Erinaceidae

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura outros significados, veja Ouriço (desambiguação).
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde agosto de 2019). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaErinaceidae
Hedgehog-en.jpg
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Infraclasse: Placentalia
Superordem: Laurasiatheria
Ordem: Erinaceomorpha
Família: Erinaceidae
G. Fischer, 1814
Gêneros
ver texto

Erinaceidae é uma família de mamíferos insetívoros da ordem Erinaceomorpha. Estes animais possuem o dorso coberto por espinhos curtos e lisos, e as partes inferiores por pêlos. Vernacularmente são denominados de ouriços.

Há no mundo 16 espécies de ouriços divididas em cinco gêneros, encontrados em partes da Europa, Ásia, África e Nova Zelândia. Não há espécies nativas na Austrália nem na América do Norte ou do Sul, e os encontrados na Nova Zelândia foram introduzidos. São mamíferos insetívoros que mudaram pouco nos últimos 15 milhões de anos e que se adaptaram à vida noturna.

Hábitos[editar | editar código-fonte]

Os ouriços são animais principalmente noturnos, que se alimentam de insetos, caracóis, lesmas e de vegetais. Os seus predadores principais são as corujas e os furões. O ouriço conta com a sua coloração como camuflagem, mas quando ameaçado enrola-se numa bola expondo apenas a face coberta de espinhos.

Geralmente, a comunidade científica faz clara diferença entre o ouriço e o porco-espinho (Hystrix cristata), que é um roedor. No entanto, em Portugal e na Galiza, o ouriço-terrestre (Erinaceus europaeus) recebe indistintamente os nomes de porco-espinho, ouriço, ouriço-cacho, ouriço-cacheiro ou rescacheiro, posto que o habitat do Hystrix cristata na Europa se limita ao sul da península italiana (Sicília e Nápoles), onde foram introduzidos pelos romanos a partir da África.

Uma diferença importante entre estas duas espécies é que os espinhos do ouriço, ao contrário dos do porco-espinho, não se soltam naturalmente, nem são venenosos.

Graças à sua dieta, os ouriços são importantes no controle de pragas, já que são capazes de comer várias vezes o seu próprio peso em insectos e anelídeos.

Os ouriços têm mais de dezesseis mil picos e usam-nos para diferentes necessidades: camuflagem, defesa, ataque, transporte de comida.

Os ouriços possuem um focinho pequeno e quatro patas que se mobilizam bastante bem. Possui tambem uma cauda de 5 cm.

O ouriço hiberna no inverno durante aproximadamente 3 meses, antes recolhe comida e mantimentos para a sua hibernação.

Classificação[editar | editar código-fonte]

A família Erinaceidae, a qual pertencem todos os ouriços, é a única pertencente à ordem Erinaceomorpha. Anteriormente fora classificada na ordem Insectivora. A família inclui duas subfamílias e 10 gêneros:

Referências[editar | editar código-fonte]

  • HUTTERER, R. Order Erinaceomorpha. In: WILSON, D. E.; REEDER, D. M. (Eds.). Mammal Species of the World: A Taxonomic and Geographic Reference. 3. ed. Baltimore: Johns Hopkins University Press, 2005. v. 1, p. 212-219.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Erinaceidae