Fischer-Z

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Novembro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Fischer-Z
John Watts em 2012 tocando no Liberation Day Festival em Haia
Informação geral
Origem  Reino Unido
Gênero(s) Rock
Período em atividade 1979–2002
Página oficial http://www.fischer-z.com/
Integrantes John Watts
Steve Liddle
David Graham
Steve Skolnik

Fischer-Z foi uma banda de rock inglesa que tiveram o seu auge de carreira entre 1979 e 1981.

A formação original era composta por John Watts (vocalista, guitarra), David Graham (baixo), Steve Skolnik (teclados) e Steve Liddle (bateria)[1] . Surgem com o fenómeno da New Wave.

Em 1979 lançam o seu primeiro álbum, "Word Salad", onde se destacavam as faixas "The Worker" e "Remember Russia". Em 1980 lançam o seu segundo álbum "Going Deaf For A Living". Faixas como "Room Service", "So Long", "Crazy Girl" e "Haters" fazem deste álbum um verdadeiro clássico. Em 1981 lançam o terceiro álbum "Red Skies Over Paradise", que continha o sucesso "Marliese", o single mais vendido da carreira dos Fischer-Z. Em 1981 os Fischer-Z tocaram para 50 mil pessoas, no Estádio de Alvalade, numa edição do programa de rádio Febre de Sábado de Manhã. Pouco depois o seu líder, John Watts inicia uma carreira a solo e a actividade do grupo é suspensa.

Em 1987, com uma formação distinta do passado, John Watts regressa com os Fischer-Z e a banda lança o seu quarto trabalho de estúdio, "Reveal", que não obteve sucesso em Portugal, mas cujo single "Perfect Day" foi êxito em outros países, nomeadamente na Austrália em que chegou ao nº 12 do Top. Em 1989, voltam a tentar a sua sorte com o seu quinto álbum "Fish´s Head", que, apesar de ser considerado razoável pela crítica, não repetiu o sucesso de "Reveal".

Em 1992 lançam o sexto trabalho de estúdio "Destination Paradise", sendo este muito aclamado pela crítica. Depois disso, os Fischer-Z lançam mais 3 álbuns de estúdio: "Kamikaze Shirt" (1993), "Stream" (1995) e "Ether" (2002). Em 2006 John Watts tocou na festa dos 25 anos da Febre de Sábado de manhã, na Sala Tejo do então Pavilhão Atlântico em Lisboa.

Uma das grandes curiosidades dos Fischer-Z é que apesar de serem uma banda inglesa, a banda teve muito sucesso em outros países como a Austrália, Portugal, Espanha, França e Alemanha, não tendo muito sucesso na Inglaterra seu país de origem.

Discografia de estúdio[editar | editar código-fonte]

Álbum Lançamento
Word Salad 1979[1]
Going Deaf for a Living 1980[1]
Red Skies Over Paradise 1981[1]
Reveal (Fischer-Z) 1987[1]
Fish's Head 1989[1]
Destination Paradise 1992[1]
Kamikaze Shirt 1993[1]
Stream (Fischer-Z) 1995[1]
Ether 2002[1]

Outra discografia de John Watts:[editar | editar código-fonte]

  • One More Twist (1982)
  • The Iceberg Model (1983)
  • Quick Quick Slow (1984) ("The Cry")
  • Thirteen Stories High (1997) ("J.M. Watts")
  • Bigbeatpoetry (1999) ("Watts")
  • Spiritual Headcase (2000) ("Watts")
  • Ether Music & Film (2002)
  • Real Life Is Good Enough (2005)
  • It Has To Be (2006)
  • Morethanmusic & Films (2009)

Compilações[editar | editar código-fonte]

Álbum Lançamento
The Worker 1997
The Perfect Album 1998
The Best 2001
HighLights 1979-2004 2005

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i j Fischer-Z (em inglês) Discogs. Visitado em 13 de Janeiro de 2014.