pedrosa e a taça brasil (que não houve dérbi) e desta forma a informação ficou assim: Palmeiras venceu 88 vezes, Corinthians 89 vezes e houveram 74 empates.

Minha curiosidade surgiu quando no site de notícias sobre o dérbi li que desde 2000 ou 2001 na virada do século o corinthians possui vantagem no número de vitórias.

Pela planilha do Celso Unzelte:

Desde 2000 39 derby’s, com 17 vitórias do Alvinegro do Parque São Jorge, 12 empates e 10 vitórias alviverdes. Desde 2001 (século XXI), 32 derby’s, com 13 vitórias do Alvinegro, 11 empates e 8 triunfos palestrinos.

Será que outros leitores da enciclopédia não possam ter a curiosidade de saber o retrospecto apenas nos principais certames? Sei que em se tratando de dérbi todos os jogos são "finais" e não existe jogo mais ou menos importante, mas foi uma curiosidade que me surgiu que imaginei poder ser também de outros leitores.

Mas sei que é complicado, tem o período de mudança de nome daí de 1942 nos principais torneios o Corinthians fica na frente e se somado ao período de 1917 quando era palestra dá outro resultado, enfim, como vocês são os responsáveis acredito saberem o que é melhor para não deturpar a história deste clássico que sem dúvida é o maior do país se não do mundo.

Considerando Todos os torneios mas de 1942 até os dias atuais (Libertadores, Camp. Brasileiro (1971), Copa do Brasil e Camp. Paulista) + Rio-SP e taça de Prata: 79 vitórias do palmeiras, 73 empates e 83 vitórias do corinthians.

Na verdade essa minha reflexão vem de uma concepção geral meio deturpada de que o palmeiras possui certa vantagem histórica o que não é bem assim, pois o palmeiras possui apenas vantagem de duas ou três vitórias no retrospecto geral contabilizando jogos "menores" (está entre aspas para não me contradizer) e não nos principais torneios.

Dos grandes clássicos e principais clássicos regionais o palmeiras é o que possui a menor diferença se comparado com o Flamengo x vasco, Atlético Mineiro x Cruzeiro no Grena, todos posuem vantagens bem maiores.

Enfim, sei que enciclopedicamente posso estar viajando na maionese, mas não podemos deixar de pensar que são torcedores que buscam as informações no wikipedia e não historiadores futebolisticos.

Obrigado pela atenção, e me desculpe se estou lhes dando muito trabalho.

