Emily Whitmire

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Emily Whitmire
Informações
Nome
completo
Emily Whitmire
Nascimento 24 de maio de 1991 (26 anos)
Estados Unidos Portland, Oregon
Nacionalidade Estados Unidos norte-americana
Outros nomes Spitfire
Altura 1,65 m
Peso 57 kg
Divisão Peso-mosca (atualmente)
Peso-palha
Envergadura 160 cm
Modalidade Muay Thai, Wrestling
Luta por Estados Unidos Hillsboro, Oregon
Equipe Xtreme Couture
Graduação      Faixa Branca em Brazilian Jiu-Jitsu
Período em
atividade
2015–presente
Cartel nas artes marciais mistas
Total 4
Vitórias 2
Por decisão 2
Derrotas 2
Por finalização 2
Ligações externas
Página oficial:
Recorde de MMA no Sherdog

Emily Whitmire (Portland, 01991-05-24 24 de maio de 1991) é uma lutadora de artes marciais mistas estadunidense, que atualmente compete na categoria peso-mosca-feminino do Ultimate Fighting Championship.[1]

Background[editar | editar código-fonte]

Whitmire começou a treinar MMA ainda jovem. Foi campeã amadora no Tuff N Uff, no peso-palha. Atualmente, além de lutadora de MMA, também é garçonete.[2]

Carreira no MMA[editar | editar código-fonte]

Depois da carreira amadora, na qual produziu um cartel de 2-1, Whitmire fez sua estreia profissional no MMA em setembro de 2015. Com uma luta no FCF, uma no RFA e outra no Beatdown, Whitmire compilou um cartel também de 2-1, antes de se juntar ao elenco do The Ultimate Fighter 26, em meados de 2017.[3]

The Ultimate Fighter[editar | editar código-fonte]

Em agosto de 2017, foi anunciado que Whitmire fora uma das lutadoras selecionadas para participar do The Ultimate Fighter: A New World Champion.[4]

Em sua primeira luta no reality show, Whitmire enfrentou a veterana Christina Marks. Ela ganhou a luta por finalização no primeiro round.[5]

Nas quartas de final, Whitmire enfrentou Roxanne Modafferi. Ela perdeu a luta por nocaute técnico no primeiro round.[6]

Ultimate Fighting Championship[editar | editar código-fonte]

Whitmire, mesmo perdendo no TUF 26, fez sua estreia no UFC, no The Ultimate Fighter 26 Finale, em 1 de dezembro de 2017, contra Gillian Robertson. Robertson abriu o evento com uma vitória ligeira diante de Emily Whitmire. A canadense, que levou a luta para o chão, finalizou Whitmire com uma chave de braço - aplicada de um ângulo pouco comum - aos 2m12s do combate. Ela comemorou o resultado positivo em sua estreia na organização, enquanto Whitmire levou as mãos ao rosto imediatamente após dar os três tapinhas.[7]

Cartel no MMA[editar | editar código-fonte]

Res. Cartel Oponente Método Evento Data Round Tempo Local Notas
Derrota 2-2 Canadá Gillian Robertson Finalização (chave de braço) The Ultimate Fighter: A New World Champion Finale 01/12/2017 1 2:12 Estados Unidos Las Vegas, Nevada Estreia no UFC; Estreia no peso-mosca.
Vitória 2-1 Estados Unidos Ronni Nanney Decisão (unânime) EB - Beatdown 20 18/03/2017 3 5:00 Estados Unidos New Town, Dacota do Norte
Derrota 1-1 Estados Unidos Kelly D'Angelo Finalização (guilhotina) RFA 44 - Moises vs. Freeman 30/09/2016 2 3:46 Estados Unidos St. Charles, Missouri
Vitória 1-0 Estados Unidos Emily Ducote Decisão (unânime) FCF - Freestyle Cage Fighting 50 19/09/2015 3 5:00 Estados Unidos Shawnee, Oklahoma Estreia no MMA.

Cartel no TUF 26[editar | editar código-fonte]

Res. Cartel Oponente Método Evento Data Round Tempo Local Notas
Derrota 1-1 Estados Unidos Roxanne Modafferi Nocaute Técnico (cotoveladas) The Ultimate Fighter: A New World Champion 08/11/2017 (exibição) 1 4:59 Estados Unidos Las Vegas, Nevada Quartas de Final
Vitória 1-0 Estados Unidos Christina Marks Finalização (chave de braço) The Ultimate Fighter: A New World Champion 01/11/2017 (exibição) 1 0:40 Estados Unidos Las Vegas, Nevada Luta Preliminar

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal:

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]