Divine

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, e ainda pode necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.
Ambox question.svg
Esta página ou seção carece de contexto.

Este artigo (ou seção) não possui um contexto definido, ou seja, não explica de forma clara e direta o tema que aborda. Se souber algo sobre o assunto edite a página/seção e explique de forma mais clara e objetiva o tema abordado.

Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde maio de 2016). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Divine
A drag queen Divine, ícone do cinema underground norte-americano.
Nome completo Harris Glen Milstead
Nascimento 19 de outubro de 1945
Baltimore, Maryland
 Estados Unidos
Morte 7 de março de 1988 (42 anos)
Los Angeles, Califórnia
 Estados Unidos
Ocupação Ator
IMDb: (inglês)

Harris Glenn Milstead (Baltimore, 19 de outubro de 1945Los Angeles, 7 de março de 1988) foi um ator, performer e cantor norte-americano, mais conhecido pelo personagem Divine.

foto do anuário do colégio do ator Harris Glenn Milstead, mais conhecido como Divine, aos 17 anos.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em Maryland em uma família de classe média, ela abraçou a contracultura dos anos 60 e se envolveu com o cineasta John Waters atuando nos seus filmes, o Dreamlanders [1], estrelando uma série dos primeiros filmes de Waters, tais como Mondo Trasho (1969), Multiple Maniacs(1970), Pink Flamingos (1972) e Female Trouble (1974). Os filmes se tornaram clássicos cult, com Divine tornando-se particularmente conhecida por interpretar o papel de "Babs Johnson", a "pessoa mais sórdida do mundo", em Pink Flamingos. Na década de 1970, mudou-se para o teatro, primeiro aparecendo com a Cockettes antes de atuar em Women Behind Bars e a Mulher Neon. Continuando o trabalho cinematográfico, ela estrelou em Polyester (1981), Lust in the Dust (1985) e Hairspray (1988). Em 1981 Divine embarcou em uma carreira disco produzindo faixas Hi-NRG, a maioria dos quais foram escritos por Bobby Orlando, e atingiu o sucesso fonográfico mundial com hits como "You Think You're A Man", "I'm So Beautiful" e "Walk Like a Man".

Morte[editar | editar código-fonte]

Divine morreu em Los Angeles, Califórnia, de cardiomegalia em 7 de março de 1988[1][2]. Desde sua morte, Divine manteve-se uma figura de cultuada, especialmente dentro da comunidade LGBT, e forneceu a inspiração para personagens de ficção, obras de arte e músicas. Vários livros e documentários dedicados a sua vida também foram produzidos, incluindo Divine Trash (1998) e I Am Divine (2013).

Referências

  1. Obituaries (8 de março de 1988). «Divine, Transvestite Film Actor, Found Dead in Hollywood at 42». The New York Times (em inglês). Consultado em 6 de junho de 2015. 
  2. Darrach, Brad (21 de março de 1988). «Death Comes to a Quiet Man Who Made Drag Queen History as Divine». People (em inglês). 29 (11). Consultado em 6 de junho de 2015. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]