Amigo, sinceramente, se me permite a opinião, vejo que está exagerando um pouco nesta obsessão pelo Derby, tentando só incluir coisas do Corinthians. Nossa intenção é, sim, deixar este artigo o mais interessante e completo possível. Mas é necessário existir um equilíbrio de informações e, antes de mais nada, referências que as comprovem. Eu tenho dados de historiadores do Palmeiras que dão conta que o número de vitórias seria até maior do que o postado aqui no artigo, mas, como as referências vem somente de um lado, não há como usá-las, ainda mais porque a paixão dos torcedores pelo clube atrapalha muitas vezes nas análises postadas na internet.
Se você comparar o histórico de edições deste artigo aqui, vai ver que estamos procurando cada vez mais deixa-lo o menos parcial (ou pendente para um lado) possível. Não por acaso, inserimos uma enorme quantidade de jogos históricos vencidos pelo Corinthians recentemente. Mesmo nas fotos históricas que conseguimos (e aqui também há toda uma regra para usá-las), tentamos um equilíbrio, evitando mostrar um time só.
Como disse anteriormente, peço um pouco de paciência. O artigo existe há anos aqui e nunca tivemos num curto espaço de tempo tantas reivindicações para um único artigo como as que você realizou (não entenda isso, por favor, como uma crítica ou uma reclamação). Há inúmeros editores corintianos (que cuidam muito bem dos temas relacionados ao time) que nunca levantaram essas questões, justamente porque nem sempre é fácil encontrar referências fiáveis, como manda a Wikipédia. É muito fácil eu jogar megatextos e tabelas que já vi em sites relacionados ao Palmeiras exaltando o time, mas, antes de mais nada, não estamos criando aqui uma disputa de quem tem mais ou quem tem menos. Temos que trazer informações enciclopédias. Peço novamente paciência. Vamos olhar tudo que você sugeriu. Obrigado novamente pelas dicas. Abs,DanteCan (discussão) 09h04min de 9 de maio de 2013 (UTC)
Dante! Seu bom senso em lidar com os assuntos é o que mais me satisfaz em ter entrado em contato neste espaço de discussão. Meus parabéns, não só pelo conhecimento que tem sobre este clássico, como também pelo tempo a que dispõe para que pessoas como eu possam ler e conhecer melhor os fatos históricos deste grande clássico. Eu também percebi que nas minhas sugestões somente os fatos "corinthianos" estavam sendo reivindicados para inclusão, mas é que como disse, sou corinthiano e sei que tanto você Dante, quanto o Leonef, quanto o Genaron são palestrinos (por acessar a página de utilizador de vocês) e portanto sei que em se tratando dos feitos palestrinos contra o rival alvinegro vocês tem bem mais condições do que eu. Do meu ponto de vista apenas incluiria sim o fato das Cinco Coroas, campeoníssimo etc. desde que tenha sido através de um dérbi, assim como foram conquistados pelo Corinthians os títulos Honoríficos de campeão do IV centenário e campeão do centenário da independência e até o centenário da escravatura quando foi campeão contra o guarani, mas na semifinal eliminou no grupo B, os rivais são paulo, palmeiras e santos. (http://www.rsssfbrasil.com/tablesrz/sp1988.htm).
Certamente terei a paciência requerida e reconheço não só a sua boa vontade e competência nos descritos deste dérbi, mas também que o seu trabalho incrementou bem mais fatos que demonstraram as vitórias corinthianas contra o palmeiras tornando cada vez mais imparcial as colocações dos fatos evitando distorções que acabam gerando desconfianças clubísticas. Sei que já o parabenizei, mas de novo, obrigado pelo seu trabalho e seu bom senso, pois conforme mencionei sou corinthiano e estou contente em poder trocar idéias com os palmeirenses que cuidam desta página, sem ser hostilizado. Grato mesmo!.
Obrigado! Reforço o pedido de paciência e o agradecimento pelas dicas citados pelo DanteCan! O conteúdo do Derby Paulista está em constante melhora e a tendência é seguir nesse nível. Genaron (discussão) 21h15min de 10 de maio de 2013 (UTC)
Obrigado a vocês, pela paciência comigo e compreensão em argumentar de forma sensata os critérios estipulados e mesmo assim tentar avaliar as sugestões e enquadrar o que pode realmente ser incluído seguindo a linha enciclopédica exigida pela wikipedia. Somente gostaria de que avaliem se é possível mencionar como curiosidade o retrospecto do dérbi até o momento da mudança de nome, ou seja, no período que o corinthians enfrentou o palestra foram 32 vitórias alviverdes, 22 alvinegras e 16 empates, a partir do momento em que o Palmeiras formalizou a mudança de nome o retrospecto é de 89 vitórias do palmeiras, 96 do Corinthians e 86 empates. A fonte utilizada é a planilha do celso unzelte. Mencionei isso porque acredito ter encontrado um erro na tabela que consta o total de jogos que está contabilizando 103 empates ao invés de 102. Como vocês possuem a mesma planilha do Celso Unzelte, será simples a confirmação e talvez cruzar com as outras fontes que vocês utilizam como a do site http://www.campeoesdofutebol.com.br/confrontos_clubes17.html. Obrigado pela atenção e prometo que não os incomodarei mais, realmente obrigado pela paciência com minha obsessão, mas é que surgem-me vários pontos de vistas que gostaria de compartilhar, mas sei que tudo tem um limite, obrigado mesmo! Principalmente ao Dantecan e ao Genaron, obrigado amigos pela compreensão e paciência! Bom trabalho que sei que dispõe tempo e esforço não sendo remunerado e é de bom grado que agradeço! E Viva o Dérbi!.

Posso acrescentar a lista de títulos de cada clube de modo a comparar os títulos dos 2 clubes?[editar código-fonte]

ficaria assim:

Títulos[editar código-fonte]

Competições Internacionais Corinthians Palmeiras
Copa Libertadores da América 1 1
Copa Mercosul 0 1
Mundial de clubes Fifa 2 0
Copa Rio (Torneio Internacional)(considerado 1º mundial interclubes) 0 1
Recopa Sul-Americana 1 0
Competições Nacionais Corinthians Palmeiras
Campeonato Brasileiro 5 8
Copa do Brasil 3 2
Copa dos Campeões 0 1
Supercopa do Brasil 1 0
Competições Interestaduais Corinthians Palmeiras
Torneio Rio-São Paulo 5 5
Competições Estaduais Corinthians Palmeiras
Campeonato Paulista 27 22
Total de títulos 45 41

Cadê os 2 Paulistas Extras? E as duas Série B de cada um? A soma do Palmeiras tá errada! 201.87.41.6 (discussão) 21h23min de 27 de julho de 2013 (UTC)

Acho que o melhor é vocês dois esquecerem esta história de tabela de títulos. Só gera discórdia e foge do tema central, que é o clássico, o jogo em si. Já viram que os administradores retiraram tudo, não? Saudações, Justus (discussão) 03h58min de 28 de julho de 2013 (UTC)

Para tal, existe o artigo Trio de Ferro. E se o problema é o Santos, basta a título ilustrativo, comparativo, lançar-se uma coluna referente ao clube santista, que não sendo do dito trio, é ainda assim rival desses. Saludo Maisonneuve (discussão) 17h21min de 28 de julho de 2013 (UTC)

Confrontos - Inicial e Último[editar código-fonte]

