Enedino Batista Ribeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Enedino Batista Ribeiro (São Joaquim, 14 de maio de 1899Florianópolis, 10 de abril de 1989) foi um historiador e político brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de João Batista Ribeiro de Sousa e de Cândida dos Prazeres Batista de Sousa, formou-se farmacêutico no Rio de Janeiro. Voltando para a terra natal, ali ocupou uma secretaria municipal, em 1926.

Entre 1928 e 1947 foi tabelião de notas e escrivão dos feitos cíveis e comerciais da comarca.[1]

Torna-se, em 1951, suplente de deputado estadual, assumindo o cargo na segunda legislatura, eleito pela extinta União Democrática Nacional (UDN). Na década de 1950 exerceu várias funções públicas estaduais, até tornar-se, em 1959, oficial do Registro de Imóveis da capital catarinense, até o ano seguinte, quando se aposentou.[1]

Fundou a Faculdade de Farmácia e Bioquímica da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), ali sendo professor de farmacognosia. Foi casado com Lydia Palma Ribeiro.[1]

Publicações[editar | editar código-fonte]

  • Gavião de Penacho: memórias de um serrano
  • São Joaquim: notícia estatístico-descritiva - Florianópolis : Departamento Estadual de Estatística, 1941.

Homenagens[editar | editar código-fonte]

O trecho da rodovia SC-438 - Rio Lavatudo/Divisa Lages rodovia estadual SC- recebeu o nome do historiador em 2002.[2]

Referências

  1. a b c Nercolini, Maria Batista (setembro de 1987). «Enedino Batista Ribeiro». Revista Blumenau. Ed.369. Blumenau. Consultado em 12 de maio de 2010 
  2. Alesc - Rodovia SC-438 passa a ser denominada Enedino Batista Ribeiro (20/06/2002) Acessado em 12/05/2010
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.