Discussão:Heaven Is for Real

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Moção indevida[editar código-fonte]

Para composição dos títulos, deve-se entender por "diferença insignificante" das variantes do Português apenas aquelas que dizem respeito à maneira como as palavras são escritas ou utilizadas (como "contato" e "contacto", etc). Mas quando os títulos são distintos, que é o caso dessa página, ou a diferença é demasiadamente significante (como "comboio" e "trem") deve ser utilizado o título original da obra (respeitando, sempre que possível, a grafia e a capitalização praticada pela variante da língua, para evitar erros). --Diego Queiroz (discussão) 12h21min de 20 de outubro de 2014 (UTC)

Caro, por que motivo você não deixou o status quo e abriu a página de discussão? Você justificou a moção em WP:CNCINE, mas o artigo é sobre um livro.
Para livros está assim:
Será utilizado o título da obra em português sempre e quando não houver diferenças significativas entre as diversas versões da língua portuguesa. Quando houver diferenças significativas, será utilizado o título original na língua em que a obra foi inicialmente publicada.
Exemplo: The Godfather foi traduzida como O Padrinho em Portugal e como O Poderoso Chefão no Brasil. Como se trata de diferença significativa, o título do artigo passa a ser The Godfather. Os diferentes títulos em português serão criados como redirecionamentos (redirects) e devem ser discriminados no primeiro parágrafo do artigo.
Ora, isto é um livro. Eu lembro bem das discussões sobre cinema e filmes, mas o artigo foi criado como livro para crianças, foi modificado para livro padrão (adulto) com título semelhante, entretanto o artigo não trata de um filme, ainda que um filme tenha sido lançado posteriormente.
Discutimos sobre livros e diferenças não significativas e é diferente de um "c" como apregoa. O Céu é Real, O Céu é Verdadeiro, O Céu é de Verdade, O Céu Existe, são exemplo de diferenças que não são significativas. É um tanto incomum que um livro mais buscado pelo público que direciona ao público infantil venha fazer buscas de um título em inglês. Cumprimentos. __ Observatoremsg 18h12min de 20 de outubro de 2014 (UTC)
Discordo e não vejo o que argumentar sobre essa interpretação das regras e a suposta insignificância de nomes claramente diferentes. Além disso, mesmo que a moção fosse devida, seria preciso observar que você não utilizou o título correto, já que a convenção de nomenclatura determina que o título deve ser grafado inteiramente em letras minúsculas. Por fim, a moção não foi feita por minha iniciativa, mas sim mediante solicitação em Wikipédia:Pedidos/Outros#Heaven_is_for_Real_.E2.86.92_.E2.86.92_Heaven_Is_for_Real pelo Yanguas, que solicito o posicionamento. --Diego Queiroz (discussão) 19h40min de 20 de outubro de 2014 (UTC)

Observatore e Diego Queiroz, a regra é clara. Obras de arte estrangeiras cujas versões em Portugal e Brasil sejam diferentes devem ficar como título na língua original. Como O Céu Existe Mesmo e O Céu É de Verdade são diferentes, o nome deste artigo, portanto, deve ser Heaven Is for Real.

E o senhor Observatore já está careca de saber que esta enciclopédia não se destina a (nem é feita por) brasileiros, não há por que dirigir os títulos às crianças de um só país. Quanto à sua preocupação com a busca, pra isso existem os direcionamentos.

A última moção, aliás, foi uma pérola. Não bastassem os títulos em português serem diferentes, ainda deixou o verbo É em minúscula, contrariando WP:LE e a WP:CN.

Movi de volta, pois não há o que discutir aqui. Yanguas diz!-fiz 20h47min de 20 de outubro de 2014 (UTC)

Puxa vida, agora a pérola (sic) é o É? Putz, você veio mostrar que estou errado por causa de um "é"? Está dizendo que não há diferenças significativas entre os títulos em português porque você sabe o que não é uma preposição, uma conjunção ou um artigo? Explica aí, porque num sei não. Vá lá, daí uma aula com teus vastos conhecimentos. E que tal aproveitar e fazer uma explicação do porquê (e se num tá em final de frase posso?) se usa o ABNT e não o Formulário Ortográfico de 1943? Isto num seria uma recomendação? Não sei se foi votado esta "recomendação", por isso não estou careca (sic) de coisa nenhuma. Tô aqui para aprender. Ensina aí, vai. Aproveita e mostra a diferença para de uma para outro.
Interessante que esse título aí que tu me fez "joalheiro" está desde meados de 2012 por outro sei lá não-instruído como eu, e eu apenas retornei para o título anterior, e você veio me dizer somente agora que não conhecemos a pérola (sic), mais de dois anos depois. Pois num é que não conheço mesmo... e achei que ficou lindo; esse É (zão) em negrito: O Céu É de Verdade. __ Agora tenho uma dúvida, quer dizer que em inglês o É (zão) obedece a ABNT? É mesmo? Caaara, me explica isso aí. De fato tô sem compreender. Título em inglês com regra ortográfica brasileira. Os produtores do livro são tão ignorantes como eu quando colocaram “Heaven is for Real” Huuuummm. Eu confesso, eu quero aprender isto aí e sou franco o suficiente para dizer que não sei. Obrigado pelas futuras explicações nesse espantalho que arrumou para espancar.
Mostra aí que tô defendendo o “é” e não o “É”. Cara, isto é que é espancar um espantalho. O que argumentei está errado por causa da pérola (sic) do espancamento do espantalho? ou por causa do careca (sic) argumentum ad hominem que não compreendi o porquê? Que tal você explicar porque está tão agressivo comigo?
Sobre o status quo até que haja debate:
Porque motivo modificou antes de encerrar o debate? "Não há o que discutir"? (Ahn?) É isso mesmo? A careca (sic) fica inglês? VocÊ estabeleceu e pronto? E a regra do status quo até que finde o debate, é careca (sic) para você?
Agora, sobre o tema que estava sendo discutido:
Se a argumentação que você entende válida é que o redirecionamento resolve para o inglês, então este argumento explica que ele resolve também para o português. Enfim, estar em português não seria problema pelo mesmo motivo que você acabou de defender.__ Sobre a regra para filmes houve votação. Agora, até onde lembro, mas posso estar enganado, não foi votada sobre livros – é recomendação. Mas podemos analisar isto também, vamos lá:
O 'x' da questão:
Você está me dizendo que se convenceu que existe diferença significativa entre "O céu é de verdade" e "O céu existe mesmo"? Você realmente terá mais dificuldade de mostrar que há uma diferença significativa aí. Que tal ao invés de mostra o quanto sabe a linguística, mostra aí qual é a diferença significativa.
Se o problema fosse o título ficar em português de Portugal, também não veria problema algum. Cumprimentos. __ Observatoremsg 05h06min de 21 de outubro de 2014 (UTC)