Para o artigo ficar em linha com os demais clássicos, colocamos na seção "Confrontos" o primeiro e último. Este último terá de ser atualizado a cada jogo, da mesma maneira que é feito na coluna lateral. DanteCan (discussão) 19h19min de 1 de setembro de 2013 (UTC)

Da Rivalidade - 1o item[editar código-fonte]

Pessoal, estive lendo o texto, e após a conquista da Libertadores pelo Timão, não faz sentido essa picuinha mais do titulo que nunca foi conquistado. Sabemos que o Palmeiras foi campeão mundial, acho que na década de 40. Então, sugiro a retirada dos dois "que o rival jamais conquistou/obteve/ganhou/etc". Acredito que perdeu o sentido e a magia para desespero dos anti de plantão. Espero que não levem meu tom de piada a sério, eu prezo pela qualidade do texto que outros podem ler, sendo ele um pouco mais imparcial pelo menos nesse parágrafo, para agradar a leitura de torcedores que desejam saber mais sobre o que é um Corinthians e Palmeiras. Abraços a mosqueteiros e periquitos. E obrigado aos colaboradores. Cerencio (discussão)10h49min de 6 de setembro de 2013 (UTC)

Acho pertinente sua sugestão, Cerencio. Vamos ver se conseguimos mais opiniões para alterar na sequência. Abs, DanteCan (discussão) 23h22min de 7 de setembro de 2013 (UTC)
Também penso que essas comparações bobas não têm valor enciclopédico. Saudações, Justus (discussão) 01h41min de 11 de setembro de 2013 (UTC)
Estou de acordo também. Genaron (discussão) 16h26min de 6 de novembro de 2013 (UTC)

Wikipedia virou blog???[editar código-fonte]

Desde quando opniões particulares conduzem os descritos de um artigo que deveria ser enciclopédico???

Engraçado quando li que aarbitragem do jogo de 2011 foi polêmica e nada disso mencionado na decisão de 1974. Mais engraçado ainda depois de um usuário postar na página de discussão do artigo um monte de informações e links que mencionam inclusive o porque do segundo jogo ter sido realizado no Morumbi e não no Pacaembú que havia recebido a primeira partida.

Já não basta não seguir o retrsopecto que os próprios clubes divulgam agora querem escrever como bem entendem??

Dá para peceber que são os palmeirenses que mandam neste artigo.

A obrigação de vocês é de serem imparciais!!!

Colocam o que bem entendem da forma que deturpada de palmeirense e ainda querem credibilidade?

Façam um favor palmeirenses donos deste artigo, vão embora e entreguem na mão de quem realmente aprecia este clássico.

Suas opiniões, como já foram observadas por diversos editores, inclusive corintianos, não procedem e estas sim são totalmente parciais.
O artigo vem sendo editado em conjunto por palmeirense e corintianos, inclusive com a recuperação, EM PARCERIA, de todos os jogos do clássico em tabela específica.
Você está completamente desatualizado sobre o retrospecto. Os clubes estão divulgando números diferentes e, como já foi dito em várias passagens aqui na Discussão, seguimos há anos o retrospecto do jornalista e historiador Celso Unzelte.
Pela enésima vez, vamos avisá-lo: Wikipédia não é arquibancada e, caso insista novamente em tumultuar, pela enésima vez, poderá ser bloqueado como foi em tantas outras vezes.
Por conta de seu alto histórico de vandalismo, infelizmente, quem não possui credibilidade aqui é você. DanteCan (discussão) 09h34min de 3 de agosto de 2014 (UTC)


Dérbi no Torneio Maria Quitéria[editar código-fonte]

Porque o Torneio Maria Quitéria foi omitido deste artigo? https://pt.wikipedia.org/wiki/Ta%C3%A7a_Maria_Quit%C3%A9ria

Vale ressaltar que DO CONFRONTO, o Corinthians eliminou o Palmeiras na edição de 1998, na semifinal, nos pênaltis, por 4x3, após empate no tempo normal por 1x1, porém na final foi derrotado pelo Bahia E.C. por 3x2, sendo vice campeão.


Grato pela atenção.

Porque é um torneio amistoso totalmente inexpressivo, dentre os demais, que são oficiais.
As contagens estão totalmente corretas e levam em conta os jogos oficiais. DanteCan (discussão) 16h25min de 31 de agosto de 2015 (UTC)

Goleada de 1997 está faltando no Tópico das goleadas[editar código-fonte]

O Corinthians goleou o Palmeiras (5 a 2), no Morumbi, na 3ª Fase do Campeonato Paulista 1997. Com este resultado, o Corinthians encerrou a sequência de 3 jogos sem vencer o rival no Campeonato Paulista.

http://futpedia.globo.com/campeonato/campeonato-paulista/1997/04/20/corinthians-5-x-2-palmeiras

Pelo visto, o critério são placares com mínimo de 4 gols de diferença, portanto esse jogo não se aplica. Garavello (discussão) 13h20min de 20 de abril de 2016 (UTC)

Inclusão de Informação sobre o Derby Paulista.[editar código-fonte]

Aos editores responsáveis pelas informações deste artigo gostaria de solicitar a inclusão das seguintes informações:

De forma correta é colocado no artigo que o primeiro dérbi paulista foi vencido pelo Palestra Itália por 3x0 no dia 06/05/1917, porém mesmo este duelo tendo sido realizado no Parque Antártica, o estádio não era propriedade do Palestra que o alugava do América F.C. que sublocava o local pertencente à Companhia Antarctica Paulista.

