Ergasiofobia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A ergasiofobia é uma fobia (medo excessivo ou irracional) ou pavor ao trabalho (trabalho manual, trabalho intelectual etc). Pessoas com essa doença tendem a ser chamadas de preguiçosas, mas precisam de acompanhamento médico profissional e da compreensão dos familiares.[1]

Pessoas com ergofobia experimentam ansiedade indevida sobre o ambiente de trabalho, embora percebam que seu medo é irracional. Seu medo pode, na verdade, ser uma combinação de medos, como o medo de errar as tarefas atribuídas, falar com grupos no trabalho (ambos são tipos de ansiedade de desempenho) ou socializar com colegas de trabalho. (um tipo de fobia social) e outros medos de lesões emocionais, psicológicas e/ou fisiológicas.[2]

Referências

  1. Desh Subba (18 de julho de 2014). Philosophy of Fearism: Life Is Conducted, Directed and Controlled by the Fear. [S.l.]: Xlibris Corporation. p. 340. ISBN 978-1-4990-0467-0 
  2. Belcastro, Philip A.; Hays, Leon C. (1984). «Ergophilia . . . ergophobia . . . ergo . . . burnout?». Professional Psychology: Research and Practice. 15 (2): 260–270. ISSN 1939-1323. doi:10.1037/0735-7028.15.2.260 

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre fobias é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.