Discussão:Sílvio Frota

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Untitled[editar código-fonte]

'Apesar de linha dura, foi um ferrenho opositor da prática da tortura'

Esta frase, referenciada no artigo, é um absurdo. A Historia do Brasil revela que o Frota foi o grande protetor e apaniguador da 'tigrada', como Delfim Netto chamava os celerados e anarquistas do Exercito, que torturavam, executavam e sumiam com os corpos dos presos. Protetor e patrono declarado do CIEx, DOI Codi e do DOPS.

As referencias para isso são pifias, dois livros que não podem ser checados. Num deles, é a memória dos militares, ou seja, o que eles dizem, não tem a menor fiabilidade, isso é escandaloso. Bibliografia por bibliografia, o livro do Elio Gaspari contradiz isso frontalmente e é muito mais fiavel, pois é feito em cima de documentos e fatos comprovados. MachoCarioca oi 16h39min de 2 de julho de 2009 (UTC)

Sílvio x Sylvio[editar código-fonte]

Passei Sílvio Frota para o nome verdadeiro historico e de uso comum, como é padrão aqui. Está no mesmo caso de Ayrton Senna, não existe Aírton Senna. Para mudarem esse, mudem antes Ayrton Senna para Aírton Senna que eu quero ver. MachoCarioca oi 17h33min de 2 de julho de 2009 (UTC)

  • O editor ts42 não sabe o que dizer, me pede pra discutir anres de mover, coloco as razões aqui, ele nada rebate, move assim mesmo e ainda quer que eu discuta o que?? MachoCarioca oi 18h31min de 2 de julho de 2009 (UTC)
  • Citação: MachoFluminensedacidadedoRiodeJaneiro escreveu: «Passei Sílvio Frota para o nome verdadeiro historico e de uso comum, como é padrão aqui» Para evitar guerra de edições, coloca a página nas WP:PE (páginas para avaliar). Melhor deixar todo mundo (desde que não sejam IPs nem sock) palpitar sobre o assunto e definir uma p*lítica. Albmont (discussão) 10h29min de 3 de julho de 2009 (UTC)
Então o nome de uso comum é Sílvio Frota;

O nome verdadeiro, segundo a nova reforma ortográfica, ou segundo a velha reforma orthográphica? Ou a forma como ele assinava? Ou vamos pegar todos os Filipe que assinavam Philip e mudar de volta?

Já o Ayrton Senna deve ser discutido em outro lugar!

E pra esclarecer, se tivesse escrito ontem, de cabeça quente, provavelmente teria mandado o cidadão amalucado ali tomar em certo lugar, então preferi me acalmar, e tentar justificar hoje a versão original, que está correta segundo as regras do wikipedia! Lembrando que discutir antes de mover significa, em português, que não se deve mover enquanto se está discutindo!  ts42  図   11h25min de 3 de julho de 2009 (UTC)

  • supondo que o cidadão amalucado não seja eu IMHO, o melhor lugar para discutir qualquer coisa é nas WP:PE, onde existe mais visibilidade. Proponham a página para WP:PE, com as duas opções Manter como Sílvio e Manter como Sylvio, e vamos ver o que a discussão gera. Depois consolida-se o resultado da discussão em alguma p*lítica. Albmont (discussão) 12h55min de 3 de julho de 2009 (UTC)*
  • Sabia que o veterno-novato o tal de ts42 não tinha argumentação nenhuma, suas justificativas são um conjunto de sandices misturadas. O AO não é usado aqui para nomes, simplesmente porque regras não podem mudar um nome de batismo, histórico e pelo qualo o verbetado é conhecido, inclusive em bibliografia oficial.

Não tem outra discussão para Ayrton Senna meu chapa, é a mesmissima coisa, a discussão é essa aqui, mudam todos ou nenhum. Vais mudar Ayrton Senna? Pois essa eu quero ver. Portanto, Sylvio Frotavira Sílvio Frota exatamente porque??? Sílvio Frota não é ninguém, na verdade é um obscuro deputado baiano.

