Distanciamento social

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Distância social.
Animação sobre impacto de distanciamento social no contexto de uma pandemia.
Fila de um supermercado em Londres, onde a distância entre os cidadãos em locais públicos foi feita obrigatória durante a pandemia de COVID-19 no Reino Unido.

O distanciamento social ou distanciamento físico[1] é um conjunto de ações que buscam limitar o convívio social de modo a parar ou controlar a propagação de doenças contagiosas.[2] Seu objetivo é reduzir a probabilidade de contato entre pessoas portadoras de uma infecção com outras que não estão infectadas, minimizando a transmissão da doença e, consequentemente, a mortalidade.[3][4]

O distanciamento social é mais eficaz quando uma doença infecciosa pode ser transmitida pelo contato com gotículas (tosse ou espirro); contato físico direto, incluindo contato sexual; contato físico indireto (por exemplo, tocando uma superfície contaminada, como um fômite); ou transmissão aérea (se o microrganismo puder sobreviver no ar por longos períodos).[5]

O distanciamento social pode ser menos eficaz nos casos em que uma infecção é transmitida principalmente por água ou alimentos contaminados ou por vetores como mosquitos ou outros insetos, e com menos frequência de pessoa para pessoa.[6] As desvantagens do distanciamento social podem incluir a solidão, a redução da produtividade e a perda de outros benefícios associados à interação humana.[7]

Historicamente, o distanciamento social foi utilizado como um meio de impedir a propagação da Gripe espanhola de 1918.[8] Mais recentemente, países decretaram estado de quarentena durante a Pandemia de COVID-19, buscando evitar a aglomeração de pessoas.[9]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Distanciamento físico sem distanciamento social - JN». www.jn.pt. Consultado em 8 de agosto de 2020 
  2. Giulia Vidale (19 de março de 2020). «O que é distanciamento social e por que isso é importante?». Veja. Consultado em 20 de março de 2020 
  3. Iarema Soares (17 de março de 2020). «Como o distanciamento social ajuda a frear a disseminação do coronavírus». GaúchaZH. Consultado em 20 de março de 2020 
  4. Andrew Freedman Carolyn Y. Johnson e Lena Sun (10 de março de 2020). «Social distancing could buy U.S. valuable time against coronavirus». The Washington Post. Consultado em 20 de março de 2020 
  5. «Information about Social Distancing» (PDF). Santa Clara Public Health Department. Consultado em 20 de março de 2020 
  6. «Interim Pre-pandemic Planning Guidance: Community Strategy for Pandemic Influenza, Mitigation in the United States» (PDF). Centers for Disease Control and Prevention. Fevereiro de 2007. Consultado em 20 de março de 2020 
  7. Ezra Klein (12 de março de 2020). «Coronavirus will also cause a loneliness epidemic». Vox. Consultado em 20 de março de 2020 
  8. Juliana Domingos de Lima (17 de março de 2020). «O distanciamento social como redutor de contaminações». Nexo. Consultado em 20 de março de 2020 
  9. Nicholas Florko (17 de março de 2020). «Explaining a mass quarantine: What does it mean to 'shelter in place'? And who has the power to call for it?». Stat. Consultado em 20 de março de 2020