Discussão:Filosofia do direito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Nenhum artigo é autoral. Não há porque "proteger" um certo grupo de edições. Desfiz a última edição. --Joelton Nascimento 11h44min de 9 de Julho de 2007 (UTC)

Princípio da Imparcialidade[editar código-fonte]

O trecho a seguir não fere o Princípio da Imparcialidade?

"Na entrada do século XXI, com muitas décadas de atraso, espera-se que uma compreensão marxista metodologicamente conseqüente terá espaço da Filosofia do direito ensinada no Brasil. Até então, apenas um esquerdismo ingênuo tinha sido professado sem maiores efeitos críticos."

O Direito como ciência humana deve ser constantemente pensado. Marcos Aurélio da Silva Prates[editar código-fonte]

A Filosofia aplicada na área jurídica (jusfilosofia) tem muito a mostrar à sociedade, pois o espaço para indagar não pode ficar restrito às questões comumente debatidas por doutrinadores da área jurídica. É daí que emerge o espaço para o desenvolvimento jurídico-filosófico.

O século XXI ainda teve seu início marcado pela pouca aceitação da Filosofia pelos acadêmicos da área jurídica, situação que pode ser entendida em razão do despreparo do estudante nas questões filosóficas, em saber questionar os temas no momento oportuno e de maneira adequada ao cenário atual.

Em resumo, filosofar não é apenas questionar, mas questionar os pontos que possam trazer uma abordagem diversa do entendimento comum, e também diversa dos temas que normalmente são abordados.