Querer estipular o Google para isso, é querer fazer da Wikipedia um projeto mais ignorante e raso do que já é. E mesmo no tal Google, o pai dos burros virtuais adolescentes, aqueles que verificam a credibilidade ou verificabilidade de algo apenas pelo que existe na Internet, nunca lerm jornal ou passaram um tempo numa biblioteca - a massa humana que exite na Internet e que edita na Wikipedia. - o cidadão perde. Tem 2.260.000 hits para Sylvio Frota[1] e 2.100.000 para Sílvio [2]. A propria biografia do general carniceiro, seu proprio livro, é com seu nome, obviamente. É o nome usado na literatura ( enão podia ser ouitro, Spilvio Frota é outra pessoa. ou outras. [3]

Mas procurar este tipo de indice par justificar algo, mostra apenas burrice das pessoas, grande parte dos tais Silvio Frotas, não são o general, tem até vários deputados e vereadores no meio ( ecentenas de anonimos), afinal, um bocado de gente se chama Sílvio Frota, Sylvio Frota não é tão comum. Seus exemplos são absolutamente ridiculos. E não tem 'já o Ayrton Senna isso ou aquilo', é tudo a mesmissima coisa.

Diz o veterano-novato, não mover enquanto estiver discutindo'. Que discussão? Não tinha discussao nenhuma, nem nenhuma foi inicada, fiquei falando sozinho comigo mesmo. Apenas mudei e vc apareceu aqui desfazendo dizendo 'discuta antes'. Vim aqui, escrevi ali em cima, escrevi no pedido dos administraores e ...falei sozinho! Se não tinha o que discutir, pois vc não tem argumentação nenhuma, continuei a mover e vc, desfazendo e nada. Vc é patetico, adoraria ver vc me mandando ir tomar naquele lugar. hehe

Eu protesto que esta página esteja bloqueada arbitrariamente pelo Adailton. Este tipo de bloqueio visa apenas a perpetuar este absurdo.

Quero apenas uma resposta objetiva do protetor da pagina e do novato sem argumentação: posso mudar agora mesmo Ayrton Senna pra Aírton Senna? Se não, porque? Se sim, porque este aqui está mantido assim? Discutir o que? Respondam objetivamente, sem mais conversa fiada, porque só tem conversa fiada aí e nada objetivo. MachoCarioca oi 18h08min de 3 de julho de 2009 (UTC)

  • Fazendo uma pesquisa no Google Books por ambas as versões do nome em obras de língua portuguesa, os resultados foram 470 para Sílvio Frota e 500 para Sylvio Frota. Assim, aparentemente, "Sílvio Frota" é uma designação praticamente tão popular como "Sylvio Frota", pelo que, como em todos os casos semelhantes, deve ser respeitada a versão do criador, neste caso Sílvio Frota. - Darwin Alô? 09h39min de 4 de julho de 2009 (UTC)

Sabemos que o Darwin é dado a dar pitaco em tudo na Wikipedia, principalmente no que diz respeito ao Brasil do qual ele é um expert, ainda mais em suas figuras de proa. Entretanto, a questão não é ser 'quase tão popular' - o que não é, de maneira nenhuma - já que Silvio Frota é um nome mais conhecido de um deputado nordestino, sendo Sylvio Frota o nome do general.

A intenção do editor é avacalhar a Wikipedia, obviamente, já que não tem interesse nem em harmonizar pelo AO, nem pelo nome de batismo e conhecido, todos os nomes aqui. Para organização da Wikipedia, não interessa ao editor harmonizar nada, apenas que cada coisa fique a seu jeito, mesmo que isso seja um acinte com o nome do general Frota, do qual ele nada sabe nem nunca soube, é apenas mais uma da geração Google. Quer é carnaval, 'nome do criador', mesmo que seja uma sandice. Sds MachoCarioca oi 12h48min de 4 de julho de 2009 (UTC)

