El Comercio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
El Comercio
Logo de El Comercio.svg
El Comercio.JPG
sede do jornal, no centro histórico de Lima.
Periodicidade diariamente
Formato standard
Sede Lima, Peru.
Fundação 4 de maio de 1839
Fundador(es) Manuel Amunátegui
Alejandro Villota
Proprietário Família Miró Quesada
Diretor Francisco Miró Quesada Rada
Orientação política Centrista
Idioma espanhol
Circulação 60,000 de segunda à sexta
170,000 sábados e 185,000 domingos[1]
Página oficial elcomercio.pe

El Comercio é um jornal diário peruano com sede em Lima. Foi publicado pela primeira vez em 4 de maio de 1839 e possui uma circulação média de 100.000 exemplares por dia, é o segundo diário mais antigo do país e um dos mais antigos da língua castelhana.[1]

História[editar | editar código-fonte]

El Comercio foi fundado em 4 de maio de 1839 por Manuel Amunátegui e Alejandro Villota. O preço da primeira edição era de 1 real de plata. Seu lema era: "Orden, libertad, saber". Originalmente era um periódico diário vespertino de orientação comercial, político e literário. Em 1875, Amunátegui cedeu o controle do jornal para José Antonio Miro Quesada. Desde então, a família Miró Quesada dirige o jornal.[2]

Outras publicações[editar | editar código-fonte]

Pertencem ao grupo editorial do El Comercio, os jornais: Perú 21, Trome, Depor, além do diário gratuito Publimetro, e as revistas Somos, Casa y Más, G de Gestión, Ruedas & Tuercas e a versão peruana da revista Hola. El Comercio também tem participação de 70% dos canais América Televisión e Canal N.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre meios de comunicação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.