Fabio Besta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Fabio Besta
Nascimento 17 de janeiro de 1845
Lombardia, Itália
Morte 3 de outubro de 1922 (77 anos)
Tresivio
Nacionalidade italiano
Cidadania Reino de Itália
Ocupação Economista
Empregador Universidade de Veneza

Fabio Besta foi um contabilista, nascido em Teglio de Valtellina, Lombardia, Itália, em 17 de janeiro de 1845, e falecido em Tresivio, Itália, em 3 de Outubro de 1922. Graduou-se contador em 1868 pelo Instituto Técnico Comercial de Sondrio. Em 1872, começou a lecionar na Escola Superior de Comércio de Veneza, localizada na Ca' Foscari.

Sua principal contribuição à história da contabilidade é a criação da Escola Controlista, através de sua obra La Ragioneria[1], que defendia que o principal objetivo da contabilidade era o controle dos fatos econômicos[2].

Pôde-se citar alguns benefícios da Escola Controlista ou Veneziana para a contabilidade, tais como: A distinção entre a contabilidade geral (entidades privadas) e a contabilidade aplicada (entidades publicas); A criação jurídica dos Livros Fiscais; e a Personificação do Patrimônio Líquido.

Referências

  1. COSTA, José Manoel da. Contabilidade básica. São Paulo: Pearson, 2009. p.6
  2. SANTOS, J. L. e SCHMIDT, P. História do pensamento contábil. São Paulo: Atlas, 2006. p.64-65


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.