Ferro meteórico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ferro meteórico

Ferro meteórico é um metal nativo encontrado em meteoritos composto pelos elementos ferro e níquel, principalmente na forma das fases minerais kamacita e taenita (com ligas de ferro e níquel com proporção 95%:5% e 80%:20% respectivamente). O ferro meteórico compõe a maior parte dos meteoritos ferrosos (de ferro), mas também é encontrado em outros meteoritos. Além de pequenas quantidades de ferro telúrico, o ferro meteórico é o único metal nativo natural do elemento ferro (em forma metálica e não em minério) na superfície da Terra.[1]

Uso cultural e histórico[editar | editar código-fonte]

Uma lança feita de uma presa de narval com uma cabeça de ferro feita do meteorito Cape York.

Antes do advento da fundição de ferro, o ferro meteórico era a única fonte de ferro metálico para uso humano. Que já era usado antes do início da Idade do Ferro (c. de 1 200 a.C. à c. 1 000 d.C.) para fazer objetos culturais, ferramentas e armas.[2]

Idade do Bronze[editar | editar código-fonte]

Há exemplos de trabalho em ferro na Idade do Bronze confirmados como tendo origem meteorítica:[3]

  • No antigo Egito, uma conta de ferro foi encontrada em um cemitério perto de Gerzeh que continha 7,5% de Ni.[4][5] Datado de cerca de 3200 a.C, a análise geoquímica das esferas de ferro de Gerzeh, com base na proporção de níquel para ferro e cobalto, confirma que o ferro era de origem meteorítica.[3]
  • Datada de cerca de 2500 a.C, uma adaga de ferro de Alaca Höyük.[3]
  • Datado de cerca de 2300 a.C, um pingente de ferro de Umm el-Marra, na Síria.[3]
  • Datado de cerca de 1400 a.C, um machado de ferro de Ugarit, na Síria.[3]
  • Datados de cerca de 1400 a.C, vários machados de ferro da dinastia Shang na China.[3]
  • Datados de cerca de 1350 a.C, uma adaga de ferro, pulseira e apoio de cabeça da tumba de Tutancâmon (século XIV a.C.) foram confirmados como sendo de origem meteorítica.[3] Tal adaga consiste em proporções semelhantes de metais (ferro, níquel e cobalto) a um meteorito descoberto na área, depositado por uma antiga chuva de meteoros,[6][7][8] do tipo siderito (meteorito ferroso).[9]
A lâmina da adaga de Tutancâmon feito de ferro meteórico, semelhante ao de meteoritos do tipo siderito[9]

Referências

  1. Fleming, Stuart J.; Schenck, Helen R. (1989). History of Technology: The Role of Metals. [S.l.]: UPenn Museum of Archaeology. ISBN 978-0-924171-95-6 
  2. Waldbaum, J. C. and James D. Muhly; The first archaeological appearance of iron and the transition to the iron age chapter in The coming of the age of iron, Theodore A. Wertme. ed., Yale University Press, 1980, ISBN 978-0300024258
  3. a b c d e f g Jambon, Albert (2017). «Bronze Age iron: Meteoritic or not? A chemical strategy.» (PDF). Journal of Archaeological Science. 88: 47–53. ISSN 0305-4403. doi:10.1016/j.jas.2017.09.008 
  4. «Pre-Dynastic Iron Beads from Gerzeh, Egypt». ucl.ac.uk. Consultado em 28 de dezembro de 2012. Arquivado do original em 7 de abril de 2015 
  5. Rehren, Thilo; Belgya, Tamás; Jambon, Albert; Káli, György; et al. (31 de julho de 2013). «5,000 years old Egyptian iron beads made from hammered meteoritic iron». Journal of Archaeological Science. 40 (12): 4785–4792. doi:10.1016/j.jas.2013.06.002Acessível livremente 
  6. Bjorkman, Judith Kingston (1973). «Meteors and Meteorites in the ancient Near East». Meteoritics. 8 (2): 91–132. Bibcode:1973Metic...8...91B. doi:10.1111/j.1945-5100.1973.tb00146.x 
  7. Daniela Comelli; Massimo D'orazio; Luigi Folco; Mahmud El-Halwagy; Tommaso Frizzi; Roberto Alberti; Valentina Capogrosso; Abdelrazek Elnaggar; Hala Hassan (2016). «The meteoritic origin of Tutankhamun's iron dagger blade». Meteoritics & Planetary Science. 51 (7): 1301–1309. Bibcode:2016M&PS...51.1301C. doi:10.1111/maps.12664Acessível livremente 
  8. Walsh, Declan (2 de junho de 2016). «King Tut's Dagger Made of 'Iron From the Sky,' Researchers Say». The New York Times. Consultado em 4 de junho de 2016. ...the blade's composition of iron, nickel and cobalt was an approximate match for a meteorite that landed in northern Egypt. The result "strongly suggests an extraterrestrial origin" 
  9. a b SAPO. «Meteoritos em África: caem do céu, mas não são deuses e tampouco curam o VIH/Sida». SAPO 24. Consultado em 8 de julho de 2022