Estádio Wanda Metropolitano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Estádio Wanda Metropolitano
Estadio Metropolitano.png

UEFA: 4 de 4 estrelas.
Vista em julho de 2017

Nomes
Antigos nomes Estádio La Peineta
Características
Local Plaza de Grecia, s/n, 28022,
Madrid, Espanha
Coordenadas 40° 26' 10" N 3° 35' 58" O
Gramado Grama (105m x 68m)
Capacidade 70000[1]
Construção
Custo 45 milhões (1994)
240 milhões (2017)[2]
Inauguração
Data 16 de setembro de 2017
Partida inaugural Atlético de Madrid 1–0 Málaga
Primeiro gol Antoine Griezmann
Recordes
Público recorde 64 393
Data recorde 14 de outubro de 2017
Partida com mais público Atlético de Madrid 1–1 Barcelona
Outras informações
Remodelado 8 de novembro de 2011
Proprietário Club Atlético de Madrid
Arquiteto Cruz y Ortiz arquitectos
Mandante Club Atlético de Madrid

O Estádio Metropolitano,[3] oficialmente e por razões de patrocínio Wanda Metropolitano,[4] também conhecido por La Peineta e também formalmente como Estádio Olímpico de Madrid, é um estádio multiuso situado no distrito de San Blas-Canillejas da cidade espanhola de Madrid.

Foi inaugurado após sua remodelação (2011–2017) e como propriedade do Club Atlético de Madrid em 16 de setembro de 2017, com a disputa entre o conjunto rojiblanco e o Málaga (1–0), numa partida válida pela 4º rodada da La Liga de 2017–18.[5]

Originalmente, o estádio foi inaugurado em 6 de setembro de 1994 como estádio de atletismo. Em 2002, o estádio passou a ser do Ayuntamiento de Madrid.[6] Em 2008, Alberto Ruiz-Gallardón, alcaide do Ayuntamiento de Madrid e Enrique Cerezo, presidente do Club Atlético de Madrid, assinaram um acordo no qual o estádio passaria a ser propriedade do conjunto colchonero quando as obras serem finalizadas.[7][8]

O estádio sediará a final da Liga dos Campeões da UEFA de 2018–19.[9]

História[editar | editar código-fonte]

Estádio original[editar | editar código-fonte]

O estádio foi terminado de construir em 1993 com um desenho do estúdio de arquitetos de Antonio Cruz e Antonio Ortiz como projeto vencedor do concurso para uma "Ciudad Deportiva de la Comunidad de Madrid". O estádio tinha uma capacidade inicial para 20.000 espectadores. As instalações foram inauguradas em 1994.[10] Em 2002, a Comunidade de Madrid transferiu ao Ayuntamiento de Madrid a titularidade do estádio.[6]

Projetos olímpicos de ampliação[editar | editar código-fonte]

As candidaturas fracassadas de 2012, 2016 e 2020 da cidade de Madrid ser a sede dos Jogos Olímpicos propuseram uma reforma e uso do estádio para as modalidades, sendo estas aproveitadas pelo Club Atlético de Madrid como estádio de futebol.[11]

O estádio foi planejado para triplicar a capacidade de 20.500 para 66.000 espectadores por causa da candidatura de Madrid para os Jogos Olímpicos de 2012 (rejeitada em 2005).[12]

La Peineta en fevereiro de 2014

Estádio exclusivo do Atlético de Madrid (2013–)[editar | editar código-fonte]

Após a derrota da candidatura de Madrid para os Jogos Olímpicos de 2020, a configuração do estádio, inicialmente planejada com uma pista de atletismo e, depois das olimpíadas, um estádio de futebol, foi descartada.

Segundo os arquitetos, até a confirmação definitiva sobre a eleição dos Jogos Olímpicos de 2020, o ritmo das obras se desenvolveu lentamente até a eleição.[13] Miguel Ángel Gil Marín, CEO do Club Atlético de Madrid, anunciou em 11 de setembro de 2013 que, apesar da derrota da candidatura de Madrid ser a sede dos Jogos Olímpicos, o clube de futebol iria passar oficialmente para o novo estádio em 1 de julho de 2016,[14] o que não foi realizado, mantendo o Estádio Vicente Calderón como casa do Atlético de Madrid durante a temporada 2016–17.