Vale ressaltar que no Parque Antártica depois de vencer o primeiro dérbi paulista da história por 3x0 no dia 06/05/1917, o Palestra Itália só voltou a vencer o Corinthians "em casa" 4 anos depois em 04/09/1921 por 3x1 já como legítimo proprietário do estádio, visto que o contrato de compra do estádio Parque Antártica foi firmado pelo presidente Menotti Falchi do Palestra Itália/Palmeiras exatamente no dia 27 de abril de 1920.

Desta forma, favor incluírem que o primeiro dérbi paulista com o Parque Antártica como sendo a casa do Palestra Itália realizado em 05 de Setembro de 1920 foi vencido pelo Corinthians por 2x1, visto que o Parque Antártica passou a ser propriedade do Palestra Itália em 1920 respaldado pelas Indústrias Matarazzo, no qual, o clube comprou o campo de futebol e grande parte do terreno do Parque Antártica por 500 contos de réis.

http://www.foxsports.com.br/news/167414-familia-matarazzo-ajudou-palestra-a-comprar-o-parque-antartica

https://pt.wikipedia.org/wiki/Est%C3%A1dio_Palestra_It%C3%A1lia

Favor incluírem também que o Corinthians venceu o último dérbi paulista contra o Palestra Itália, chamado inclusive de Palestra de São Paulo, no dia 15 de Julho de 1942 pelo placar de 4x2.

Acrescentem também para conhecimento histórico que no dia 04 de outubro de 1942 o Corinthians venceu o Palmeiras por 3x1 no primeiro dérbi paulista com o novo nome adotado pelo rival alviverde (S.E Palmeiras) em um ano tão especial na história do Palestra Itália/Palmeiras por tratar-se da Arrancada Heroica ano em que o rival alviverde não venceu nenhum dérbi paulista contra o rival alvinegro.

28/3/1942 Torneio Quinela de Ouro (Corinthians campeão) Corinthians 4 x 1 Palestra de São Paulo

27/5/1942 Taça Manoel Domingos Corrêa Corinthians 4 x 1 Palestra de São Paulo

28/6/1942 Campeonato Paulista/1º turno Corinthians 1 x 1 Palestra de São Paulo

15/7/1942 Taça Cidade de São Paulo (Corinthians campeão) Corinthians 4 x 2 Palestra de São Paulo

4/10/1942 Campeonato Paulista/2º turno Corinthians 3 x 1 Palmeiras

A História é Implacável[editar código-fonte]

Saudações corinthianas! Apesar de muitos pensarem que vivemos na Oceânia, Eurásia ou Lestásia (territórios imaginários de um dos romances mais influentes do século XX escrito por George Orwell), na qual, em seu livro "1984" em certo ponto, a própria história do mundo é alterada através de modificações das notícias antigas dos jornais a fim de moldar o passado à luz de interesses de um lado específico, como por exemplo: autodenominar-se Enea sem antes ter sido Penta, Hexa, Hepta e Octo... aproveito para indicar um belo site que demonstra de forma muito bem fundamentada quem é o MAIOR CAMPEÃO DA HISTÓRIA DO PACAEMBU.

http://historiaempretoebranco.com.br/

pois este site: http://www.palmeiras.com.br/news/2017/04/07/maior-campeao-da-historia-do-pacaembu--palmeiras-volta-ao-estadio-apos-dez-meses.shtml http://www.palmeiras.com.br/noticias/id/36464

Está bem equivocado. A começar pela divulgação errada sobre o título da Taça Cidade de SP em 1948, pois esta taça foi vencida pelo Corinthians e não pelo Palmeiras.

DANTECAN! e GENARON! Vocês como responsáveis pelo que é divulgado nos artigos sobre o Derby Paulista e do Estádio do Pacaembu tem obrigação de corrigir as informações publicadas, pois no site do derby paulista em Informações históricas - Do confronto foram omitidas a contagem de vezes que o Corinthians foi campeão contra o Palestra/Palmeiras no site historiaempretoebranco.com.br é possível comprovar de forma muito bem fundamentada que só no Pacaembu o Corinthians dos 28 titulos conquistados no estádio municipal, em 10 vezes venceu seu rival alviverde.

http://historiaempretoebranco.com.br/corinthians-maior-campeao-da-historia-pacaembu-parte-1/

No artigo do Estádio do Pacaembu, é divulgada de forma errada a seguinte informação: Apesar de ter sido o Corinthians o clube que mais vezes realizou partidas no Estádio do Pacaembu, a equipe que mais conquistou títulos no local foi o Palmeiras, que conquistou treze títulos ali, quatro a mais que o Corinthians que conquistou nove. Em seguida, vêm as equipes do Santos, com oito conquistas no estádio, e do São Paulo, com seis.[37]

O Corinthians foi campeão 28 vezes e o Palmeiras 25 vezes no Pacaembu (Série B não foi incluída na relação do Palmeiras por ser uma divisão inferior), afinal de contas como vocês estipulam critérios nos artigos do derby paulista, na contagem de títulos no Pacaembu é importante criterizar também, senão poderá ser contabilizado também títulos de aspirantes, Copa São Paulo de Juniores, etc.