Meu caro, é havido e sabido que quando se ataca o mensageiro em vez da mensagem, é porque falham os argumentos. As referências do Google Books sobre "Sílvio Frota" referem-se na sua generalidade ao presidente. Você parece desconhecer o que é o Google Books, talvez porque não acompanhou muito a evolução dos materiais disponíveis online, mas eu explico-lhe: É uma biblioteca, feita de livros a sério. Agora, por favor, guarde para si os ad hominem, e discuta o assunto de um modo que faça jus à primeira parte do seu nome de usuário, sem recorrer a falácias. - Darwin Alô? 13h26min de 4 de julho de 2009 (UTC)
Citação: MachoFluminensedacidadedoRiodeJaneiro escreveu: «apenas que cada coisa fique a seu jeito, mesmo que isso seja um acinte com o nome do general Frota, do qual ele nada sabe nem nunca soube» Não deixa de ser irônico que a Wikipedia se dedique a torturar o nome do general... Albmont (discussão) 13h45min de 4 de julho de 2009 (UTC)
Vim dar minha opinião, porque o caso é semelhante ao de Auta de Souza, do qual também participamos eu, MachoCarioca e Darwin. Não existe um lei que ordena atualizar o antropônimo depois de morto. É uma convenção de algumas publicações do gênero, como o Dicionário Histórico Biográfico Brasileiro da Fundação Getúlio Vargas, por exemplo. E essa convenção é importante em determinados casos: como você pesquisa pelo autor da famosa carta que primeiro descreveu o Brasil para os portugueses? Se escreve "Pero Vaz de Caminha", esta não é a forma exata de seu nome. Ele chamava-se "Pero Uaaz de Camjnha", uma grafia com pouca probabilidade de ser tentada nos dias de hoje, porque contraria regras indiscutíveis da ortografia atual (o som do U e do J, e o A dobrado). Por isso é importante, às vezes, atualizar os nomes para a ortografia atual. Niterói não se chamava assim, Dom Afonso Henriques também não. O que temos é o seguinte:
  • Segundo o Formulário Ortográfico de 1943: "Os nomes próprios personativos, locativos e de qualquer natureza, sendo portugueses ou aportuguesados, estão sujeitos às mesmas regras estabelecidas para os nomes comuns." (item XI §39). Sylvio é nome próprio, português ou aportuguesado (essa regra não serve para John, por exemplo), então segue as regras de ortografia vigente.
  • O mesmo Formulário Ortográfico de 1943, na alínea seguinte, faz a ressalva: "Para salvaguardar direitos individuais, quem o quiser manterá em sua assinatura a forma consuetudinária." (item XI §40). Consuetudinário é "aquilo que tem por base os costumes e a prática em detrimento das leis".
  • O Acordo Ortográfico de 1990 manteve a mesma informação: "Para ressalva de direitos, cada qual poderá manter a escrita que, por costume ou registro legal, adote na assinatura do seu nome."
  • A Wikipédia diz, no Livro de Estilo: "Independentemente da norma escolhida para a redação do artigo, os nomes próprios devem manter a grafia original ou a que está presentemente convencionada no seu país de origem."
Então, apesar de um antropônimo seguir a regra ortográfica vigente, qualquer um pode manter a sua assinatura com outra grafia, se quiser. Para a Wikipédia, é válida a forma original mas também é válida a forma atualizada, se essa for a mais convencionada. Se a grafia original é igual à forma convencionada na atualidade, então não tem discussão, mesmo que viole regras ortográficas, e é isso o que ocorria quanto à Auta de Souza, que tem muito mais citações com essa grafia do que com a correta. Não sei se é o caso aqui. Apenas vim mostrar que Sylvio Frota não tem que seguir a ortografia vigente, mas pode, somente se essa for a mais convencionada no Brasil. E não tem que seguir a grafia original, mas pode, independente de essa ser essa a grafia mais convencionada. É preciso saber qual é a forma mais convencionada, se for Sílvio Frota, então ambas as grafias são permitidas, devendo ser respeitada a que foi usada na criação do artigo, Sílvio. Se a forma mais convencionada for Sylvio Frota, então essa é a única grafia recomendada, e a alteração é correta. Para esse caso, seria importante avisar o leitor. Existe a predefinição {{Topônimos}}, que é análoga à usada em antropônimos, e serve para esse fim. Desculpem a extensão do comentário. CasteloBrancomsg 14h12min de 4 de julho de 2009 (UTC)

Como já mostrei lá em cima, "Sílvio Frota" tem mais ocorrências que "sylvio frota", a pesquisa do MachoFluminensedacidadedoRiodeJaneiro está errada, retornando páginas em que aparecem "Sylvio Luiz" e "Alexandre Frota", porque ele pesquisou por paginas que tenham "Sylvio" ou "Frota", induzindo um resultado errado! Devemos presumir que o fez por ignorância, mas, como já explicado por CasteloBranco, "Para ressalva de direitos, cada qual poderá manter a escrita que, por costume ou registro legal, adote na assinatura do seu nome.", ou seja, o general podia usar uma versão de seu nome em desacordo com as regras ortográficas, o que não é contrário ao livro de estilos, "Independentemente da norma escolhida para a redação do artigo, os nomes próprios devem manter a grafia original ou a que está presentemente convencionada no seu país de origem.". Para além disso, ainda temos o que disse o Darwinius, deve ser respeitada a versão do criador. Ou seja, todos os argumentos dizem que devemos usar Sílvio Frota.  ts42  図   11h30min de 6 de julho de 2009 (UTC)

