Filipe II, Duque da Borgonha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Filipe II, Duque da Borgonha.

Filipe de Valois (15 de Janeiro de 134227 de Abril de 1404), cognominado Filipe, o Audaz, foi Duque da Borgonha e uma das personagens importantes do século XIV.

Filipe era o filho mais novo do rei João II de França e o seu favorito. Em 1356, com apenas catorze anos, lutou ao lado do pai na batalha de Poitiers e foi feito prisioneiro. Nos anos seguintes, passados na corte inglesa, Filipe ganhou o cognome o Bravo (le Hardi), pela coragem demonstrada perante o rei Eduardo III de Inglaterra que desafiava abertamente.

Em 1363, dois anos depois da morte de Filipe de Rouvres, João II entregou o Ducado da Borgonha a Filipe, que se tornou o primeiro duque Valois. Em 1369, Filipe casou com Margarida de Dampierre, herdeira e mais tarde Condessa da Flandres. Este casamento trouxe ao Ducado da Borgonha a Flandres, os Condados de Artois, Nevers e Rethel e os Ducados de Brabante e Limburg.

Entre 1380 e 1388, Filipe da Borgonha foi regente de França com os seus irmãos, em nome do sobrinho Carlos VI de França. Mesmo após perder este estatuto Filipe continuou a exercer sua influência sobretudo quando o rei caía numa fase psicótica (Carlos VI sofria do distúrbio bipolar). O seu poderio era apenas ameaçado por Luís de Valois, Duque de Orleans e irmão do rei, que controlava o país nas fases lúcidas de Carlos VI.

Filipe da Borgonha foi o organizador da última tentativa de cruzada, contra os turcos do Império Otomano que ameaçavam Constantinopla (ver A queda de Constantinopla para um enquadramento histórico desta ameaça). A campanha, que acabou desastrosamente na batalha de Nicópolis foi comandada pelo seu filho, João de Nevers.




Descendência[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Filipe I de Rouvres
Duque da Borgonha
1363 - 1404
Sucedido por
João Sem Medo