Como disse acima, o palmeiras ainda soma de forma errada o titulo da Taça Cidade de SP em 1948.

Veja os jornais da época publicados como fonte comprobatória no site já citado.

Corrijam os erros dos artigos por gentileza!

Abraço. 2804:14d:badb:8bc3:6417:bc07:fbfd:817a (discussão • contrib) -- 01h32min de 31 de maio de 2017 (UTC) (UTC)

Caríssimo, há uma série extensa de equívocos nisso tudo que você escreveu. Em primeiro lugar, nunca fui "o responsável" pelos artigos Derby Paulista e Estádio do Pacaembu. Sou apenas um dos vários editores que cuidam destas páginas de maneira séria, mas a Wikipédia nunca impediu que outros também participassem da edição. Segundo: Você vem com ironias clubísticas contestando o eneacampeonato do Palmeiras, quando deveria reclamar na sede da CBF, que reconheceu os títulos nacionais e oficiais de Palmeiras, Santos, Botafogo, Cruzeiro, Bahia e tantos outros times nas décadas de 50, 60 e 70. Se o Corinthians tivesse ganho campeonatos nesta época, certamente teria os títulos reconhecidos também. Terceiro: Essas referências que você traz, tanto de um site corintiano como do site oficial do Palmeiras, não podem ser aproveitadas em artigos que envolvem assuntos mais abrangentes que a própria história de cada um justamente para não dar margem a discussões clubísticas. Por sinal, a citação atual do maior do Pacaembu diz que o Palmeiras é o maior campeão de títulos oficiais. Achei uma notícia no Globo.com, da seção do Corinthians, que dá uma informação adicional, dizendo que o Palmeiras também é o maior campeão em títulos no geral (http://globoesporte.globo.com/futebol/times/corinthians/noticia/2014/04/no-adeus-timao-deixa-pacaembu-com-oito-titulos-e-quase-1000-vitorias.html), e vou incluir esta informação. Quarto: essa informação da Taça Cidade de São Paulo pode estar errada no site do Palmeiras, mas não está errada aqui na Wikipédia. Basta você entrar no próprio artigo sobre a competição. E ela não foi aproveitada nos artigos mencionados. Enfim, o que é preciso ser compreendido é que a Wikipédia não é uma arquibancada. Aqui, as pessoas tentam construir algo, amparado em referências e não estão aqui para ficar discutindo igual a torcedor. DanteCan (discussão) 01h45min de 12 de junho de 2017 (UTC)
DANTECAN, independentemente do que você acha ou julga sua obrigação como editor é respeitar a história e divulga-la no wikipédia de forma honesta.

Já que você não é clubista, como palmeirense de respeito, você deveria baseado nos fatos corrigir as informações em: Do confronto O Corinthians foi campeão em oito competições que contaram com o Palestra-Palmeiras como vice-campeão

Como mencionei acima só no Pacaembu o Corinthians foi campeão 10 vezes contra o rival alviverde, sendo em TRÊS oportunidades contra o palestra de são paulo e SETE contra o palmeiras. Além de ter sido campeão também contra o palestra/palmeiras no Cântara Portugália em 1922, Laudo Natel em 1973 no paulista de 1995 e 1999, além da final do 2º turno do Camp. Paulista em 1977.

Porém reconheço que vocês mencionam de forma correta as competições que contaram com o Palestra (1922, 1923, 1937 e 1939)/Palmeiras (1951, 1954, 1995 e 1999) como vice-campeão. Assim como o jogo decisivo em 1929 e 2011.

Comentei aqui o que li no artigo do derby e não no artigo da competição de 1948. Desta forma o artigo do derby necessita ser revisado.

O site corintiano ao qual me referi, demostra de forma muito bem embasada e com manchetes de jornais os títulos do Pacaembu, o que demonstra que sua referência ao site da globo está mal selecionada. Ou o Sr. Diego Ribeiro, não pode ter divulgado informações de forma equivocada?.

Eu não informei o site do palmeiras como divulgando fatos de forma equivocada?

O Corinthians não foi campeão contra o palestra/palmeiras apenas em 8 competições. Só no Pacaembu foram 10 vezes que o Corinthians foi campeão tendo Palestra/Palmeiras como vice.

