Eleição federal na Alemanha em julho de 1932

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Campanha em frente a um local de votação em Berlim.

Eleições federais foram realizadas na Alemanha em 31 de julho de 1932, após a dissolução prematura do Reichstag. O Partido Nazista teve grande ganhos e, pela primeira, vez se tornou o maior partido no parlamento, mas sem ganhar a maioria.

Contexto[editar | editar código-fonte]

Desde 1929, a Alemanha sofria com a Grande Depressão, com o desemprego subindo de 8,5% para quase 30% entre 1929 e 1932, enquanto a produção industrial dentro do país caiu cerca de 42%.[1]

Resultado[editar | editar código-fonte]

As eleições resultaram em grandes ganhos pelo Partido Nazista; com 230 assentos, foi a primeira vez que o maior partido do parlamento não passou a formar um governo. Nem o Partido Nazista nem Paul von Hindenburg tinham maioria no poder e as outras forças políticas se recusaram a cooperar. Nenhum dos lados tinha maioria por conta própria, e nenhuma coalizão pôde ser formada para criar uma maioria governante. Assim, o governo da minoria de Papen continuou, o que levou a outra eleição em novembro.[2]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre eleições ou plebiscitos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.