O estádio de futebol alcançará uma capacidade que oscila entre os 68.000 e os 72.000 espectadores. Esta capacidade projetada se repartiria entre o anel inferior (cerca de 20.000 assentos), o segundo anel (cerca de 13.000 assentos) e o anel superior (cerca de 30.000 assentos), somada a uma quantidade imprecisa de espectadores em função de 94 camarotes adicionais.[1]

Em 28 de fevereiro de 2014, o conselho do Ayuntamiento de Madrid aprovou por unanimidade dar o nome, como forma de homenagem, do falecido Luis Aragonés (jogador e treinador do Atlético de Madrid e campeão da Eurocopa com a Seleção Espanhola de Futebol) a avenida de acesso ao estádio.[15]

Em dezembro de 2016, Enrique Cerezo anunciou que o estádio se denominaria Wanda Metropolitano por um período de dez anos para batizar o estádio, então não finalizado, após chegar a um acordo com o conglomerado chinês Wanda Group, enquanto o nome "Metropolitano" é uma homenagem a um dos antigos estádios do clube, o Estádio Metropolitano de Madrid (1923–1966).[16]

Em 5 de maio de 2017, foi formalizada a escritura de transferência do estádio, assinado pelo conselheiro da Economía y Hacienda del Ayuntamiento de Madrid Carlos Sánchez Mato e Miguel Ángel Marín, CEO do Atlético de Madrid.[17]

Em 16 de setembro de 2017, o estádio foi inaugurado com uma partida da La Liga entre o Atlético de Madrid contra a equipe do Málaga com a vitória do time colchonero por 1–0. O primeiro gol do estádio foi marcado pelo atacante francês Griezmann.

Em 27 de setembro de 2017, o estádio realizou a primeira partida válida pela Liga dos Campeões de 2017–18 na derrota do Atlético de Madrid para o Chelsea por 2–1.


Panorâmica interior do estádio durante a última fase das obras.

Acessos[editar | editar código-fonte]

Acesso da Rua Estocolmo à Estação Estadio Olímpico
Metrô

Estação Estadio Olímpico da Linha 7 do Metro de Madrid.

Ônibus

Linhas interurbanas: 286, 288 e 289.

Futuro[editar | editar código-fonte]

Para aumentar o transporte público ao estádio, o Fomento anunciou em 2016 que, para o projeto da reabertura da antiga estação ferroviária de O'Donnell, atualmente abandonada, situada no bairro de Rejas,[18] a 1 quilômetro do estádio, embora não tenha nenhuma ligação pedonal entre ambos os lugares, ser concluída, será necessário que o Ayuntamiento de Madrid o construa. Isto foi solicitado pelas Asociaciones de Vecinos de San Blas, bem como um maior acesso por metrô ao estádio.[19] No entanto, atualmente a comunidade não planeja prolongar outras linhas de Metrô ao estádio.[20]

Referências

  1. a b «El Atleti comenzará la campaña 2016-17 en su nuevo estadio». Diario As. 27 de fevereiro de 2014 
  2. «Wanda Metropolitano». StadiumDB. Consultado em 1 de maio de 2017 
  3. «El nuevo nombre de 'Estadio Metropolitano' ya luce en la rotulación de la estación». 26 de junho de 2017 
  4. «Wanda Metropolitano: el nuevo estadio del 'Atleti' ya tiene nombre». 9 de dezembro de 2016 
  5. «Griezmann marca, e Atlético de Madrid estreia estádio de R$ 1 bilhão com vitória». globoesporte.globo.com. 16 de novembro de 2017. Consultado em 16 de setembro de 2017 
  6. a b «El alcalde acepta canjear al Gobierno "La Peineta" por el Palacio de Deportes». elpais.com (em espanhol). 18 de junho de 2002 
  7. «La Peineta empezará a transformarse en el nuevo estadio del Atlético». elpais.com (em espanhol). 12 de dezembro de 2008 
  8. «El futuro se firma hoy». mundodeportivo.com (em espanhol). 12 de dezembro de 2008 
  9. «Estádio do Atlético de Madrid receberá a final da próxima Liga dos Campeões». Globoesporte.com. 20 de setembro de 2017. Consultado em 20 de setembro de 2017 
  10. «La justicia refrenda La Peineta». Diario El País. 17 de dezembro de 2013 
  11. «El Estadio y las piscinas no se paran aunque Madrid no sea sede de los Juegos en 2016». Diario ABC. 5 de outubro de 2009 
  12. «La Peineta se convierte en la "joya de la corona" de Madrid 2012 y triplicará su aforo». diario ABC. 7 de julho de 2004 
  13. «El Atlético se aferra a La Peineta». Diario El País. 9 de setembro de 2013 
  14. Europa Press, ed. (11 de novembro de 2013). «El Atlético se mudará a La Peineta el 1 de julio de 2016» 
  15. «Aprueban por unanimidad que Luis Aragonés tenga su calle». Diario ABC. 28 de fevereiro de 2014 
  16. «Wanda Metropolitano, el nombre del nuevo estadio del Atlético de Madrid». El País. 9 de dezembro de 2016 
  17. «La Peineta ya es, oficialmente, del Atlético de Madrid». Madridiario. 5 de maio de 2017 
  18. «Fomento construirá tres estaciones de Cercanías en la capital». La Razón 
  19. «Desdoblar Arcentales para evitar el embudo en La Peineta». La Razón 
  20. Cifuentes le hace una 'peineta' a Carmena: no habrá ampliación de la línea 2 de Metro - Vozpópuli

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre estádios de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.