Eugênio de Ligne

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Eugênio de Ligne
Nascimento 10 de agosto de 1893
França
Morte 26 de junho de 1960 (66 anos)
Beloeil
Cidadania Bélgica
Progenitores Pai:Ernesto de Ligne
Filho(s) Iolanda da Áustria, Baudouin de Ligne, Antônio de Ligne
Ocupação diplomata
Prêmios Comandante da Legião de Honra, Cavaleiro da Ordem do Tosão de Ouro, Justos entre as nações
Título Príncipe de Ligne, Grandeza

Eugênio Frederico Maria Lamoral de Ligne, 11.º príncipe de Ligne, de Epinoy e de Amblise, (Eugène Frédéric Marie Lamoral de Ligne, 10 de agosto de 189326 de junho de 1960) foi um nobre e diplomata belga.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Eugênio de Ligne era o segundo filho de Ernest, 10° Príncipe de Ligne e de sua esposa, Diana de Cossé-Brissac.

Em 1920, depois de estudar filosofia e letras, ele teve uma carreira diplomática, trabalhando em Bucareste, Paris, Madri, Londres e Washington. Em 28 de fevereiro de 1917, Eugênio desposou Filipa de Noailles, filha de Francisco de Noailles, príncipe de Poix, e de Madeleine Dubois de Courval. Eles tiveram quatro filhos:

Em 1937, com a morte de seu pai, Eugênio se tornou o 11.º príncipe de Ligne.

Durante a invasão da Bélgica pela Wehrmacht, em 1940, Eugênio liderou e juntou-se a tropas perto da Antuérpia. Ele transformou o Castelo de Beloeil em um refúgio para crianças judias. Depois da Segunda Guerra Mundial, o príncipe foi nomeado embaixador belga na Índia (1947–1951) e na Espanha (1951–1958). Em 1954, foi investido cavaleiro da Ordem do Tosão de Ouro.