Corrija a informação que cita sobre o Maior Campeão do Pacaembu, pois estão contando até a série B de 2013 e isso vai contra o critério por ser uma divisão inferior, senão deverão contabilizar conquistas como a já citada Cântara Portugália em 1922, Laudo Natel em 1973, a final do 2º turno do Camp. Paulista em 1977 e eliminações no torneio amistoso TAÇA MARIA QUITÉRIA de 1998.

Se você não criar um padrão para se analisar as competições ou os fatos, estes mesmos fatos o levarão a uma encruzilhada objetivando o benefício de um lado específico e no caso você está se perdendo nos critérios para objetivar seu time mesmo que você relute em aceitar isso.

Minha intervenção aqui foi para apenas abastece-lo com fatos e que corrija-se as informações e links de sites que divulgam informações erradas, afinal de contas você é editor do artigo do derby paulista e não pode ir contra os fatos históricos.

O Corinthians é o maior campeão do Pacaembu onde por 10 vezes venceu o palestra/palmeiras deixando o rival alviverde com o vice. Além de ter vencido o rival nas oito vezes conforme já citado no artigo.

PS: Sobre a unificação você sabia que o Torneio Rio-São Paulo era conhecido nas publicações jornalísticas como Torneio Roberto Gomes Pedrosa?

Vale ressaltar, que utilizando-se a mesma lógica de equiparar-se títulos do passado com os do presente, o Corinthians, podia muito bem reivindicar como valendo pelo menos mais 4 títulos brasileiros advindos de suas conquistas do Rio-São Paulo, pois se o pai do Campeonato Brasileiro de 1971 é o Robertão, o avô é o Torneio Rio-São Paulo, ressaltando-se que o Robertão nada mais foi que a ampliação do interestadual mais importante e disputado do país. Tanto é que em 1967 quem organizou o Robertão foi a FPF.

Em 22 de dezembro de 2010 a CBF (Confederação Brasileira de Futebol), entidade máxima do futebol no Brasil, em uma clara tentativa de angariar alianças políticas num contexto de desvio de foco, pois o até então presidente da CBF, Ricardo Teixeira passou a sofrer fortes denúncias de corrupção envolvendo a escolha de sedes para a Copa do Mundo resolveu REESCREVER A HISTÓRIA homologando a unificação do Torneio Roberto Gomes Pedrosa (Robertão) como sendo Campeonato Brasileiro em uma evidente decisão de gabinete, pois antes, nenhuma convocação de uma assembleia geral para discutir e votar essa proposta foi realizada, assim como, não foram consultados a respeito as federações estaduais e principalmente os clubes, razão de ser do futebol.

A absurda alteração da história perpetrada pela CBF em 2010, provocou a polêmica modificação do prefixo matemático de títulos nacionais dos clubes, fazendo com que clubes como a S.E. Palmeiras e o Santos F.C. se tornassem os maiores “beneficiados” com a equiparação, pois até então o alviverde se autodenominava tetracampeão brasileiro e o alvinegro praiano denominava-se bicampeão brasileiro, demonstrando que a equiparação promovida pela CBF serviu apenas para objetivar o benefício de um lado específico, sem considerar que todo título tem seu valor dentro de sua época.

Sério DANTECAN... visite e leia o site ele não desrespeita seu time alviverde, muito pelo contrário, cita inclusive de forma muito bem informada coisas interessantes sobre a história da Sociedade Esportiva Palmeiras.

http://historiaempretoebranco.com.br/ http://historiaempretoebranco.com.br/corinthians-maior-campeao-da-historia-pacaembu-parte-1/ http://historiaempretoebranco.com.br/corinthians-maior-campeao-da-historia-do-pacaembu-parte-2/ http://historiaempretoebranco.com.br/corinthians-maior-campeao-da-historia-do-pacaembu-parte-3/ http://historiaempretoebranco.com.br/corinthians-vingou-o-maracanaco/ http://historiaempretoebranco.com.br/1942-o-ano-massacre-corintiano-contra-o-palmeiras/

Grato pela atenção e como editor que você é, conto com seu respeito a história do Derby Paulista.

