Festa do Ovo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Emblem-scales.svg
A neutralidade deste(a) artigo ou se(c)ção foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão.
Justifique o uso dessa marca na página de discussão e tente torná-lo mais imparcial.

A Festa do Ovo é um evento de repercussão internacional e oficialmente reconhecido pelo Governo do Estado de São Paulo na cidade de Bastos constando inclusive, no Calendário de Eventos Agropecuários da Secretaria de Agricultura e Abastecimento; no Calendário de Feiras e Exposições da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico; no Calendário de Eventos Turísticos da Secretaria de Esportes e Turismo, do Ministério da Agricultura, de Turismo e da EMBRATUR.

Trata-se do único acontecimento desta natureza realizado no País, haja vista que Bastos foi fundado por imigrantes japoneses, é o único Município que ainda conserva os traços dessa origem nos usos e costumes, na manutenção da tradição milenar do povo japonês aqui introduzido e adaptado por velhos imigrantes, e por mantermos o cod-nome de Capital do Ovo por sermos o maior produtor de ovos da América Latina.

É nesta época que esta pequena Cidade se torna grande com o fluxo de milhares de visitantes que se deslocam dos mais diversos pontos do País para apreciarem a exuberância deste acontecimento, o número dos quais já ultrapassaram o limite de 100 mil pessoas. E esta repercussão se deve ao fato de que a Festa do Ovo é um evento organizado em moldes totalmente diferentes das demais iniciativas desse gênero pois ela não se restringe apenas e tão somente à mostra e comercialização de produtos hortifrutigranjeiros.

Há, no complexo Recinto Permanente de Exposições Kisuke Watanabe, construído pelo Governo do Estado somente para esta finalidade, uma variada mostra e comercialização que vai desde máquinas e implementos agrícolas, produtos para a avicultura (rações, insumos, vacinas, medicamentos), equipamentos para indústrias, veículos, informática e comércio em geral numa área de 40 mil metros quadrados.

E concomitantemente à Festa do Ovo, é realizado também em inúmeras outras exposições tais como: Orquídeas, Fotografias, Ikebana (arranjos florais), filatelia e numismática, bordados, pedras curiosas e outras que atraem a atenção de todos os visitantes, além das apresentações da cultura japonesa tais como: o Cerimonial do Chá, danças, bailados e teatro amador, o Encontro Nacional de Avicultores e Jornada Técnica.

Durante todos os dias do evento são realizados shows artísticos com a presença de cantores e bandas locais, regionais e os consagrados artistas do cenário nacional, além da montagem de Parque de diversões e uma completa Praça de Alimentação com a culinária de todos os tipos, em especial a japonesa.

Fonte[editar | editar código-fonte]