O veterano novato só diz besteira e dissimula suas pesquisas ridiculas, cada vez que escreve. A questão primeira é que como todo garoto ignorante, para ele o oráculo de como fazer uma enciclopedia - ou qualquer coisa - é o Google. O Google não é parametro de coisa nenhuma. Se evidentemente muitos dos resultados de 'Sylvio Frota' levam a sites que tratam de outras pessoas, obviamente muitas das ligações de 'Silvio Frota' também levam a milhares de ligações de Silvios, Frotas e Silvios Frotas que nada tem a ver com o general. Inclusive logo a primeira pagina aponta mais para o Silvio Frota deputado que o Sylvio Frota general. Isto não é parametro de nada.

O editor também não entendeu nada do que colocou o Castelo Branco. A colocação dele é exatamente o contrario. O editor ts42 é tão ignorante sobre este assunto, que tem o desplante de dizer que o general 'podia usar o nome em desacordo com as regras ortograficas'. Não havia regra ortografica nenhuma que fosse algum desacordo ao nome dele, quando nasceu. Nem durante boa parte de sua vida. E regras ortograficas servem apenas para nomes simples. Escreve-se Sílvio e não Sylvio. Entretanto, trata-se de um nome completo de batismo, Sylvio Couto Coelho da Frota e não apenas Sílvio. Além do mais ele mesmo se contradiz ap dizer na sua peroração juvenil que os nomes proprios devem ser mantidos na forma original. Pois é, devem, ninguém pode mudar o nome de batismo de uma pessoa, nem mesmo 'criadores' ds Wikipedia.

A argumentação de manter o nome dado pelo criador do artigo é totalmente estaparfurdia. Se alguém tivesse criado aqui o artigo Aírton Senna de maneira nenhuma ele seria mantido, fosse ou não criado assim. De maneira nenhuma seria cito. Apenas porque o general Frota é menos conhecido do populacho? Francamente, é a mesma coisa.

Ou os dois e todos os outros ficam no tal AO, ou os dois, e todos os outros, no nome original, é necessário padronizar esta bagunça. Ou fica Ayrton Senna e Sylvio Frota (como muitos outros) ou fica Aírton Senna e Sílvio Frota.

A coisa é muito simples, para qualquer pessoa que não seja um beócio completo: os nomes das duas personalidades são Sylvio Frota e Ayrton Senna, Sílvio Frota é outra pessoa e Aírton Senna é outra pessoa. É simplesmente escandaloso inclusive que o Sr Chales Darwin, o palpiteiro mor de tudo na Wikipedia, queira determinar alguma coisa de uma personalidade do qual ele nada conhece nem tenha a menor ideia de sua influencia na historia do Brasil moderno, para sair por ai advogando a mudança de um nome conhecidissimo e temidissimo da Historia do Brasil. É um absurdo isso. Devia ter a humildade de se meter nas nas coisas das quais tenha algum conhecimento. É muito facil vir aqui dar pitaco dizendo que deve ficar no 'original do criador', en passant, deconhecendo totalmente de quem se trata a figura. Esse não se manca mesmo. Acredito que no seu Google Books, o livro escrito pelo proprio general esteja assinado como Sylvio Frota, não? É patetico. MachoCarioca oi 02h57min de 7 de julho de 2009 (UTC)

PS Não há aqui nenhum argumento plausivel para que se use Silvio Frota, nenhum.

  • Quer dizer que quando você dizia que o google mostrava 2.260.000 hits ele valia, mas agora que mostrei que sua pesquisa estava errada (mais uma vez, assumindo a boa-fé, que errou por não saber pesquisar), você diz que ele não vale nada? Prefere me atacar a assumir que errou? Mais uma, já que refutei todos os seus parcos, e fracos, argumentos, e você não apresenta nada novo, todos os argumentos restantes dizem que devemos usar Sílvio Frota. Espero por argumentos convincentes.  ts42  図   16h57min de 7 de julho de 2009 (UTC)

Não, eu não disse que valia nada, Google é oraculo para gente como vc, apenas lhe mostrei que nem assim tinha maioria de nada, o Google não serve pra isso, tem Silvios, Sylvios, e Frotas aos montes, o que baliza é a historia, os livros e sites serios. Vc não tem o que argumentar, tudo que disse aqui é o Google isso, o Gloogle aquilo, é besteira trás de besteira, nunca entrou no merito da questão em si. Não há o que discutir com alguém tão raso quanto vc. A unica bobagem que disse foi 'Ayrton Senna ' é outro caso'. Que outro caso? Vc é um garoto patetico. Sds MachoCarioca oi 17h32min de 8 de julho de 2009 (UTC)