Senhor do céu, de novo este sujeito!?!?! Amigo, a Wikipédia e seus editores tentam ao máximo evitar estas questões clubísticas. Aqui nestes artigos de futebol, tanto do Derby como do Pacaembu, existem editores que gostam de vários clubes e até editores que não tem preferência alguma pelo futebol. Não há um editor oficial dos artigos, tanto que, se olhar no histórico de edições, verá que DanteCan e eu, que fui citado anteriormente, nem estamos tão presentes nas últimas edições. E todos seguem um padrão. Se sua informação não entrou nos artigos é porque julgaram que ela não tem a relevância necessária para entrar nos textos ou está equivocada - sempre de acordo com as regras da Wikipédia. Não dá para comparar taças pequenas com torneios oficiais. Quando à seção de confrontos menciona os títulos envolvendo Corinthians e Palmeiras, ela está falando de títulos oficiais (vou incluir esta observação); nada ali é amistoso e há referências. Não há nada de errado com 1948 no artigo do Derby. Há um parágrafo falando apenas da goleada de 1948, com referência que é do Almanaque escrito pelo Celso Unzelte. Sobre o Pacaembu, há uma referência bem clara sobre os campeões, de torneios oficiais. E quanto a estas discussões intermináveis de CBF, FPF e afins, poupe-nos, por favor. Com todo e máximo e respeito, ninguém ganha aqui um centavo para editar e a Wikipédia é aberta a todos. Arranje referências realmente sérias (nunca as de torcedores de clubes) e participe das edições. É muito mais saudável para todos do que estes textos imensos para defender seu ponto de vista isolado. Tudo de bom! Genaron (discussão) 20h47min de 16 de junho de 2017 (UTC)
Jesus amado! É difícil para vocês palmeirenses editores do artigo do Derby Paulista (GENARON e DANTECAN) entenderem que o que forneci foram informações históricas com manchetes de jornais que servem para acrescentar conhecimentos que vocês não possuem e corrigirem no artigo o número de vezes em que o Corinthians foi campeão em que contou com o Palestra/Palmeiras como vice-campeão? além de informar sobre o maior campeão do Pacaembu, pois inclusive atentei pelo FATO de no site oficial do palmeiras se contabilizar a Taça Cidade de SP em 1948 como sendo uma conquista alviverde e na verdade quem foi o campeão foi o Corinthians. Vocês não veem que estão divulgando coisas erradas, informando links e fontes equivocadas?

Como havia dito só no Pacaembu o Corinthians foi campeão em 10 oportunidades, quem disse para você que estas competições não são oficiais, por exemplo?

Seu critério não interessa. O que interessa é o que a história registrou e ponto final. Respeitem isso, apenas isso. Qual seu problema com isso?

Minha intervenção foi apenas para melhorar a credibilidade do artigo e inclusive a sua como editor deste artigo, pois está ficando feia suas negativas de aceitar a história como ela é.

Mas se você não quer respeitar a história do Maior clássico deste país paciência. Tenho que aceitar que existem pessoas como você seletivas no que se publica.

Existem outros locais onde os interessados por este clássico podem buscar detalhamentos.

Tudo de bom à você também!

Por favor, cadê as fontes confiáveis e independentes que atestam a sua versão? Essas aí que você está tentando enfiar de goela abaixo não tem a mínima condição de serem aceitas pela comunidade, pois, como foi explicado pelos editores acima site de torcida não é confiável, nem imparcial e muito menos independente. E, cá entre nós, vendo suas argumentações de torcedor fanático e parcial fica fácil perceber o motivo pelo qual a Wikipédia desconsidera este tipo fonte! SEPRodrigues (discussão) 22h44min de 16 de junho de 2017 (UTC)
SEPRodrigues, olha o nome do editor!

Depois eu que sou clubista. Agora são três palmeirenses negando a história, mesmo ela sendo implacável. Fica fácil entender o porque você não aceita as reportagens publicadas pela Folha de São Paulo. Não estou aqui solicitando que vocês palmeirenses coloquem o link como fonte. Citei o site historiaempretoebranco.com.br, para que vocês constatem as reportagens da Folha de São Paulo e façam o devido trabalho de corrigir as informações, pois o Corinthians conquistou mais de oito titulos oficiais contra o Palestra/Palmeiras conforme vocês divulgam erradamente no artigo (SÓ NO PACAEMBU FORAM 10), assim como, que na verdade é o Corinthians que é o maior campeão do Pacamebu.

O site mesmo considera a lista divulgada pelo próprio Palmeiras e os titulos publicados nos sites oficiais dos clubes, o site inclusive constata que o site oficial do alviverde divulga um título como sendo conquista palmeirense mas na verdade quem conquistou foi o Corinthians (Taça Cidade de SP de 1948). http://www.palmeiras.com.br/news/2017/04/07/maior-campeao-da-historia-do-pacaembu--palmeiras-volta-ao-estadio-apos-dez-meses.shtml http://www.palmeiras.com.br/noticias/id/36464

Vocês querem ou não querem credibilidade?

Então façam a gentileza de corrigir, pois o próprio site oficial do Palmeiras divulga contabilização de título que não conquistou.

Sério! perdi muito meu tempo querendo contribuir com o artigo do maior clássico deste país. Se publicações da Folha de São Paulo não são fontes confiáveis é melhor as pessoas acreditarem em vocês mesmo. Só lamento.

E reforço! Minha solicitação não é para que usem o site historiaempretoebranco.com.br como fonte, solicito apenas que aceitem que estão faltando fatos no artigo e que vocês façam as devidas correções. Afinal de contas, se o próprio Departamento de Comunicação do palmeiras divulga informações erradas como nos links citados acima, aqui também é possível que este equívoco tenha acontecido. NÃO É?

Leia e constate que o site (historiaempretoebranco.com.br) inclusive respeita a história do palmeiras, incluindo informações sobre a mudança de nome e sobre a arrancada heroica.

