Discussão:Logos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Introdução[editar código-fonte]

Pelo amor de Deus, alguém conserta esse artigo!!!

João 1:1 “O verbo estava com Deus, e o verbo era . . .”?

Em 1984 surgiu em inglês uma tradução do alemão dum comentário do estudioso Ernst Haenchen (Das Johannesevangelium. Ein Kommentar). Este verte João 1:1: “No princípio era o Logos, e o Logos estava com Deus, e divino [da categoria de divindade] era o Logos.” — João 1. Comentário do Evangelho de João, Capítulos 1-6, página 108, traduzido para o inglês por Robert W. Funk.

Ao comparar Gênesis 1:1 com o primeiro versículo do Evangelho de João, este comentário observa: “João 1:1, porém, fala de algo que já estava em existência nos tempos primevos; surpreendentemente, não é ‘Deus’. . . . O Logos (não temos palavra, quer em alemão, quer em inglês, que corresponda ao alcance do significado do termo grego) é assim elevado a tal altura que quase se torna ofensivo. A expressão é tornada tolerável apenas em virtude da continuação ‘e o Logos estava na presença de Deus’, viz., em união íntima, pessoal, com Deus.”

Soa-lhe isso como se o estudioso Haenchen discernisse no grego alguma distinção entre Deus e o Logos, ou o Verbo? As palavras seguintes do autor focalizam o fato de que na língua original não é usado nenhum artigo definido junto à palavra the·ós, ou deus, na frase final. O autor explica:

“A fim de evitar mal-entendidos, pode-se incluir aqui que θεός [the·ós] e ὁ θεός [ho the·ós] (‘deus, divino’ e ‘o Deus’) não eram a mesma coisa neste período. Filo, portanto, escreveu: o λόγος [Logos] significa apenas θεός (‘divino’) e não ὁ θεός (‘Deus’), visto que, no sentido estrito, o logos não é Deus. . . . De modo similar, também Orígenes interpreta: o Evangelista não afirma que o logos é ‘Deus’, mas apenas que o logos é ‘divino’. De fato, para o autor do hino [em João 1:1], assim como para o Evangelista, apenas o Pai era ‘Deus’ (ὁ θεός; cf. 17:3); ‘o Filho’ era subordinado a ele (cf. 14:28). Mas isso só é tocado por alto nesta passagem porque a ênfase aqui é à proximidade de um com o outro.”

Daí, Haenchen comenta: “Era perfeitamente possível no monoteísmo judaico e cristão falar de seres divinos que existissem lado a lado e abaixo de Deus, mas que não fossem idênticos a ele. Fil 2:6-10 prova isso. Nessa passagem, Paulo descreve um ser divino assim, que mais tarde tornou-se homem em Jesus Cristo. . . . Desse modo, tanto em Filipenses como em João 1:1 não se trata da questão duma relação dialética entre dois-em-um, mas duma união pessoal de dois seres.” — Páginas 109, 110.

Portanto, em vez de afirmar que o Logos (Jesus) estava com Deus e era Deus, João 1:1 explica que o Logos estava com o Deus Todo-poderoso e era divino, ou era um deus. logos=razão

Comentários de Carlos[editar código-fonte]

Este artigo precisa de um filólogo ou alguém com bom conhecimento de grego, para ser corrigido (eu não sou filólogo nem um grande conhecedor de grego). A palavra lógos é bem mais velha que o evangélio de João: "En te arkhe e ho lógos"
Na sua origem significava:
account of money handled
http://www.perseus.tufts.edu/hopper/morph?l=lo%2Fgos&la=greek#lexicon
O Liddell-Scott é o dicionário de grego mais considerado pelos especialistas.

Na pre-história (indo-européia) da palavra, tem uma raiz muito antiga, relacionada ao latim lego (latim clássico: ler) em expressões muito antigas como "lego ossa" (juntar ossos) (cf. Germ. lesen) to bring together, to gather, collect.
http://www.perseus.tufts.edu/hopper/text?doc=Perseus%3Atext%3A1999.04.0059%3Aentry%3Dlego2
(clicar em LSJ)

Com relação à teologia, eu acho que o debate tem que ser mais amplo, considerando os gnósticos, Alexandre de Afrodisias, etc.

Do ponto de vista filosófico, lógos também tem uma longa história, começando com Heráclito de Èfeso. Heidegger comentou o conceito de lógos de Heráclito. Pelo menos, dizer alguma coisa.
Carlos

Pedido-proposta[editar código-fonte]

O artigo homônimo da en.wiki (Logos) acha-se bem mais conformado e organizado em conceitos, estruturas, ideias e estilo. Peço, pois, a boa-vontade dum colega com pendores de tradução (evidentemente, com suficiente conhecimento da matéria, é claro...) que faça a "tradução humana" daquela artigo, adaptando-o, ajustando-o e conformando-o ao nosso [ainda precário] artigo. Mas que ficará ótimo, em breve! Agradeço. BeremizCpa? 21h45min de 12 de outubro de 2010 (UTC)