Todos os que opinaram aqui têm alguma razão no que dizem. Gostaria de sugerir que não percamos nosso tempo nos adjetivando (e desqualificando), porque isso não reforça de modo algum qualquer dos argumentos. A questão é descobrir qual é a forma mais convencionada para o nome do biografado no Brasil. A busca do Google não traz, necessariamente, essa informação, por haver outros Silvio Frota e Sylvio Frota (e outros Silvio, Sylvio e/ou Frota) que "mascarem" o resultado da pesquisa, como diz o Ts42. Mas há outras formas de checar isso. Que tal pesquisarmos por "General Sílvio Frota" x "General Sylvio Frota" (ambos entre aspas na pesquisa do Google)? Ou como as demais enciclopédias escrevem em suas edições recentes? Ou ainda como os principais veículos de comunicação fazem-lhe referência atualmente? E os principais historiadores brasileiros em seus trabalhos atuais? São apenas sugestões, para se chegar a essa informação, que é crucial para o debate. Caso a forma atualmente convencionada para essa personagem seja Sílvio, então é uma forma aceita pelo projeto, e não cabe a movimentação, por ter sido criada assim. Não é simplesmente por ser a versão do criador (se tivesse sido criado como Syllvyo Frotta não tinha o menor sentido manter, e aí concordo com o MachoCarioca). Só há uma ou duas grafias possíveis. Caso ainda seja mais comum a referência a Sylvio, não é admitida outra grafia. Mas lembrem-se da questão de Caminha, que é referenciado em todos os lugares atualmente dessa forma (e não Camjnha, a grafia original). E lembrem também da questão do Ayrton Senna, que não é referenciado por Aírton, então só cabe a grafia original, mesmo que contrarie a ortografia. Há de se descobrir em qual caso se enquadra o general, e para isso essa discussão deve definir que critérios serão usados para definir qual grafia é "a que está presentemente convencionada no seu país de origem", como diz o Livro de estilo. CasteloBrancomsg 22h52min de 9 de julho de 2009 (UTC)
  • Muito bom que tenha participado, Castelo, mas vamos lá a algumas observações: não é verdade que Ayrton Senna não seja referenciado como Aírton Senna [4], [5], como vê, deram até nome, assim, a uma avenida, algo oficial. Isto não impede entretanto de sabermos que é errado, não é o nome dele, acharmos equivocos, escrita relaxada e analfabetismo no 'Google', não nos dá o direito de sermos iguais aqui. A questão é simples, o nome destas pessoas não é Airton Senna nem Silvio Frota, mas Ayrton Senna e Sylvio Frota, e assim devemos chamar-los por dever de exatidão e historico (não apenas eles, todos os biografados aqui).

E o caso dos dois é exatamente o mesmo.

O general se enquadra num caso só, o livro escrito por ele proprio, sua autobiografia, leva seu nome [6]. Além disso, o mais famoso e celebrado livro sobre esta época, lançado há muito pouco tempo, A Ditadura Encurralada, do jornalista Elio Gaspari, quarto tomo de uma serie começada com A Ditadura Envergonhada, em 2004, refere-se ao general como o nome dele é, Sylvio Frota.[7] Me parece que os dois documentos são óbvios a como é o nome dele, e como deve ser usado numa enciclopedia. Além claro, de periodicos de expressão. Folha, Jornal do Brasil O que mais irrita é ver portugueses dando pitacos e tendo certezas sobre alguém que nem conhecem. Sds MachoCarioca oi 07h18min de 12 de julho de 2009 (UTC)

PS Silvio Frota é um deputado federal de Pernanbuco.