Aqui mesmo vocês citaram o Celso Unzelte. O próprio GENARON informou no dia 16/06/2017 que usa como referência o Almanaque escrito pelo Celso Unzelte. O DANTECAN em 05/05/2013 informou que em relação às estatísticas, sempre usou o Celzo Unzelte, que escreveu dois manuais respeitadíssimo sobre os dois clubes.

Ele pela respeitabilidade que possui reconhecida por vocês mesmos e (inclusive lançou um livro recentemente sobre os 100 anos de Derby com o amigo e jornalista palmeirese PVC) publicou em sua conta no twitter:

https://twitter.com/celsounz/status/861670427520892930

Será que ele está errado e vocês que estão certos?

Por favor não caiam em contradição.

Grato pela atenção.

Olá, IP. Primeiramente, quero esclaricer que aqui na Wikipédia sou um editor imparcial, não um torcedor fanático. Não uso editar o artigo sobre o derby, e também não encontrei nenhuma passagem no verbete em que afirma que o Palmeiras foi campeão da Taça Cidade de São Paulo de 1948. E, sobre o erro do site oficial do Palmeiras, é exatamente por isso que a comunidade não aceita este tipo de fonte como verdade absoluta. SEPRodrigues (discussão) 16h02min de 17 de junho de 2017 (UTC)
Estou saindo da discussão. Já foi falado, explicado e detalhado para o IP como funciona a Wikipédia. Ele vem e volta à discussão ao longo do tempo e elegeu a parte editora ligada às edições do Palmeiras para atacar, questionar e incomodar. Qualquer pessoa que saiba ler e procurar, verificará que a edição do artigo não se restringe a uma ala específica de torcida ou coisa parecida. Recomendo ao IP ler as regras de estilo da Wikipédia para entender como funciona. Parece que ele não lê o que escrevemos e quer impor sua opinião à força. Mais uma vez, destaco: aqui não é arquibancada e há editores sérios que perdem seu tempo para fazer um trabalho que só melhorou os artigos. Adeus! DanteCan (discussão) 16h53min de 18 de junho de 2017 (UTC)
Sinceramente DANTECAN, você e os demais palmeirenses que editam o artigo do Derby (GENARON E SEPRodrigues) no Wikipédia deveriam sair da discussão e do artigo e nunca mais voltarem.

Vocês ficam falando em clubísmo, fanatismo e "impor opiniões à força", mas não aceitam manchetes da Folha de São Paulo obtidas no acervofolha como fontes confiáveis. Definem critérios que manipulam a história do Derby em favor do time em que torcem (no caso o Palmeiras) e ficam com o discurso fraco de quem contraria quer confusão. Aceitem o óbvio que esta discussão não se estenderia até aqui.

Corrijam os dados que faltam sobre o número de títulos do Corinthians contra o Palestra-Palmeiras e sobre a contagem de titulos de ambos no Pacamebu.

Simples! Façam seu trabalho palmeirenses isentos!

Realmente, "qualquer pessoa que saiba ler e procurar" obterá fatos confiáveis fora deste artigo que vocês editam.

Quando vocês abandonarem a wikipédia quem sabe a credibilidade que hoje não existe possa um dia existir.

Addio! Io che dico!

Agora sim, você acabou de mostrar a sua magnânima imparcialidade, me acusou de fazer edições parciais no verbete sobre o Derby Paulista, mas nesta acusação existe um pequenino problema, minúsculo mesmo, insignificante, até hoje 18 de junho de 2017, eu, SEPRodrigues, não fiz sequer uma única edição no referido verbete. É, meus parabéns você é um exemplo de imparcialidade, pois, acusar uma pessoa sem ao menos verificar o histórico de edições da página é para poucos só mesmo uma pessoa com uma imparcialidade e inteligência suprema como a sua consegue fazer. Foi uma honra conhecer alguém assim, congratulações, com uma inteligência dessa você tem um futuro brilhante! Agora vou falar sério, rapaz não faça um papelão desse, para alguém que se autoproclama ter uma imparcialidade superior, fazer uma acusação dessa sem verificar o histórico de edições é um erro infantil, para não dizer bobo, nem as pessoas mais parciais e inescrupulosas que já tive o desprazer de conhecer foram tão baixo assim ao ponte de fazer uma ação lamentável como esta após suas argumentações terminar, ao contrário de você, eles, pelo menos, respeitavam a si próprio. Agora sim, meus mais sinceros parabéns, você conseguiu realizar um feito inédito e inimaginável. Não sou muito de sentir vergonha, mas ao ler sua intervenção, me bateu uma vergonha alheia daquelas e senti uma dó imensurável de você. Na próxima vez que for fazer acusações infundadas a um outro editor que ainda não conhece sua verdadeira capacidade intelectual, por favor, seja mais inteligente não passe um vexame desse, é feio para alguém que tenta se impor como um ser superior e senhor da verdade e da razão ter que passar por uma situação vexatória dessa. Um abraço e boa sorte na próxima empreitada, até nunca! SEPRodrigues (discussão) 01h20min de 19 de junho de 2017 (UTC)