Flaviano (prefeito do Egito)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras acepções, veja Flaviano.
Flaviano
Nacionalidade
Vexilloid of the Roman Empire.svg
Império Romano
Soldo de Valente (r. 364–378)

Flaviano (em latim: Flavianus) foi um oficial administrativo romano do século IV, ativo durante o reinado conjunto dos imperadores Valentiniano I (r. 364–375) e Valente I (r. 364–378). Era nativo de Ilíria. Em algum momento antes de 364, provavelmente antes de 312 como sugerido pelos autores da Prosopografia do Império Romano Tardio, exerceu a função de presidente no Egito. Em 364, tornou-se prefeito do Egito em sucessão de Máximo, posição que manteve até 21 de julho de 366, quando foi sucedido por Procliano.[1]

Em 5 de maio de 365, Flaviano recebeu um édito imperial sobre bispos banidos e em 8 de junho enviou um relatório solicitando instruções para o caso do arcebispo alexandrino Atanásio I. Em 5 de outubro, tentou prender Atanásio I com ajuda do duque Vitorino 4, mas em 1 de fevereiro de 366 foi instruído através do notário Brasidas para permitir que o clérigo retornasse para Alexandria.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Máximo
Prefeito do Egito
364 – 366
Sucedido por
Procliano

Referências

  1. a b Martindale 1971, p. 343.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Martindale, J. R.; A. H. M. Jones (1971). The Prosopography of the Later Roman Empire, Vol. I AD 260-395. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press