Embora eu tenha mesmo me equivocado ao dizer que Ayrton Senna "não é referenciado por Aírton", a frequência com que isso acontece é imensamente inferior à grafia original, e não se confunde com a situação de Caminha, por exemplo.
A Folha, o UOL, o Estadão, o O Globo, o Terra, a Istoé e a Carta Capital, entre outros, adotam "Sylvio Frota";
A Época, a Veja, o Estadão (isso mesmo), entre outros, adotam "Sílvio Frota";
Pesquisas do Google: "General Sílvio Frota" (1.350 resultados); "General Sylvio Frota" (1.890); "Ministro Sylvio Frota" (290); "Ministro Sílvio Frota" (251).
As principais obras a respeito dessa época e do episódio que o tornou célebre são mesmo a autobiografia do general e a coleção de Elio Gaspari (ver o link da Folha, que comenta a obra). Ambas utilizam "Sylvio".
Eu sei que Folha e UOL são do mesmo grupo, e Estadão e Terra são de outro mesmo grupo, mas coloquei seus resultados porque são veículos individualmente importantes, independentemente de sua relação. Porém, é natural que Folha e UOL adotem um estilo semelhante, assim como Estadão e Terra. Estranho é o Estadão, que possui um manual de redação usado na revisão de todos os seus textos, permitir a publicação das duas grafias. De qualquer forma, pelo equilíbrio nas pesquisas, e pela aparente tendência a Sylvio em publicações de jornais e revistas eletrônicas, assim como nas duas principais obras recentes a seu respeito, eu creio que não se possa afirmar que "Sílvio Frota" é a grafia que "está presentemente convencionada no seu país de origem", e por isso Symbol support vote.svg Concordo com a adoção da grafia original. Não concordo que seja o caso de "todos os biografados aqui" ou que sempre a grafia original "é como deve ser usado numa enciclopédia", etc. Em casos como o de Caminha, acho que o nome do artigo deve estar grafado "Pero Vaz de Caminha", por questões didáticas, para facilitar a pesquisa pelos leitores. Senão teríamos de trocar o artigo da princesa Isabel, e de inúmeros personagens históricos da época do Brasil-Colônia. A informação da grafia original, nestes casos, deve ir no artigo, como informação secundária (porém relevante), mas não no título do artigo. Isso é minha opinião. A recomendação da Wiki é o que diz o Livro de estilo, ambas as grafias são aceitas e mantém-se a versão do criador (já disse, quando a versão do criador é a mais convencionada ou a original, se for uma terceira grafia, então não vale). CasteloBrancomsg 12h00min de 12 de julho de 2009 (UTC)

Bom, eu me recuso a levar em consideração para fazer uma enciclopedia qualquer coisa relacionada a 'Google". quanto ao resto, acho que Caminha não tem muito a ver com isso aqui. A versão do criador aqui não é mais, como mostrado, 'convencionada', é apenas uma 'adaptação'. . Afinal, qual a sua opinião objetiva, vc é a favor de Sylvio ou Silvio? MachoCarioca oi 06h53min de 13 de julho de 2009 (UTC)

Eu sou a favor de que seja adotada a grafia original (Sylvio Frota) já que a versão do criador não é a mais convencionada no país de origem. Eu apóio a mudança da grafia, desde que seja feita a devida informação para o leitor, com a predefinição {{antropônimos}}, por exemplo. A não ser que sejam apontados novos elementos que mostrem que estamos errados ao afirmar isso, e que a versão convencionada seja Sílvio Frota. Nesse caso, passo a apoiar a manutenção dessa grafia, porque haveria respaldo do Livro de estilo para isso. Sugiro que se aguarde a manifestação de outros editores antes de tal mudança, e que sejam respeitadas as opiniões contrárias. CasteloBrancomsg 22h50min de 13 de julho de 2009 (UTC)

Desde que as opinioes contrarias tenham afinal algum embasamento maior que "Google". Esperemos então, se ninguém se manifestar, solicitarei a mudança, já que o adm sumiu com a aba de mover. MachoCarioca oi 03h49min de 14 de julho de 2009 (UTC)

  • Citação: MC escreveu: «Bom, eu me recuso a levar em consideração para fazer uma enciclopedia qualquer coisa relacionada a 'Google"» - Se prefere ignorar o que será, possívelmente, a maior biblioteca online a nível mundial, o Google Books, problema seu. O mundo evoluiu muito desde a pedra lascada, mas claro que ninguém o impede de continuar a acender as fogueiras com pauzinhos e pederneira. - Darwin Alô? 10h49min de 14 de julho de 2009 (UTC)

O assunto Google aqui não era exatamente a parte books do Google, mas ele como um todo. Por falar nisso, como linkado acima, nos dois principais livros sobre o general que constam no Google Books, ele é Sylvio mesmo, afinal, um é de autoria do proprio e o segundo de um tremendo jornalista. Abs MachoCarioca oi 10h54min de 14 de julho de 2009 (UTC)