Saltar para o conteúdo

Vaz de Melo: diferenças entre revisões

18 bytes adicionados ,  21 de outubro de 2011
manutenção
m ("ascenção" não existe em português)
(manutenção)
{{semmais-fontes|data=Dezembro de 2008}}
{{sem-notas|data=Outubro de 2011}}
Clã mineiro, também grafado '''Vaz de Mello''', de origem nos [[Melo (apelido)|Melo]] portugueses que passando pelo [[Região Nordeste do Brasil|Nordeste do Brasil]], ali fixaram parte de seus ramos, seguindo mais adentro do país, rumo a [[Minas Gerais]], [[Rio de Janeiro]], [[São Paulo]], em seguida aos outros estados.
 
== Origens ==
Nem todo ''Vaz de Melo'' ou ''Vaz de Mello'' pertence a este tradicional clã, pois as grandes populações hoje existentes nas cidades mineiras ocasionaram a associação dos sobrenomes Vaz e Melo, talvez até mesmo por conmveniênciaconveniência, uma vez que neste Estado, para não dizer em todo o [[Brasil]], existe uma tendência antropológica em buscar maior projeção para a família, senão por cargos ou títulos, então pela tradição.
 
Nem todo ''Vaz de Melo'' ou ''Vaz de Mello'' pertence a este tradicional, pois as grandes populações hoje existentes nas cidades mineiras ocasionaram a associação dos sobrenomes Vaz e Melo, talvez até mesmo por conmveniência, uma vez que neste Estado, para não dizer em todo o [[Brasil]], existe uma tendência antropológica em buscar maior projeção para a família, senão por cargos ou títulos, então pela tradição.
 
Podemos porém, fixar limites à família ''Vaz de Melo'' bem como determinar seus parentes conhecidos mais próximos, nos seguintes perímetros:
 
* '''Vaz de Melo''' e '''Ferreira de Melo''', relacionados a cidades como [[Pará de Minas]] e [[Belo Horizonte]], sendo o veio belorizontino descendente do outrora deputado federal [[José Alves Ferreira de Melo]], bem como de outros ''Vaz de Melo'' oriundos de [[Pará de Minas]].
* '''Melo Cançado''', oriundos de [[Pará de Minas]], também migrados a [[Belo Horizonte]], sendo um de seus maiores expoentes o [[Professor Melo Cançado|Prof. Melo Cançado]].
* '''Melo Franco''', oriundos de [[Paracatu]], migrados a [[Belo Horizonte]], dos quais é um dos maiores representantes o outrora advogado [[Afonso Arinos de Melo Franco]], estariam também associados aos '''Caldeira Brant''' por seus ancestrais.
* '''Ribeiro Melo''', oriundos de [[Dores do Indaiá]], migrados a [[Belo Horizonte]].
 
Entre outros veios derivados e variantes dos acima referidos.
 
== Dos ofícios ==
 
À medida que se consolida no poder mediante cargos como os de advogados, juristas, políticos, professores, empresários e cientistas, adqüirindo projeção social e importância para o desenvolvimento, esse clã, vai se consolidando como [[Oligarquia|oligarquia]], mas não como uma ''oligarquia rural'', pois '''não''' faziam parte explícita da chamada [[Política do café-com-leite]], já que não eram agropecuaristas, mas sim como industriários, investindo em setores diversificados, não raro pioneiros, como faz o deputado [[José Alves Ferreira de Melo]] ao ser um dos preconizadores da indústria têxtil em Minas Gerais.
 
 
== Influências ==
 
É atribuído a este clã um dos principais apoios que o outrora governador de Minas Gerais e outrora presidente do Brasil, [[Artur Bernardes]] teve para ascender a esses cargos. A participação coligativa desse clã, lhe parece ter sido de enorme valor, e se torna compreensível antropológica e historicamente quando se percebe que sua esposa era sobrinha do deputado federal [[José Alves Ferreira de Melo]] com o qual manteve estreita ligação não apenas durante seus governos, como também durante seu exílio.
 
 
== Desdobramentos ==
 
Além das vinculações ancestrais a outras das chamadas ''Tradicionais Famílias Mineiras'', o clã dos ''Vaz de Melo'' também em diversos momentos de sua história vai se vincular ao também poderoso clã dos [[Monteiro de Barros]], não raro através de seu tronco [[Miranda de Lima (sobrenome)|Miranda de Lima]], que: em Belo Horizonte deriva de Adelaide de Miranda Lima e Paula, descendente direta do [[Barão de Paraopeba]], através de seu casamento com o geólogo, político e jornalista [[Joaquim Francisco de Paula]], ramo esse, que é primo dos '''Lima''' de [[Nova Lima]] descendentes do célebre [[Antônio Augusto de Lima|Augusto de Lima]] que dá nome a esse município. A junção entre os '''Vaz de Melo''' e os '''Monteiro de Barros''', nesse veio, se dá através do casamento do engenheiro [[João Fulgêncio de Paula]] com a então filha do deputado José Alves, '''Vera Vaz de Melo''', mas o mesmo tipo de proximidade de sangue se perceberá em outros veios.
 
 
== Bibliografia ==
* '''Série de Cartas dos Vaz de Melo e Miranda de Lima''. Nova Lima: Laboratório de Cronografia Histórica e Cultura Material / Clio Museu de Cultura Material.
* CHAVES MASCARENHAS, Raquel; PAULA XAMÃ, Gustavo. '''Esboço da História Sócio-Política dos Vaz de Melo Belorizontinos'''. Nova Lima: Clio Museu de Cultura Material, 2008.
 
[[Categoria: Famílias do Brasil]]
968

edições